CENTRO TÁTICO AÉREO REALIZA OPERAÇÃO EM CODÓ E TIMBIRAS

Foi iniciada na manhã desta terça-feira (11) a Operação do 17º BPM e Centro Tático Aéreo (CTA) – Plano de Operação 013/2020 P3 17ºBPM, que tem como missão promover a segurança e a ordem pública aos mais de 150 mil habitantes que residem na área de atuação do 17º BPM, realizando incursões para inibir a prática de atividades criminosas.

A Operação “17ºBPM e CTA” será realizada em duas etapas, compreendendo as zonas urbana e rural de cada município, dando atenção aos locais com maior número de incidência de crimes. Será supervisionada pelo comandante do 17º BPM, Ten.Cel QOPM J.Alves e coordenada pelo Subcomandante do 17ºBPM, Major QOPM Hudson e pelo Capitão QOPM Pereira.

Além do apoio aéreo do CTA, através do Ten. Cel. QOCBM Alcir e demais operadores, a operação terá o auxílio terrestre da Força Tática e Esquadrão Águia.

As atividades operacionais do 17º serão implementadas devido às particularidades do policiamento aéreo desenvolvido pelo CTA; a sua atividade permite maior agilidade e possui um maior raio de atuação, alcançando até mesmo áreas de difícil acesso.

O apoio do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão alinhado à Secretaria de Segurança Pública do Estado tornou possível a realização deste trabalho nas cidades de Codó e Timbiras, que por certo, trará impacto positivo no que diz respeito à segurança da população.

Texto enviado pela assessoria de comunicação do 17º BPM

EM VÍDEO, WILSON VIANA FAZ ESCLARECIMENTO SOBRE PC do B EM SÃO BENEDITO DO RIO PRETO

Após retornar a presidência do diretório municipal do PCdoB de São Benedito do Rio Preto,  Wilson Viana gravou um vídeo anunciando a sua pré-candidatura a prefeito do município maranhense. O vídeo foi publicado nas redes sociais. Após passar um período como secretário Muunicipal, Wilson Viana coloca que está preparado para disputar o comando da prefeito de São Benedito do Rio Preto. O pré-candidato apoiado pelo prefeito Mauricio Fernandes vai ter problemas nas disputas eleitoral. Além de Wilson Viana como pré-candidato, está na disputa, também, o professor Joelson.
Confira o vídeo baixo:

NO GOVERNO “MAIS AVANÇO, MAIS CONQUISTAS” O ASFALTO CHEGA ATÉ MESMO ONDE NÃO TEM CASA

Leitores do BLOG DO DE SÁ nos enviaram está fotografia onde mostra no final de semana passado, máquinas da prefeitura de Codó trabalhando colocando asfalto na Rua Rotary Clube. De acordo com a imagem, não mora uma pessoa se quer no pequeno trecho da rua, enquanto outras como a Rua Antonio Joaquim Araújo, por exemplo, espera o tão sonhado asfalto há anos. Por lá, o sofrimento dos moradores parece ser eterno, no período chuvoso é lama, no verão é poeira.

MINISTÉRIO PÚBLICO QUER EXPLICAÇÃO SOBRE VOLTA ÀS AULAS NO MARANHÃO

Promotores de justiça das áreas de Saúde, Educação e Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência encaminharam, na última sexta-feira, 7, ofício conjunto à Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES/MA) solicitando um pronunciamento sobre a volta às aulas presenciais.

No ofício, o MPMA pede que, no prazo de cinco dias, o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE Covid 19) e a Comissão de Infectologia da SES/MA detalhem critérios sanitários que devem viabilizar a retomada segura das aulas presenciais nas instituições de ensino, públicas e privadas, em território maranhense.

Caso seja possível a retomada responsável das atividades educacionais presencialmente, deve ser formulado um protocolo sanitário uniforme único, que contemple todas as instituições de ensino do estado, públicas e privadas, e seja aplicável aos alunos da educação especial.

O ofício é resultado de uma reunião virtual promovida pelos Centros de Apoio Operacionais (CAOps) Saúde, Educação e de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência com representantes da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão. Participaram da reunião os coordenadores dos CAOps Saúde, Ilma de Paiva Pereira; da Educação, Eduardo Borges Oliveira; de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência, Gabriele Gadelha, além dos promotores de justiça Glória Mafra, Paulo Avelar, Thiago Oliveira Pires, Paula Cortez e Sandra Pontes e representantes da COE Covid 19 e da Comissão de Infectologia.

EM VARGEM GRANDE, LOJA É RESPONSABILIZADA POR GOLPE APLICADO POR VENDEDOR

Um cliente não pode ser lesado nem responsabilizado se o vendedor deu um golpe na loja na qual trabalhava. A responsabilidade é da loja, conforme entendeu uma sentença proferida pelo Poder Judiciário em Vargem Grande. Trata-se de uma ação movida por um casal, tendo como parte requerida o Depósito Santa Clara, especializado em materiais de construção. Na ação, os autores pleiteam a entrega de 14 sacos de cimento e 15 treliças, bem como a condenação do depósito em dano moral.

Relatam que, uma semana após a compra de 30 sacos de cimento, os requerentes receberam apenas 16 sacos, restando a ser entregue 14 sacos de cimento e 15 treliças. Afirmam que foram informados pelo representante da loja que o restante do material não iria ser mais entregue, tendo em vista que o vendedor que os atendeu teria dado um desfalque e ficado com o dinheiro, e que por isso a loja não era responsável pelo ato praticado pelo vendedor. Devidamente citado, os representantes da loja não apresentaram querido não apresentou contestação e nem compareceram à audiência.

RELAÇÃO DE CONSUMO – “No presente caso, observa-se que o cerne da questão é verificar sobre o nexo causal entre a renovação automática da assinatura e o resultado danoso que se pretende indenizar. Busca a parte autora o recebimento de a entrega de 14 sacos de cimento e 15 treliças, e a indenização pelos danos morais decorrentes de compra realizada, para comprovação do alegado juntou comprovação de pagamento”, fundamenta a sentença, frisando que o caso trata-se de relação de consumo.

A Justiça entende que é objetiva a responsabilidade do fornecedor de serviços, nos termos do Código de Defesa do Consumidor, ou seja, a parte requerida responde, independentemente de culpa, pela reparação dos danos causados ao consumidor, bastando a comprovação do prejuízo e do nexo de causalidade.

E finaliza: “Observa-se que os transtornos sofridos pela parte autora em razão da não entrega de produto pago, superaram os transtornos típicos do cotidiano e, portanto, estão protegidos pelo ordenamento jurídico, em especial porque o CDC fez a opção legislativa de assegurar a proteção integral do consumidor (…) Ante o exposto, há de se julgar parcialmente procedentes os pedidos do autor, rescindindo o contrato de compra e venda firmado com a ré, e condená-la a devolver ao requerente o valor de R$ 724,00 (setecentos e vinte e quatro reais). Condeno, ainda, o requerido ao pagamento de R$ 2.000,00 (dois mil reais), a título de indenização pelos danos morais causados”.

PREFEITO DE MAGALHÃES DE ALMEIDA É INVESTIGADO POR OBRA IRREGULAR DE R$ 684 MIL

O prefeito de Magalhães de Almeida, Tadeu de Jesus Batista Sousa, está sendo alvo de um inquérito instaurado pela Procuradoria da República do Maranhão indícios de irregularidades em um contrato de R$ 684.958,03 mil.

Segundo o documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira, o procedimento investigatório foi aberto a partir do desmembramento de documentação encaminhada pela Promotoria de
Justiça Magalhães de Almeida, em declínio de atribuição, cujo objeto é investigar supostas irregularidades perpetradas na Tomada de Preços nº 007/2013, realizada pela Prefeitura Municipal, identificadas nos autos da NF nº 004/2019, do Ministério Público Estadual.

Ainda de acordo com os relatos, o contrato foi firmado com a Plaza Empreendimentos e Construções para executar a obra de uma creche Pro-infância financiada com recursos federais oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE.

O Parecer Técnico nº 959/2017-AT, elaborado pela Assessoria Técnica da Promotoria de Justiça de Magalhães de Almeida, constatou-se irregularidades na licitação.

O prazo de conclusão do inquérito de 90 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. A investigação está a cargo do procurador da República, Thiago Ferreira de Oliveira.

Fonte: Neto Ferreira

EXCLUSIVO: PC do B GARANTE CANDIDATURA DE PEDRO BELO A PREFEITO DE CODÓ

Pedro belo, PC do B

Fontes ligadas ao ex-vereador codoense, Pedro Belo, (PCdoB) revelaram ao BLOG DO DE SÁ que no último dia 31-07-2020 foi definido  o nome do ex-parlamentar como pré-candidato a prefeito de Codó nas eleições de 2020 que este ano ocorre no dia 15 de novembro. Essa confirmação ou ratificação ocorreu a exatos 106 dias da eleição, o que concederá ao pretenso candidato trabalhar em dois momentos o seu nome, o primeiro na pré-campanha  a qual irá se estender de agosto até o dia 26 de setembro – período tal, seguido da campanha eleitoral propriamente dita que se inicia com a propaganda eleitoral, inclusive na internet.

Em conversa com a direção do partido em Codó, a Secretaria de Comunicação do PCdoB em informou que “A ata da última plenária registrou a participação de 25 do 28 pré-candidatos, além de membros do diretório, os quais deliberaram sobre as pré-candidaturas, na qual se ratificou o nome de Pedro Belo como pré-candidato a prefeito de Codó nas próximas eleições do ano em curso. Esta ata será registrada em cartório nesta segunda e até o final da semana já iremos definir a data para nossa convenção municipal, onde tais nomes serão aprovados…”.

Sobre a expectativa da união de forças com outro grupo político, o diretório disse o seguinte ao BLOG DO DE SÁ. “…está aberto à formação de coalizão de forças desde que haja consenso em acatar um plano de governo participativo, no qual resulte em ações progressistas para o município de Codó com Pedro Belo prefeito.” Embora o partido possua como líder o governador Flávio Dino, a direção em Codó afirma que o partido tem total liberdade para planejar e executar uma campanha política livre de amarras, pois o partido tem como fundamentos a liberdade e as lutas sociais, mantendo-se sempre historicamente ao lado do povo.

Ainda de acordo com informações, o diretório estará executando a partir desta segunda (10/08) duas linhas de ação, a primeira com uma agenda de lives no Facebook e Instagram com o rótulo de “Voz da Comunidade” – onde serão ouvidas as lideranças comunitárias e políticas aliadas com o objetivo da construção de um plano de governo onde o povo terá a opção de apontar os caminho para a retomada do progresso do município, já a segunda linha de ação se inicia a partir do dia 20/08 com as ações do “Movimento 65” – uma estratégia de envolvimento social e político que terá como foco emponderar os movimentos sociais de base na participação do projeto. Uma das atividades é combater fortemente a compra de votos com a campanha “Não venda seu voto! O progresso de Codó agradece”.