SECRETARIA DO TRABALHO OFERECE VAGA DE EMPREGO PARA CARGOS EM CAXIAS

dsc_0290

Caxias

A Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria do Trabalho e Economia Solidária (SEMTRES), informa que está com vagas abertas para os seguintes cargos: Auxiliar de Telemarketing, Vendedor Externo e Divulgadora.

Para Vendedor Externo o requisito é experiência comprovada na área, no mínimo de seis meses, com CNH “AB”.

Os candidatos interessados deverão comparecer à SEMTRES para efetuar ou atualizar seu cadastro no Sistema Nacional de Emprego (SINE), munidos de seus documentos originais: RG, CPF, Carteira de trabalho e número do PIS.

A SEMTRES fica localizada no Centro de Cultura, em frente à Praça Pantheon, e funciona no horário das 8h às 14h.

ALÔ FLÁVIO DINO: ESQUEMA FRAUDULENTO É DENUNCIADO NO HOSPITAL MACRORREGIONAL DE COROATÁ

instituto-corpore-2-768x434

Documento

O Hospital Macrorregional de Coroatá tem sido palco de esquemas fraudulentos de horas extras, segundo denúncias encaminhadas ao Blog. A máfia seria supostamente comandada pela coordenadora de enfermagem da unidade, Tatiana Peixoto Vasconcelos Conceição, esposa do vereador Cássio Conceição.

Segundo a denúncia, a fraude envolve, além da coordenadora, três supervisores de enfermagem. Eles recebiam 100% de horas extras sem trabalhar nenhuma delas sequer. Tatiana autorizava a remuneração no aviso de ajuste de ponto, e por debaixo dos panos abonava as faltas dos funcionários fantasmas.

Pelo ato criminoso, a coordenadora recebia 70% do valor das horas extras que foram computadas pelos comparsas, mas não trabalhadas. No mês de outubro, a quadrilha faturou 236 horas extras. Ainda de acordo com a denúncia, Tatiana nunca passa um minuto a mais do plantão dela. Logo, não pode receber hora extra.

O Blog já havia denunciado outra situação grave praticada pela coordenadora de enfermagem. Tatiana abonava as faltas da filha Tânia Vasconcelos, que também é enfermeira no Hospital Macrorregional de Coroatá. A filha da coordenadora recebia um salário de quase R$ 2 mil, sem sequer pisar os pés na unidade de saúde.

No mês de novembro do ano passado, a direção do Instituto Corpore, responsável pelo gerenciamento do Hospital Macrorregional de Coroatá, chegou a solicitar uma investigação para apurar a conduta de alguns funcionários, que não estariam cumprindo a jornada de trabalho na unidade de saúde.

E em dezembro, misteriosamente, sumiu um pen drive da Coordenadora Administrativa do Hospital, Karla Maria Carneiro, que continha diversas informações profissionais e documentos de folhas de pagamento, depósitos do Banco do Brasil e escala de plantão de profissionais do Hospital. Alguns arquivos possuíam informações sigilosas. Na ocasião, a funcionária registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia do Município de Coroatá. O livro de ponto também chegou a desaparecer da unidade, conforme publicado no dia 8 deste mês no Blog do Neto Ferreira.

 Abaixo, é possível conferir um dos avisos de ajuste de ponto do enfermeiro Ricardo Clayton preenchido e assinado pela Tatiana Conceição. No entanto, o documento não está assinado pelo enfermeiro e nem datado. Ou seja,  está autorizada a hora extra, basta apenas a assinatura do colaborador.

instituto-corpore8

Documento

Fonte: Blog do Neto Ferreira

VEREADOR PASTOR MAX REALIZA MAIS UMA VISITA DE TRABALHO NA COMUNIDADE MANGABEIRA

bi

Visita

Dando continuidade ao projeto que vem desenvolvendo ao longo do seu mandato, o vereador Pastor Max realizou mais uma visita de trabalho através do seu gabinete, aproximando-se ainda mais das comunidades do município de Codó.A mais recente visita aconteceu no Povoado Mangabeira, onde na oportunidade o vereador conversou com os moradores e acompanhou de perto os problemas que os mesmos enfrentam. Logo depois fez questão de visitar o prédio onde funciona a escola da localidade, bem como os pontos mais críticos da estrada.

Localidade Mangabeira

O lugar é reconhecido pela sua beleza natural, mas enfrenta muitas dificuldades estruturais como a falta de estrada, pontes, escola e poço artesiano. Os moradores já receberam muitas visitas de políticos com promessas de soluções desses problemas, mas o vereador Pastor Max fez questão de ressaltar que não estava ali para prometer que resolveria esses problemas, mas para se unir juntamente com os moradores e lutar para que essas demandas fossem atendidas, função própria de um vereador.Entretanto, Max disse que o fosse possível de resolver imediatamente, ele buscaria os meios necessários para resolver como: novas carteiras escolares para a escola, uma reforma estrutural no prédio da escola, atendimento com transporte escolar para alunos que se deslocam para outras comunidades etc.

ci

visita

As demandas que levantamos na comunidade já foram todas encaminhadas aos setores responsáveis para que as providências fossem tomadas a respeito. E em breve com certeza teremos as respostas necessárias, das que forem possíveis resolver de imediato, para que os nossos irmãos sejam beneficiados. Além disso, transformaremos todas elas em indicações para reforçar nosso pedido. Façoisso porque para mim é um prazer está no meio do nosso povo, da nossa comunidade, não porque tenho a solução de todos os seus problemas, isso não tenho. Mas sim porque tenho o respeito e o compromisso de lutar, de correr atrás, de tentar, de usar o argumento necessário para ajuda-los de alguma forma”. afirmou o vereador.

Levando demandas ao executivo

O parlamentar esclareceu que não possui poder administrativo para realizar obras, para dizer que irá fazer qualquer benfeitoria, se não for com a anuência do Poder Executivo, que de fato, é quem as realiza. Todavia, nem por isso um vereador deve deixar de estar presente nas comunidades e ouvindo as insatisfações, discutindo seus problemas e procurando ajudar de alguma forma, sem promessas fantasiosas e mentirosas, mas apenas com o desejo e a boa vontade de fazer o melhor pela comunidade. Os moradores elogiaram a postura do vereador porque não foi ali prometer o que não pode fazer, e sim buscar ajudar a comunidade.

Ascom

FÁBIO MACÊDO: O DEPUTADO QUE GOSTA DE PEGAR CARONA COM A “DESGRAÇA ALHEIA”

Deputado-Fábio-Macedo-e-o-menino-Thaylan-Maia

Dep. Fábio Macêdo e o menino que denunciou a educação de Peritoró

 Incrível como a maioria dos políticos tem um lado oportunista que aflora sempre que tem a oportunidade de aparecer como maquinista quando o trem já foi colocado nos trilhos e vem trafegando.

No dia 8 deste mês, o bravo Taylan, aluno no povoado Mendonça, em Peritoró, apontou todos os defeitos da sua escola e o vídeo ganhou projeção nacional, virilizando nas redes sociais e na imprensa. No dia seguinte, o deputado Fábio Mâcedo (PDT), que foi um dos mais votados naquela cidade, fez coro à denuncia do menino. Até aqui tudo bem, tudo bacana.

Porém, Macedo passou o ano de 2014 fazendo campanha política em Peritoró e nunca olhou a situação das escolas. Se elegeu e ficou o ano todo de 2015 sem passar por perto da situação esdruxula e cruel da educação naquele município.

escola-mendonça

Situação da escola em Peritoró

Entrou 2016 e o representante de Peritoró no parlamento estadual sequer sabia como os alunos das escolas do município se sentam, tomam água, se não têm merenda escola, biblioteca ou banheiro. Não conhece, ao que parece, o básico que uma escola necessita. E acabou pegando carona na esteira da indignação Taylan de para se projetar.

E somente agora pede ao governador Flávio Dino que implante naquela cidade o projeto Escola Mais Digna. A propósito, quantos Taylan terão que surgir para que o próprio governador faça valer sua promessa de acabar com escolas de taipas no Maranhão?

Um detalhe chama a atenção ao fato do deputado estadual Fábio Braga abraçar apenas agora a causa do menino Taylan: a esposa do parlamentar quer ser candidata a prefeita em Peritoró.

Fonte: Luis Cardoso

HOMEM TENTA MATAR CRIANÇA DE 5 ANOS E É PRESO PELA POLÍCIA MILITAR EM VARGEM GRANDE

d23e2e3b43e6f930a8c001138488e0b2

Vulgo Neném

Na tarde de quarta-feira (16), por volta das 17h30, a guarnição em serviço da polícia militar de Vargem Grande recebeu denuncias anônimas, através de ligação telefônica, de que um homem teria perfurado o pescoço de uma criança de apenas cinco anos de idade no Bairro de Fátima (Cascavel).

Imediatamente a guarnição, formada pelos soldados Lúcio, Cleone, R. Lisboa e M. Borges, se deslocou até o local do ilícito e após realizarem buscas nas proximidades conseguiram prender o acusado, que foi identificado como Manoel, vulgo neném.

Com ele a polícia apreendeu o objeto utilizado na tentativa de homicídio, uma arma branca (faca). Neném foi conduzido para a Delegacia de Vargem Grande para serem tomadas as devidas providências. A criança levou alguns pontos no local do ferimento e está fora de perigo.

Segundo o que o Blog apurou, neném é vizinho da vítima e teria problemas pessoais com o pai dela e provavelmente isso teria motivado a ação.

Fonte: Blog do Alpanir

PC do B LANÇA PRÉ-CANDIDATURA DE RICARDO LUCENA A PREFEITO DE PRESIDENTE DUTRA

12347902_1106267456050633_4302565819570357979_n

Ricardo Lucena

A executiva do PC do B de Presidente Dutra anunciou recentemente a pré-candidatura do superintendente regional Ricardo Lucena, a prefeito daquele município. Com o anuncio a expectativa é que outros sigam o mesmo caminho, dificultando o consenso para o lançamento de uma única candidatura do bloco de oposição para enfrentar com maior solidez o prefeito Juran Carvalho. No rol daqueles que sonham e podem pleitear uma candidatura estar Aristeu Nunes (PSDB), Dr. Orlando (PT), Raimundinho da Audiolar e Irene Soares (PRB). Há poucos dias o blog do Lobão flagrou o governador Flávio Dino falando a Dr. Orlando sobre uma suposta pesquisa para a cidade de Presidente Dutra, deixando subentendido que o candidato saíra do resultado da mesma. De acordo com o pensamento de alguns postulantes, o nome do candidato do governo sairá daqueles que estiveram com o governo na campanha eleitoral. Agora o que fará, por exemplo, Raimundinho da Audiolar e Irene Soares, caso isso aconteça?

Fonte: Blog do Lobão

PF DESARTICULA QUADRILHA DE CRIMES CIBERNÉTICOS NO MARANHÃO

pf3

PF

Na manhã desta quinta-feira (17), o Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Superintendência da Polícia Federal, deflagrou a operação Safety Mode para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão e condução coercitiva referentes a investigação de fraudes bancárias eletrônicas praticadas através de internet banking, com prejuízo inicial calculado em mais de R$ 200 mil.

O nome da operação faz referência à forma como o crime era praticado, tendo em vista que o acesso às contas das vítimas lesadas era feito por meio de um mesmo ” módulo de segurança”, programa que identifica o computador dos correntistas. Após capturar os dados das vítimas em pagos boletos, feitas transferências para contas de terceiros e recargas de celular.

A ação é mais um resultado do Projeto Tentáculos fruto da parceria entre Polícia Federal e Caixa Econômica Federal para inibir esse tipo de crime.

Fonte: Neto Ferreira