APÓS FLAGRAR TRAIÇÃO EM SÃO LUÍS, POLICIAL MILITAR MATA A ESPOSA E O AMANTE

Carlos Eduardo Nunes, Policial Militar do Estado do Maranhão, assassinou a tiros a esposa e o amante, na tarde deste sábado, 25, no Condominio Pacifico 1, no bairro Vicente Fialho, em São Luis.

O PM-MA, autor do crime, chegou em casa mais cedo e surpreendeu a mulher, Bruna Licia, com um rapaz ainda sem identificação. Descontrolado, efetuou vários disparos nos dois, que morreram no local.

O PM não queria se entregar e chegou a tentar tirar a própria vida, mas acabou se entregando momentos após praticar os assassinatos

Ele foi encaminhado para a Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP).

 

Fonte: Domingos Costa

EM COROATÁ, PREFEITURA VAI TORRAR QUASE UM MILHÃO COM ALIMENTOS NÃO PERECÍVEIS

A empresa J P Milhomem Distribuidora Eireili , que fica localizada na cidade de Imperatriz, faturou um contrato milionário com a Prefeitura de Coroatá.

O proprietário Jose Pedro Milhomem Veiga de Sousa vai fatura alto com o fornecimento de alimentícios perecíveis e não perecíveis. O contrato foi firmado através da secretaria Municipal de Educação, comandada pelo secretário Eldo de Melo Viana.

O valor do contrato firmado que a prefeitura vai pagar é de R$ 963.726,00 (Novecentos e sessenta e três mil, setecentos e vinte e seis reais). O valor deverá ser pago até 31 de dezembro de 2020, conforme publicado no diário oficial.

 

Fonte: Neto Ferreira

EX-PREFEITO DE CANTANHEDE É CONDENADO A DEVOLVER QUASE R$ 5 MILHÕES

O ex-prefeito da cidade de Cantanhede (MA), Raimundo Nonato Borba Sales, foi condenado a ressarcir aos cofres públicos R$ 4.925.456,90 por prejuízos causados ao município. A decisão foi dada pelo juiz da comarca, Paulo do Nascimento Junior, no julgamento de Ação de Improbidade Administrativa ajuizada pelo Município de Cantanhede.

O ex-prefeito também foi condenado à suspensão dos direitos políticos (pelo prazo de 08 anos), à proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente (pelo prazo de 10 anos) e ao pagamento das custas processuais.

O ex-gestor foi denunciado pela prática de ato de improbidade administrativa, enquadrada no artigo 10 da LIA – Lei de Improbidade Administrativa (nº 8.429/92), segundo o qual “constitui ato de improbidade administrativa que causa lesão ao erário qualquer ação ou omissão, dolosa ou culposa, que enseje perda patrimonial, desvio, apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens…”.

O Município, autor da ação, sustentou não ter sido feita a prestação de contas anual do exercício financeiro de 2007, durante o período em que o demandado esteve à frente do executivo (janeiro a junho daquele ano). Relatou que o valor total dos recursos recebidos pelo Município de Cantanhede sem prestação de contas é de R$ 4.925.456,90, com prejuízo ao erário.

Informou, ainda, que os valores foram repassados diretamente pelo Governo Federal via recursos do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), FUS (Fundo Único de Saúde), ITR (Imposto Sobre a Propriedade Territorial Rural) e CIDE (Contribuições de Intervenção sobre o Domínio Econômico).

RELATÓRIO 

De acordo com informação dos autos, Relatório de Inspeção (n.º 014/2007 – UTEFI) elaborado pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) demonstra que o réu deixou de prestar contas e causou prejuízo ao erário com o desvio de R$2.353.381,57-f. 74 e perda patrimonial de R$3.928.645,26-f. 75.

Em seu julgamento, o juiz considerou evidente a existência de dolo na conduta do ex-gestor. “Consoante Relatório de Inspeção 014/2007 – UTEFI, o réu apresentou contas com saldo de caixa fictício, promoveu saques nas contas da prefeitura mesmo afastado por ordem judicial, omitiu informações para prejudicar o trabalho do Egrégio Tribunal de Contas. O réu praticou ato de improbidade que causou lesão ao erário. Dolosamente, provocou perda patrimonial e desvio de recursos públicos”, enfatizou a decisão.

No entendimento do magistrado, a improbidade administrativa “é um dos maiores males envolvendo a máquina administrativa de nosso país e um dos aspectos negativos da má administração que mais justificam a implementação de um maior controle social”.

 

GOVERNO FLÁVIO DINO CONTEMPLA ESPERANTINÓPOLIS COM UMA NOVA AMBULÂNCIA

O governo do Estado, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia, que mantém parcerias com grandes empresas com isenções de impostos e, em contrapartida, recebe ambulâncias que são destinadas aos municípios, informou que o município de Esperantinópolis será contemplado com uma ambulância para melhor servir a saúde municipal, com custo zero ao município.

Esta é mais uma ação importante do governo Flávio Dino em prol do povo de Esperantinópolis, principalmente por se tratar de uma demanda tão sensível e necessária.  Esse direcionamento é uma indicação do deputado estadual Vinicius Louro (PR) a pedido do seu grupo político em Esperantinópolis. Além de integrar os municípios à rede estadual de saúde, as ambulâncias totalmente equipadas oferecem qualidade no serviço, velocidade, agilidade e transporte de pacientes com maior segurança.

As contrapartidas sociais são possíveis com o apoio do governo às instalações e expansões das empresas no estado. Um dos principais impactos que elas trazem à população é a geração de emprego e renda, pois durante as tratativas, os empresários também se comprometem com contratação de mão de obra local. Além disso, as parcerias com os empresários garantem mais rapidez na entrega dos benefícios aos maranhenses.

 

EM CODÓ, VEREADORES CONCLUEM PARECER PRÉVIO PARA CASSAÇÃO DE “COLEGA”

A COMISSÃO PROCESSANTE que está à frente do caso de cassação do mantado do presidente afastado, Expedito Carneiro, concluiu dia 16 de janeiro o chamado PARECER PRÉVIO.

O documento assinado pelo presidente da Comissão, vereador Milson Sousa da Silva (O Milson da Gabriela), tem 38 páginas e descreve com riqueza de detalhes todas as acusações que pesam contra Carneiro que ainda não foi intimado, oficialmente, para apresentar sua defesa.

A Comissão Processante e o próprio atual presidente Leonel Filho têm repetido nos meios de comunicação que várias vezes já foram à residência de Expedito intimá-lo, mas nunca o encontram. Há suspeitas de que esteja na zona rural.

O PARECER PRÉVIO, encerra-se da seguinte maneira, optando pela continuidade do processo de cassação por não achar razão par arquivá-lo.

“Assim como o caso está devidamente fundamentado e provado e não necessita de maiores verificações , ESTA COMISSÃO OPINA PELA VALIDADE DOS ATOS ATÉ ENTÃO PRATICADOS E PELO PROSSEGUIMENTOS DA INSTRUÇÃO , já que não encontrou convencimento para o arquivamento do presente feito. É o parecer”

LEIA AQUI O PARECER COMISSÃO PROCESSANTE

Fonte: Acélio Trindade

CAXIENSES SÃO USADOS COMO MULAS

A Polícia Federal informou ontem que o casal preso quando tentava embarcar para o exterior com drogas no estômago, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no último dia 20, é natural da cidade de Caxias, no Maranhão.

Eles foram autuados por tráfico e internacional de drogas e estavam com mais de 2 kg de cocaína. Ainda segundo a polícia, a Receita Federal identificou 171 cápsulas de cocaína nas malas que o casal despachou para um voo com destino a Portugal. A polícia também confirmou que os caxienses tinham engolido outras 29 cápsulas semelhantes.

Eles foram presos em flagrante e encaminhados para o hospital da cidade. A polícia informou que, ainda no decorrer desta semana, os detidos devem passar por audiência de custódia e, logo após, encaminhados para uma unidade prisional.

Fonte: Noca

PROFESSORES DENUNCIAM ATRASO DE SALÁRIOS EM ITAPECURU

Professores da rede municipal de ensino de Itapecuru denunciam nas redes sociais atraso no pagamento de salários de dezembro.

Segundo eles, o valor ainda não foi pago pela gestão Miguel Lauand (PRB). Em alguns casos, o 1/3 de férias também não foi creditado nas contas.

Em postagem no Facebook, Maria dos Anjos Farias diz que o prefeito deve “odiar” a classe.

Fonte: Gilberto Léda

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL APREENDE CONTRABANDO EM ÔNIBUS DE VIAGEM

A  Unidade Operacional de Açailândia parou um ônibus de viagem, na BR-222, da empresa TransBrasil que fazia a linha São Paulo/SP e São Luís/MA. Foram encontrados lotes de mercadorias sem nota fiscal, que foram recolhidas como contrabando.

Durante a fiscalização, foi indagado ao condutor se o ônibus possuía mercadorias despachadas, assim como o acompanhamento de documentos fiscais. Após o motorista negar sobre a documentação fiscal, a equipe abriu os pacotes onde foi flagrado diversos itens falsos de marcas famosas como Ray-Ban, Oakley e Lacoste.

Os proprietários não se encontravam no interior do veículo, dessa maneira não foi possível realizar prisão em flagrante, mas a mercadoria apreendida foi encaminhada para a Polícia Judiciária de Açailândia.

A PRF divulgou a quantidade de itens apreendidos, confira abaixo:

Relógios – 573 unidades,
Camisas e camisetas – 1442 unidades,
Bermudas e calções – 620 unidades,
Óculos – 3357 unidades
Pilhas e baterias – 1798 unidades

Fonte: Neto Ferreira