POR POUCO, UM ÔNIBUS ESCOLAR DE TIMBIRAS NÃO SE ENVOLVE EM UMA TRAGÉDIA POR CAUSA DE UM MOTOQUEIRO

O vídeo abaixo foi envido ao BLOG DO DE SÁ na noite de ontem terça-feira (16). O blog não obteve informações sobre em qual localidade o acidente aconteceu, mas teria sido por conta de um motoqueiro que teria entrado em uma curva na contra-mão e para não matar o condutor da moto, o  motorista teve que entrar no mato e acabou caindo em um abismo. Todos os  passageiros passam bem…

                                                        ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO:

“UM JUMENTO ESFAQUEOU OUTRO” APÓS DISCUSSÃO POR CONTA DE POLÍTICA EM LAGO DO JUNCO

Um caso estranho terminou com a prisão de uma pessoa, suspeita de esfaquear um animal por conta de discussão sobre os candidatos à Presidência da República. O fato aconteceu no povoado Pau Santo, zona rural de Lago do Junco.

Identificado como Elisanto de Paiva Silva, o homem teria atingido, com golpe de faca, um jumento. O suspeito foi denunciado, e policiais militares do 19º Batalhão, realizaram buscas para deter Elisanto. Quando soube que seria detido ficou ainda mais transtornado.

Ele invadiu a casa do líder comunitário, conhecido como “Raimundo Barba”, e tentou agredir a esposa dele, mas o casal conseguiu fugir correndo pelos fundos da residência.

A Polícia Militar chegou ao povoado e prendeu em flagrante Elisanto, que vai responder por crime de maus tratos a animais e tentativa de agressão.

A motivação de Elisanto teria esfaqueado o jumento começou por conta de uma discussão sobre Haddad (PT) e Bolsonaro (PSL). Elisanto, durante seu transtorno psicótico, teria dito que os eleitores de determinado candidato são jumentos e como tal merecem morrer a facada.

Fonte: Portal Guará

PRESIDENTE DO SINDSERT DE CODÓ CRITICA VEREADORES E DIZ QUE ELES NÃO CRIAM PROJETOS

“Em sessão ordinária realizada hoje 16/10 que durou um pouco mais de meia hora, algo que já vem se tornando rotina naquela casa, vários edis  se omitem em discutir, elaborar projetos, criar leis e requerimentos, fazer indicações, cobrar e fiscalizar a administração num dos maiores municípios marenhenses com cerca de 130 mil habitantes cheio de problemas nas diversas áreas como: saúde, educação, segurança e infra-estrutura principalmente após uma chuva em pleno verão que terminou prejudicando moradores que residem em áreas historicamente problemáticas no período invernoso e olha que ainda falta algum tempo para o inverno!

 É mas parece que nossos representantes não estão muito preocupados com estas situações pois até mesmo o uso da tribuna vem sendo dispensado pela grande maioria dos nossos 17 vereadores que compõem o Legislativo codoense”.

        Prof. Marcos.

A AMPLIAÇÃO PROPOSTA PELO VEREADOR DELEGADO RÔMULO PARA QUE COMERCIANTES SE ADÉQUEM AS EXIGÊNCIAS DO CORPO DE BOMBEIROS

No início da semana foi realizada no plenário da Câmara Municipal de Codó uma reunião com integrantes do Corpo de Bombeiro Militar e representantes da CDL. Convocada pelo Vereador Rômulo Vasconcelos, a reunião foi para tratar sobre a possibilidade de dilação de prazo de implantação dos equipamentos de segurança no combate a incêndios nas empresas de Codó.

O vereador explicou que algumas exigências feitas pelo Corpo de Bombeiros são direcionadas, principalmente, as empresas com área superior a 750 metros e locais de risco máximo, como postos de gasolina e revenda de gás. Além de outras adequações, essas empresas terão que ter o espaço para a colocação de hidrantes, para a utilização em caso de incêndio.

Inicialmente ficou estipulado por Lei um prazo de 30 dias. No entanto esse prazo é muito curto para os empresários se adaptarem. Nós estamos no fim de ano, período muito oneroso para os comerciantes, como pagamento de impostos e pagamentos de 13º salário, entre outros gastos. Além disso, em Codó há poucos técnicos capacitados para fazer tais projetos, explicou o parlamentar

O vereador Delegado Rômulo avaliou como muito proveitosa a reunião, informou que foi levado em consideração as limitações momentâneas dos empresários, ficando agendado outro encontro com todos os empresários que se encaixam nessas condições. Depois dessa reunião será firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público para pleitearmos a dilação deste prazo, atendendo as demandas exigidas pelos Bombeiros, mas num prazo melhor para os empresários”.

Ascom

PREFEITA DE SÃO VICENTE DE FÉRRER É ACIONADA POR OMISSÃO DE INFORMAÇÃO

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) ajuizou, em 9 de outubro, Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra a prefeita de São Vicente Férrer, Conceição Castro, e o secretário de Saúde do município, João Batista Castro, devido à omissão dos dois gestores em fornecer informações ao órgão ministerial.

Formulada pela promotora de justiça Alessandra Darub Alves, a ACP foi motivada por reclamação do Hospital da Criança de São Luís sobre a transferência de pacientes do Hospital Municipal de São Vicente Férrer para a unidade de saúde da capital.

Em três ocasiões, nos meses de junho, julho e setembro deste ano, o MPMA tentou receber um retorno da prefeita Conceição Castro sobre a queixa do Hospital da Criança, mas a gestora não respondeu ao Ministério Público.

AMBULÂNCIA

Nos meses de junho e julho de 2018, a Promotoria de Justiça de São Vicente Férrer tentou obter uma resposta do secretário de Saúde, João Batista Castro, sobre a permanência de uma ambulância do município no pátio de uma oficina em Viana por mais de 30 dias. A prefeita também foi instada a se manifestar sobre a questão e, da mesma forma, não forneceu resposta ao MPMA.

Um ofício foi encaminhado ao secretário (que recebeu o documento pessoalmente) e nenhuma resposta do gestor foi enviada ao Ministério Público. O órgão ministerial também tentou, em outras três vezes, reforçar a solicitação e o titular da pasta de Saúde do município não foi encontrado em São Vicente Férrer.

GESTÃO

Como parte das apurações do Processo Administrativo nº 17/2018, com o objetivo de verificar se o Município de São Vicente Férrer está habilitado em Gestão Plena do Sistema Municipal de Saúde, o MPMA encaminhou (e reenviou) um ofício ao secretário. Além disso, houve mais três tentativas. De novo, não houve resposta ao MPMA.

Ciente da situação, a prefeita também não respondeu ao Ministério Público.

“A omissão da prefeita e do secretário de Saúde em responder as requisições do Ministério Público dificulta o controle da aplicação de verbas públicas e a análise da qualidade dos serviços da área de Saúde que estão sendo oferecidos aos cidadãos de São Vicente Férrer”, relata a promotora de justiça Alessandra Darub.

PEDIDOS

Na ação, o MPMA pede a condenação da prefeita Conceição Castro e do secretário de saúde, João Batista Castro, por improbidade administrativa, o que implica em punições como perda da função pública; ressarcimento integral do dano; suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco a oito anos e pagamento de multa civil até o dobro do dano.

Entre as penalidades estão a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.

HOMEM COM DIVERSAS PASSAGENS PELA DELEGACIA MORRE EM CONFRONTO COM A POLÍCIA EM CODÓ

Um homem identificado por, Jonatan Andrade Gomes da Silva,  conhecido no meio da polícia por,  Jonhy da Têca, morreu agora a tarde  em confronto com um policial militar de Codó.

Pessoas  informaram que, Jonhy da Têca, teria tentado executar r um policial militar, mas foi surpreendido e morto na rua Osmarina Medeiros, próximo ao clube da Maria Antônia, no bairro São Sebastião. De acordo com a fotografia abaixo, o bandido estava portnando um revólver calibre 38.

O jovem, Jonhy da Têca era considerado um dos homens  mais perigosos da cidade. O Jonhy da Teca respondia  por diversos crimes na cidade de Codó, como porte ilegal de arma de fogo e tentativas de homicídios. Ele também era suspeito de assassinato.

“COM TRINTA SEGUNDOS NA TV NÃO PUDE MOSTRAR O QUE FIZ PELO MARANHÃO” DIZ ZÉ REINAL TAVARES

“O jornalista Benedito Buzar colocou em sua coluna que muita gente não entendeu a minha baixa votação nas últimas eleições. Mas, não é difícil de entender. Vamos aos fatos: a minha eleição para o Senado foi montada em outras premissas. Primeiramente, estava combinada há alguns anos que eu seria candidato em uma chapa junto com o governador Flávio Dino. Acabou não dando certo. Eu não era o candidato dele, como ficou evidente.

Depois, eu e amigos discutimos a possibilidade de uma chapa com Eduardo Braide, com base em pesquisas qualitativas. Quase deu certo, despertou enorme curiosidade e simpatia, levando receio do “novo” a outras candidaturas ditas mais fortes. Isso pesou tanto que fez com que Braide não conseguisse um grande partido, com tempo de televisão, levando-o a não querer se arriscar e acabou que ele, no final, preferiu concorrer a deputado federal. Essa foi a decisão dele.

Depois conversei longamente com Roberto Rocha, sugerindo a ele abraçar a candidatura de Braide no PSDB para depois construir a dele a governador, já que pelo meu modo de entender o momento não era o ideal para sua candidatura ao governo do Estado. Ele não aceitou minhas ponderações e manteve a candidatura. Ali se acabou a chance de termos no Maranhão uma eleição equilibrada ao Governo e ao Senado. Flávio tem sorte, além de ter tido competência para manobrar bem a estrutura disponível e não teve problemas para ganhar e eleger seus candidatos a senador.

Voltando à minha candidatura ao Senado, eu tinha uma chapa montada, politicamente forte, o que me dava uma chance mínima de ganhar. Mas eis que na véspera da convenção, Roberto Rocha, com apoio do partido no estado, resolveu se intrometer em minha chapa, exigindo a retirada do meu primeiro suplente de Caxias, o jovem, muito capaz, Catulé Junior. Como consequência inevitável, perdi Caxias, um dos maiores colégios eleitorais do estado que, com razão, abandonou minha candidatura causando imenso prejuízo político e eleitoral, influenciando negativamente líderes de outros municípios, tirando parte da consistência eleitoral da minha candidatura.

Ao final, as candidaturas do PSDB – tanto a de governador, quanto a de presidente do país – que, naturalmente, seriam puxadoras de voto, caso tivessem expectativa de vitória, não vingaram, o que jogou por terra as minhas chances, já que no estado o PSDB ficou isolado, com uma chapa muito fraca, elegendo apenas um deputado estadual do partido. Madeira, grande líder do nosso partido, sofreu na carne o isolamento a que foi submetido.

Com poucos recursos, com apenas trinta segundos de televisão não pude mostrar o muito que fiz pelo Maranhão durante minha vida profissional e política.

Por fim, quero agradecer aos amigos que me ajudaram a buscar votos. Esses são verdadeiros amigos, pois mesmo pressionados decidiram ficar comigo, mesmo conscientes das escassas condições de vitória. São amigos de verdade, em que posso confiar. Muitos, porém, que sempre estiveram comigo me viraram as costas. Coisas da vida.

Uma coisa a meu ver marcou esse pleito. Ninguém discutiu os graves problemas do Maranhão e de sua população. Será que não os conhecem? Nada têm a propor? A eleição foi feita em cima de slogans, promessas e nada mais. Passaram por cima dos graves problemas que impedem o nosso desenvolvimento.

Agora, sem Sarney para culpar, terão que trabalhar duro, com competência, para tirar o Maranhão dos últimos lugares. Caso contrário, como explicar a nossa situação?
Eu fui uma exceção, neste deserto de ideias. Discuti muito as soluções para a pobreza, para a educação, para atração de empresas, para o emprego e o desenvolvimento do estado.

O que se pode esperar? Não sei, sinceramente, me resta torcer para dar certo. Boa sorte aos eleitos e reeleitos, sinceramente”.

Obrigado, meus amigos.

PEDRO BELO NÃO PASSARÁ DE UM MERO FIGURANTE NAS ELEIÇÕES 2020 EM CODÓ, ESPEREM PARA CRÊ

O ex-vereador Pedro Belo (PC do B de Codó) perdeu a oportunidade de crescer na política na cidade de Codó, certamente envaidecido pelos holofotes do poder por meio do Governo do Estado do Maranhão, passou a fazer uma política que não agradou muito aos codoenses.

FICARIA FLÁVIO DINO COM PEDRO BELO OU NAGIB?

Pedro Belo perde a oportunidade de ficar calado quando o assunto é a política codoense, seria ele mais um simples figurante nas eleições de 2020 na cidade de Codó e vamos aqui explicar os motivos aos nosso caros leitores.

PRIMEIRO.

Pedro Belo saiu candidato a prefeito outrora ligado ao governo Flávio Dino e o governo não fez nada para que ele fosse eleito prefeito, isso é fato, e porque faria em 2020 se Belo não passa de um mero presidente de partido e um simples cabo eleitoral em Codó?

SEGUNDO.

Caso Flávio Dino um dia quisesse  Pedro Belo prefeito de Codó teria o ajudado quando ele foi candidato a prefeito, a deputado federal e por ai vai. A política é feita de apoios e de grupos; e em Codó o ex-vereador Pedro Belo não conseguiu manter aquilo que um dia ele chamou de grupo, simples assim.

PARA TODOS OS EFEITOS QUEM DEU VOTOS A DINO EM CODÓ, PEDRO OU NAGIB?

Não precisamos ser cientistas políticos para saber que quem ganhou fama em Codó com Flávio Dino foi o prefeito de Codó, Francisco Nagib e o ex-prefeito Zito Rolim, ambos conseguiram votação expressiva em Codó nestas eleições e são de fato eles os dois políticos que ganharam notoriedade com Flávio Dino.

POR QUE PEDRO BELO NÃO DEU ESSA VOTAÇÃO ANTES?

É muito fácil responder algumas perguntas de nossos leitores. Porque Pedro Belo não deu essa votação a Flávio Dino antes, quando ele foi candidato a prefeito, a deputado, quando foi vereador?  Uma coisa é querer ganhar fama com as ações dos outros e outra coisa é mostrar fatos que condizem com a verdade. Afinal, caros leitores do BLOG DO DE SÁ, quem  são “os caras” em Codó hoje com Flávio Dino tem nome e sobre nome, Francisco Nagib e Zito Rolim.

VAMOS AGUARDAR 2020

2020 está perto, até lá muita água passa por baixo da ponte e os codoenses vão vê Flávio Dino dando as regras e Pedro Belo do ladinho de Francisco Nagib pedindo votos a ele a mando de Flávio Dino, com isso Pedro Belo não passará de um mero figurante em Codó. AGUARDEM PARA VÊ.