FILHA DE PASTOR EVANGÉLICO É ESTUPRADA E MORTA EM SANTA LUZIA-MA

strupador

Acusado

Um crime bárbaro abalou o município de Santa Luzia -MA. Sábado, uma menor de apenas 6 anos desapareceu desde às 20:00 horas. Seu corpo foi achado ontem (19/6), pela manhã, com sinais de abuso sexual. O assassino e estuprador foi localizado e preso.

O fato aconteceu no povoado Esperantina, em Santa Luzia. Os familiares da menor fizeram busca intensas e só localizaram o corpo com sinais de que foi morta à pedradas ou pauladas. O assassino cruel também foi encontrado e preso e está sob custódia da policia e se encontra na Delegacia Regional de Policia Civil (DR-PC) na cidade de Santa Inês, a 44 km do município de Santa Luzia.

Trata-se de um homem conhecido por Chicão, que é vizinho dos familiares da vítima, e tem 45 anos. A menor é filha de Cardoso, Pastor da Igreja Assembleia de Deus daquela localidade.

Comenta-se que o suspeito de ter violentado a menina apresente doença mental, informação que ainda não foi confirmada pelas autoridades que estão à frente do caso.

Suspeito sofre tentativa de assassinato dentro de delegacia

Informações dão conta de que o principal suspeito de ter brutalmente espancado e violentado sexualmente a criança de seis anos sofreu uma tentativa de assassinado dentro da Delegacia Regional da Polícia Civil (DR-PC). Segundo informação, ainda não confirmada pelas autoridades, um preso teria tentado assassinar Chicão dentro da cela ao saber que o mesmo era o principal suspeito do crime brutal contra a criança.

Fonte: Zaidan de Souza

 

GOVERNO FLÁVIO DINO EMITE NOTA EM TOM DE “DEBOCHE” CONTRA GREVISTAS

 

09/04/2015. Crédito: Honório Moreira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luis - MA. Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA).

09/04/2015. Crédito: Honório Moreira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luis – MA. Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA).

O Governo do Maranhão, través da Secretária de Comunicação, emitiu, nota neste sábado, com tom extremamente debochado referindo-se aos servidores que deflagraram greve.

A postura dos grevistas foi classificada como ilegais e abusivas. “Greves ilegais e abusivas, pois afetam serviços essenciais à segurança e à vida das pessoas”.

A nota, com o tom debochado, foi direcionada não somente aos agentes penitenciários, mas também aos policiais civis, que aderiram mais já interromperam a greve por questões salariais.

E no final, ameaçou usar a lei (justiça) para barrar qualquer tentativa de greve de outras categorias, conforme mostra o texto abaixo:

  1. Desde o início da atual gestão, estamos dando prioridade à recuperação do serviço público no Maranhão, com medidas como reajustes de vencimentos, de gratificações e auxílios; nomeação de novos servidores e realização de concursos e seletivos; promoções e progressões, etc. Além disso, iniciamos a construção do novo Hospital dos Servidores do Estado. Trata-se de processo progressivo, pois não é possível corrigir problemas de décadas em apenas um ano.
  2. Esse processo de recuperação do serviço público é gravemente afetado pela crise econômica que vivemos, que inclusive está levando vários estados a atrasar o pagamento de suas folhas mensais, como o Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Com uma gestão honesta, e que prioriza o investimento no serviço publico, felizmente, estamos mantendo os pagamentos do salário do funcionalismo no Maranhão rigorosamente em dia.
  3. Nesse momento, algumas categorias de servidores, já beneficiadas por aumentos em 2015, fazem novas reivindicações de aumento. O Governo do Maranhão manteve intenso diálogo e apresentou proposta de acordos judiciais com ganhos concretos, a serem atendidos parceladamente para não destruir as finanças estaduais e resultar em atrasos dos pagamentos dos próprios servidores.
  4. Mesmo diante desse esforço, lamentavelmente, essas categorias rejeitaram as propostas do governo e resolveram trilhar o caminho da greve. Greves ilegais e abusivas, pois afetam serviços essenciais à segurança e à vida das pessoas, como o Poder Judiciário tem decidido.
  5. Diante disso, o Governo do Maranhão tomará todas as medidas previstas em lei para que a normalidade dos serviços essenciais seja restabelecida, em respeito aos 7 milhões de cidadãos e cidadãs maranhenses. Não é justo que a população seja prejudicada por greve abusiva e ilegal.
  6. É hora de serenidade e bom senso. O governo reconhece que é necessário valorizar o conjunto do funcionalismo público, após décadas de desvalorização, e está trabalhando nesse sentido. Mas espera que haja no funcionalismo o bom senso de reconhecer que essa recuperação não é possível da noite para o dia, mas sim em um processo gradual .
  7. Em respeito à população, solicitamos o fim da greve dos agentes penitenciários e policias civis, e assumimos o compromisso de manter o diálogo para debater, com franqueza e espírito construtivo, as reivindicações dessas categorias.

Fonte: Neto Ferreira

 

TIMON JUNINO RECEBE UMA MULTIDÃO NA NOITE DE ABERTURA

IMG-20160618-WA0138

Timon

Cerca de 30 mil pessoas passaram pelo Espaço Fama na noite de ontem, 17, para prestigiar a noite de abertura do 4º Timon Junino. Com a abertura do concurso de quadrilhas e a apresentação de grupos de Bumba Boi de Timon, o público se animou para as grandes atrações da noite, que ficam por conta do Boi de Axixá e o grupo Solteirões do Forró, que fez uma multidão dançar ao som dos seus grandes sucessos.

A ama do Boi de Axixá, Leiva Naiva, contou que saiu de Timon impressionada com tudo o que viu e classificou a estrutura do evento como extraordinária. “O deputado Alexandre está de parabéns pelo grandioso evento que é o Timon Junino. Muito bem planejado, de qualidade, valorizando a cultura, como organização, shows de altíssima qualidade e que deveria ser copiado por outros municípios maranhenses. Aqui em São Luís não existem mais espaços como este que vimos em Timon, aqui eles estão acabando com a cultura do Bumba Meu Boi”, relatou.

O deputado estadual Alexandre Almeida, idealizador do evento, afirmou que o sucesso da primeira noite do 4º Timon Junino é o retrato de um trabalho feito com planejamento e organização. “Planejamos todos os aspectos do evento para que o público tivesse um ambiente seguro para se divertir e aproveitar o melhor da cultura maranhense. Firmamos uma parceria com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, que somados aos seguranças contratados pelo evento garantiram um ambiente seguro”, destacou.

“Devemos ressaltar ainda que o público pôde perceber o nível de profissionalismo que os grupos de Timon alcançaram, fazendo belíssima apresentações. Como consequência disso tudo, o planejamento da organização do evento, o profissionalismo dos grupos de quadrilhas juninas e bumba bois e a segurança, tivemos ontem o maior público de uma edição do Timon Junino em um único dia, mais de 30 mil pessoas”, comemorou o deputado Alexandre Almeida.

Fonte: Neto Ferreira