POLÍCIA MILITAR INSTALA BARREIRA 24 HORAS NA ENTRADA DE SÃO LUIS A PARTIR DE HOJE (29)

Barreira EStiva

Policiamento

A Polícia Militar do Maranhão (PMMA), por meio do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 3 (CPAM 3), colocará, a partir desta sexta-feira (29), em funcionamento 24 horas, a barreira policial do posto fiscal da Estiva, principal entrada e saída de São Luís.A instalação da barreira faz parte das várias ações desencadeadas pela PMMA na luta contra a criminalidade. Estarão presentes o comandante-geral da Polícia Militar, coronel José Frederico Gomes Pereira, e o comandante do CPAM-3, coronel Egídio Augusto Amaral Soares.Segundo o coronel Egídio Amaral, com o novo sistema de trabalho os PMs reforçarão abordagens a motoristas, motociclistas, passageiros em coletivos e vans, além de pessoas em atitudes suspeitas.O objetivo é atuar na entrada e saída da Grande São Luis com o intuito de apreender armas, munições, veículos roubados e drogas.O oficial informou, também, que além da barreira, os policiais do 21º BPM também realizam incursões nos bairros que ficam no entorno a BR 135 e em pontos específicos para inibir a ação de crimes e, com isso, reduzir os índices de criminalidade na região.A solenidade de instalação da barreira 24h será às 9h, no Posto Fiscal da Estiva.No twitter, o governador Flávio disse que essa medida foi mais uma de suas determinações na área de segurança. Além disso, como reforço à segurança, destacou que fez a nomeação de mais 10 delegados de Polícia e promoveu 54 oficiais da Polícia Militar.

Fonte: Gilberto Lima

FLÁVIO DINO FALA, FALA E FALA EM CODÓ, NÃO CONVENCE NINGUÉM E MUITO MENOS ANUNCIA OBRA

20160429_101514

Em discurso

Na manhã de hoje, sexta-feira 29, o governador Flávio Dino esteve em Codó para participar da AGRITEC (feira agropecuária), realizada pelo governo do estado. Em seu discurso, o que os codoenses mais queriam ouvir não ouviram, e vão continuar a esperar, já que Flávio Dino não conseguiu convencer ninguém em sua passagem por Codó.

DEFENDENDO A PRESIDENTE DILMA

No início de seu discurso, Flávio Dino tirou a responsabilidade dele da reta e começou a dizer que o que estão tentando fazer com a presidente Dilma é um GOLPE, e de vez em quando surgia um no meio do povo e começava a questionar o governador sobre as obras. Logo ele retrucava dizendo calma já que vamos falar disso, e assim continuava seu discurso em defesa de Dilma, e esquecia que isso era o que menos interessava para quem estava ali presente.

JOGANDO A RESPONSABILIDADE DO ESTADO PARA OS OUTROS

O tempo todo o governador Flávio Dino usava a segunda e a terceira pessoa, tirando a responsabilidade dele daquilo que o povo esta precisando na cidade de Codó e região. A única coisa que o governador Flávio Dino falou sobre obras foi sobre um benefício que pretende fazer na lagoa do bairro Trizidela, mas mesmo assim ainda colocou a responsabilidade para o secretário de Meio Ambiente do Estado Marcelo Coelho dizendo Olha o Marcelo, que é codoense, é quem estava com esse dinheiro, ele é quem é o responsável por isso, o dinheiro está com ele. Cobrem dele disse Flávio Dino.

DECEPCIONOU O POVO

Na verdade, o que aconteceu em Codó foi um verdadeiro desrespeito por parte do governador com os moradores. Não se viu em momento algum Flávio Dino falar que vai fazer isso, fazer aquilo para o município de Codó. Outra coisa que chamou a atenção, foi que os políticos de Codó parecem que tem “duas caras”. Falam mal de Flávio Dino, cobrando obras, mas quando o governador aparece ficam todos o elogiando na frente, com discursos esfarrapados. Mas isso é assunto para uma postagem na próxima segunda-feira.

ERA SÓ O QUE FALTAVA: VEREADORES LEONEL FILHO, MARIA PAZ, GRACINALDO E MAX TONE SE RETIRAM DA AGRITEC PORQUE NÃO FORAM CHAMADOS PARA DISCURSAR

images

Vereador Max

Tem político que acha que, só porque é político, todos devem estar os babando e bajulando, e quando não são tratados com exclusividade em determinados locais ficam chateados.Foi o que aconteceu na manhã desta quinta-feira em Codó, na abertura da AGRITEC. Os vereadores Leonel Filho, Maria Paz, Gracinaldo e Max Tony foram chamados para ficarem no palanque com as demais autoridades. Quando os nomes deles foram pronunciados e que eles deveriam subir ao palanque, alguns não ouviram e depois foram até reclamar com a assessoria, foi o caso da vereadora Maria Paz. Outros deram uma de “João sem braço” e fingiram que não ouviram. Na verdade eles queriam mesmo era discursar e mostrar ao povo que ali estavam, e que eles eram vereadores e tudo mais.

SERÁ QUE QUERIAM TIRAR O BRILHO DOS SECRETÁRIOS DO GOVERNADOR?

Ou eles fingiram que não ouviram quando foram chamados, ou estavam querendo conquistar algum voto no parque Walter Zaidan. Na verdade, pelo visto eles queriam mesmo era ganhar mais brilho, mostrar que estavam lá, tirar fotos, falar em nome de fulano, em nome de sicrano. Bom, caros leitores, quando chega período eleitoral tem político que pensa que o povo é idiota. LAMENTÁVEL.

DESORGANIZAÇÃO DA AGRITEC ESTÁ DE FAZER VERGONHA: VEJA AQUI NO BLOG A RELAÇÃO DE ALGUMAS GAFES

20160428_092845

Agritec

Os organizadores da AGRITEC, ou seja, o Governo da Mudança de Flávio Dino parece que não conhece mais os aliados, ou então os assessores do governador não conhecem as autoridades municipais. Ontem foi de fazer vergonha, quando o mestre de cerimônia foi chamar as autoridades para usar da palavra. Lógico que a culpa não foi dele e sim da organização, inclusive esqueceram que o vereador Pedro Belo é de Codó e o colocaram como se fosse vereador de Caxias, NOTA ZERO PARA A ORGANIZAÇÃO.

SEGUNDA GAFE

Nem mesmo água para os convidados tinha para ser servida, quem quisesse molhar a garganta tinha que sair a procura de água nos quatro cantos do parque de exposição, ao contrário ficaria com sede. NOTA ZERO PARA A ORGANIZAÇÃO

TERCEIRA GAFE

O secretário de meio ambiente do Governo do Estado, Marcelo Coelho, não usou da palavra. Os organizadores esqueceram que o secretário é codoense e é secretário de estado, mas nem mesmo foi motivo de atenção por parte da organização. Um exemplo de que o governo Flávio Dino trata seus aliados como terceira opção. NOTA ZERO PARA ORGANIZAÇÃO

QUARTA GAFE

Demorou demais a iniciar o evento. Parece que mais uma vez as autoridades tratam o povo como descartável. Muitos stands ainda estavam sendo montados quando o evento já estava começando. A falta de organização da AGRITEC está de fazer vergonha e isso já está na boca do povo, pela tamanha falta de preparo.

QUINTA GAFE

Ainda bem que o governador não veio. Caso tivesse vindo teria passado vergonha e olhe lá se não tivesse levado uma vaia. A assessoria do governador parece que não conhece os municípios e muito menos as autoridades municipais, foi o que demonstrou perante a organização do evento, a começar pelo texto que estava escrito para o mestre cerimônia, com tudo escrito errado e sem pontuação. NOTA ZERO PARA ORGANIZAÇÃO