PRF DE CAXIAS PRENDE HOMEM COM MANDADO DE PRISÃO EM ABERTO

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve, na noite desta segunda-feira (19), um homem de 33 anos com mandado de prisão em aberto. A abordagem policial aconteceu no km 543 da BR-316 em Caxias. 

O homem estava na condução de um caminhão. Ao consultar os sistemas de informações, a PRF constatou haver contra o condutor um mandado de prisão pendente da comarca de Juazeiro (BA), pelo crime de tráfico de drogas.

Foi apreendido com o condutor R$ 5.960,00, sob a alegação de que o dinheiro é produto de venda de melancias na região de Miranda do Norte (MA). De acordo com a PRF, as melancias são compradas em Juazeiro e revendidas no estado do Maranhão.

O motorista foi conduzido para o plantão da Polícia Civil local.

Fonte: Noca

EM PASSAGEM FRANCA, EX-SECRETÁRIOS SÃO ACIONADOS POR FRAUDE EM LICITAÇÃO

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 14 de agosto, duas Ações Civis Públicas por ato de improbidade administrativa contra três ex-secretários municipais de Passagem Franca devido a fraudes a processos licitatórios em 2014. A empresa beneficiada e seu sócio/gerente, além de outras quatro pessoas, também foram acionados. O titular da Promotoria de Justiça de Passagem Franca, Carlos Allan da Costa Siqueira, assinou as ACPs.

O ex-secretário de Infraestrutura e Transporte Pedro Rogério Oliveira Reis e o ex-secretário de Finanças Alexandre Rodrigues são demandados por fraudes em licitação de convênio firmado entre o Município e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes) para implantação e recuperação de estrada vicinal. O valor total do convênio é de R$ 841.217,98.

Em outra ACP, a ex-secretária de Educação Elzineide Silveira Santos Silva foi acionada devido a irregularidades em processo licitatório de convênio entre a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e o Município. O acordo, no valor de R$ 630 mil, tinha como objetivo a reforma das escolas municipais Padre Vicente de Paulo Brito, Raimundo Veríssimo e Raimundo Diogo.

Nas duas Ações, o diretor-geral de contabilidade da prefeitura em 2014, Eulânio Patrício Rodrigues Monteiro e três membros da Comissão Permanente de Licitação (CPL) na época, Carlos Miranda Alves de Oliveira, Jader dos Santos Cardoso e José dos Santos Cardoso, também foram demandados.

POR IRRESPONSABILIDADE DA CAEMA, MORADORES FAZEM PROTESTO EM COROATÁ

Hoje pela manhã (20), moradores do bairro Eco Marajá, na cidade de Coroatá, resolveram fazer um manifesto após esperarem a CAEMA resolver o problema de falta dágua constante no bairro. Eles alegam que a situação já está insustentável.

                                                             ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO: 

EM TRIZIDELA DO VALE, POLÍCIA PRENDE PAI E FILHO ACUSADOS DE HOMICÍDIO EM BARRA DO CORDA

A Polícia Civil do Maranhão entre os dias 12 e 15 de agosto realizou simultaneamente em todo o interior do Estado a Operação Magni II, com objetivo de dar cumprimento à mandados de prisão. Ao todo, foram 260 conduções cumpridas em todo o estado.

A 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedreiras conseguiu realizar o total de 18 prisões nesse período. Entre os conduzidos, estavam indivíduos acusados de homicídio, roubo, feminicídio, latrocínio, entre outros crimes.

Na tarde de ontem (19), em Trizidela do Vale, José Mariano da Silva e seu filho, Francisco Mariano da Silva, foram conduzidos. Os dois são acusados de prática de homicídio ocorrido em Barra do Corda, cidade na qual eles estavam foragidos.

Ainda no período da tarde, Klésio Silva Santos, conhecido como Tigrão, também foi preso durante a Operação Magni II. Ele tinha dois mandados de prisão, um deles para cumprimento da pena imposta no total de 5 anos. Tigrão responde por violência doméstica contra a mulher.

Fonte: Carlinhos Filho

VEJA QUEM FORAM OS GANHADORES DO CODÓ FELIZ DE DOMINGO

LISTA DOS GANHADORES
DA 116ª EXTRAÇÃO DO CODÓ FELIZ

1º PRÊMIO – R$ 2.000,00 (DOIS MIL REAIS)

NOME: MARIA LUCIA DIAS DA SILVA
Nº DA CARTELA: 16210-80
ENDEREÇO: RUA ALBERTINA BAYMA Nº 1631
BAIRRO: SANTO ANTÔNIO
CIDADE: CODÓ – MA
VENDEDOR: FRANCISCA GOMES

2º PRÊMIO – R$ 2.000,00 (DOIS MIL REAIS)

NOME: DJALMA BORGES FONTES E SAMIRY A. SOUSA
Nº DA CARTELA: 13751-05
ENDEREÇO: POVOADO SANTA RITA DO MOISÉS
BAIRRO: ZONA RURAL
CIDADE: CODÓ – MA
VENDEDOR: MARIA DE JESUS

3º PRÊMIO – R$ 2.000,00 (DOIS MIL REAIS)

NOME: RAIMUNDA HILDA VIEIRA DA SILVA
Nº DA CARTELA: 12215-75
ENDEREÇO: RUA RIO DE JANEIRO Nº 1604
BAIRRO: SÃO FRANCISCO
CIDADE: CODÓ – MA
VENDEDOR: RAYANE ALVES

4º PRÊMIO – R$ 2.000,00 (DOIS MIL REAIS)

NOME: FLÁVIO MANOEL DA CONCEIÇÃO
Nº DA CARTELA: 19388-76
ENDEREÇO: RUA NOSSA SENHORA APARECIDA
BAIRRO: NOVA JERUSALÉM
CIDADE: CODÓ – MA
VENDEDOR: SEBASTIANA

5º PRÊMIO – R$ 12.000,00 (DOZE MIL REAIS)

NOME: RAIMUNDO NONATO E IOLANDA
Nº DA CARTELA: 13399-98
ENDEREÇO: RUA SANTA LUZIA Nº 40
BAIRRO: CODÓ NOVO
CIDADE: CODÓ – MA
VENDEDOR: EVA FERREIRA

APÓS ESPERAR TANTO, PREFEITO DE AFONSO CUNHA COBRA FLÁVIO DINO PELO INSTRAGRAM

O prefeito de Afonso Cunha, Arquimedes Bacelar (PTB), encontrou uma forma pouco ortodoxa de cobrar promessa de campanha do governador Flávio Dino (PCdoB).

Numa postagem do comunista no Instagram, o petebista resolveu abrir o verbo em comentário e lembrar o governador de um compromisso pelo asfaltamento da cidade.

Segundo ele, o acordo foi firmado em São Luís, durante ato de filiação do vice-governador Carlos Brandão ao PRB, e com vários vereadores como testemunhas.

Arquimedes acrescentou que, por acreditar em Dino, buscou verbas para várias áreas, menos para a pavimentação de vias urbanas.

                                                                      Veja abaixo:

Fonte: Gilberto Léda

PSL DE PRESIDENTE DUTRA REALIZA ATO DE FILIAÇÃO PARTIDÁRIA

Na manhã de sábado (17), o presidente do PSL na cidade de Presidente Dutra, Rômulo Carvalho, realizou ato de filiação do partido, o ato aconteceu  Câmera Municipal de vereadores.  Dezenas de pessoas se mobilizaram e marcaram presença para filiar-se ao partido do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

Compareceram no ato de filiação partidária, o pré-candidato à prefeito de Presidente Dutra, representando o grupo de oposição, o empresário Raimundinho da Audiolar, o ex-vereador Ranieri, o suplente de vereador por três vezes Pedro Cabral.

Compareceram os prés-candidatos a vereadores Luciene Lima, Gisele Albuquerque, Fernando Sereno, os suplentes de vereador Zinaldo e Edino Melo.

Fonte: Cláudio Lima

NA PEQUENA PERITORÓ, CÂMARA DE VEREADORES VAI GASTAR QUASE R$ 70 MIL SÓ COM PUBLICIDADE

Com pouco mais de 15 habitantes e um parlamento minúsculo, a Câmara de Vereadores de Peritoró não está poupando gastos com mídia. Por meio de pesquisas, o BLOG DO DE SÁ tomou conhecimento que uma empresa de Bacabal ganhou uma boa licitação na Câmara de Vereadores da cidade de Peritoró. O presidente da casa destinou mais de R$  65 mil  só para custear o serviço de comunicação da casa legislativa e a empresa contemplada com essa licitação foi uma empresa da cidade de Bacabal que foi indicada por um aliado do presidente Naldo Lisboa.

 A empresa está fazendo  “Serviço de assessoria de comunicação,” para a Câmara de Peritotó vai gastar todo essa dinheirama só com sites e blogs da região. Pelo visto, os serviços da Câmara de vereadores de Peretiró terão bastante visibilidade na gestão do Presidente Naldo Lisboa.  Veja os valores e documentos abaixo:

EX-PREFEITO DE SÃO JOÃO DOS PATOS ESTÁ EM MAUS LENÇÓIS

Em Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) requereu, em 12 de agosto, a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito de São João dos Patos, Waldênio da Silva Souza (mais conhecido como Dr. Waldênio), e da empresa H.M.M Castro & CIA Ltda, de propriedade do empresário Hubert Castro.

O limite para a indisponibilidade é de R$ 227.317,00. O valor corresponde ao prejuízo aos cofres municipais, corrigido monetariamente a partir de janeiro de 2017.

O pedido, ajuizado pelo promotor de justiça Renato Ighor Viturino Aragão, foi motivado pela manutenção de uma emissora de TV, custeada com recursos municipais. Além disso, o contrato da H.M.M Castro & CIA Ltda com o Município foi firmado sem procedimento licitatório.

A ACP é baseada em uma denúncia feita, em maio de 2016, por vereadores do município. A denúncia relata que um ex-apresentador da TV Cidade de São João dos Patos (repetidora de sinal da TV Record), Wellington Raulino, afirmou que a emissora era propriedade do ex-prefeito e que foi comprada com recursos municipais.

Em janeiro de 2015, foram firmados dois contratos de prestação de serviços entre a H.M.M Castro & CIA Ltda e a Prefeitura Municipal de São João dos Patos, para prestação de serviços de manutenção da estação de retransmissão do sinal da TV Cidade de São João dos Patos, no valor total de R$ 7,9 mil mensais. Os contratos perduraram até o final de 2016.

O MPMA apurou que não existia nenhum procedimento licitatório para contratação da empresa. Entretanto, os repasses mensais eram realizados diretamente pelo ex-prefeito, que administrou o município de janeiro de 2013 a dezembro de 2016.

Despesas com hospedagem, alimentação, combustível, materiais de expediente e informática eram pagas com recursos públicos. O Município alugou, ainda, três carros para atender às necessidades do canal de TV.

A emissora funcionava no antigo prédio da Secretaria Municipal de Agricultura, cujo aluguel era pago pela administração municipal. A equipe de reportagem da TV ficava hospedada no Hotel Montesino, alimentava-se no restaurante Cheiro e Sabor e os veículos eram abastecidos no Posto Tropical, com notas de combustível fornecidas pela prefeitura.

O transmissor da TV ficava em um prédio público. As quatro antenas e a torre de transmissão usadas pela emissora também eram públicas.

Desta forma, todas as despesas eram custeadas pelo Poder Executivo Municipal.

As matérias locais veiculadas na emissora enalteciam virtudes do então prefeito e suas realizações e atacavam a imagem de adversários políticos.

“A mando do réu Waldênio da Silva Sousa, dois programas, ‘Balanço Geral’ e ‘Cidade Alerta’, exibiram reiteradamente matérias que, sob o pretexto de divulgar obras e realizações da administração, revelaram-se verdadeiros instrumentos de promoção pessoal”, afirma o promotor de justiça.

A H.M.M Castro & CIA Ltda recebeu dos cofres públicos R$ 189,6 mil, durante os anos de 2015 e 2016.