APÓS PRATICAR ESTELIONATO ALEGANDO QUE APOSENTAVA PESSOAS, HOMEM É PRESO EM LIMA CAMPOS

A Polícia Militar prendeu no sábado (17), um homem identificado como João José da Silva Gonzaga, acusado de aplicar diversos golpes (estelionato) na cidade de São Domingos do Maranhão  (MA) e Lima Campos. As informações foram confirmadas por meio de levantamento feito com as vítimas.

João se dizia ser funcionário do INSS, prometendo facilitar a aposentadoria de pessoas, em troca do pagamento de valores para esse fim. Durante suas abordagens, ele não apresentava documentos pessoais e informava um nome falso para os comerciantes.

O acusado foi conduzido para a 14ª Delegacia Regional de Pedreiras.

Em 2011, João foi preso pela Polícia Federal pela prática do mesmo crime na cidade de Pinheiro (MA). Ele arrecadava quantias junto a lavradores e pessoas idosas em povoados e cidade de municípios como Pedro do Rosário, Presidente Sarney, Santa Helena, Palmeirândia, com a promessa de conseguir facilidades na concessão de benefícios previdenciários junto ao INSS.

Mediante a apresentação de formulários supostamente oficiais de cadastro no INSS às vitimas, João José as convivência da viabilidade do negócio e arrecadava valores das vitimas que variavam, no total, entre R$ 1.000,00 e R$ 2.000,00, que dizia serem necessários para custear despesas cartorárias, quando, na verdade, se apropriava dos mesmos e sumia.

Na ocasião, ele havia sido preso em Pinheiro e levado para o Fórum, onde varias vítimas foram ouvidas. Pela quantidade de pessoas lesadas pelo estelionatário na época, suspeitava-se que a quantia tomada das vítimas na região passava de meio milhão de reais.

Fonte: Carlinhos Filho

 

EM ARTIGO, SARNEY COMENTA DAS COLIGAÇÕES PARTIDÁRIAS

Na minha longa vida política testemunhei muitas mudanças. Mudanças de todo tipo: comecei com a votação em cédulas impressas com o nome do candidato e distribuídas entre os eleitores, que as levavam à mesa eleitoral, onde recebiam um envelope para colocar o voto. Era uma guerra entre cabos eleitorais para formar chapas, substituí-las por outras, o que motivava brigas e pancadarias entre candidatos e entre seus seguidores.

João Francisco Lisboa recuou um pouco mais e escreveu largamente sobre eleições na Antiguidade, desde o “palmômetro” até o “brigômetro“, as eleições a cacete.

Vi mudanças de legislação eleitoral às carradas, costumes parlamentares, maneira de escolha de candidatos; vi baixar o nível das candidaturas e corromper a vontade popular, usando como linha de frente o poder e o dinheiro.

Mas nada como agora, quando surgiu para mim uma novidade extraordinária: os partidos não escolhem os candidatos que têm votos, sob a argumentação de que tiram as possibilidades de eleição dos novatos. Tivemos até, na última eleição, um partido que não aceitava candidatos de eleição certa.

Isso sem dúvida é uma coisa que jamais pensei surgir na disputa eleitoral: os candidatos, para conseguirem entrar na chapa, não podem ser aqueles que tiveram sempre a preferência do povo e se elegeram, mas os que não têm votos e, somando os poucos votos dos novos, criam a possibilidade de o partido ter um ou dois eleitos, geralmente os detentores das direções partidárias.

Assim, a primeira qualidade para ser candidato é não ter votos nem possibilidade de se eleger. Fiquei sem saber qual era a lógica dessa conduta. Assim, a política não é mais a escolha por ideias, por trabalho, por tradição ou pela capacidade de liderar e por já ter sido testado pelas urnas. A experiência não é levada em consideração, nem o trabalho partidário, mas o que conta é não ter voto nem capacidade de angariá-lo. Hoje ganhou status de circulação geral a chamada barriga de aluguel, em que afinal uma barriga, o partido, serve para fazer crescer um filho que não é seu.

Soube, contudo, que a experiência de chapas dos sem-votos, na última eleição, também tornou os partidos que assim procederam em partidos sem representantes: não elegeram ninguém.

Os partidos transformaram-se em cartórios de registro de candidato e estão quase todos morrendo, como morrendo está a democracia representativa.

Como a próxima eleição é municipal, essa técnica está sendo costurada para ela, e ninguém está querendo coligação com partido que tenha vereador eleito. Na eleição passada, as chapas de deputado feitas assim resultaram num grande fracasso.

Essa regra de eleição sem voto nunca pensei que pudesse existir. Pois no Maranhão existe. Só se João Lisboa nascer de novo e escrever, em vez de “eleição na antiguidade”, “eleição na atualidade”…

POLÍCIA INVESTIGA MORTE DE IDOSO EM SÃO JOÃO DO SÓTER

Na manhã de sexta-feira (16), um idoso identificado como Raimundo de Sousa, de 61 anos, foi encontrado despido e morto em um banheiro no município de São João do Sóter. A Polícia Civil foi acionada.

A polícia trata o caso como um homicídio por esgorjamento (lesões produzidas por instrumentos perfurantes no pescoço).

Segundo apurado, a vítima morava sozinha próximo a um irmão, tinha um pequeno comércio no povoado Cipó e no fim de semana abateu dois animais bovinos. Raimundo foi encontrado morto no banheiro que fica no quintal há cerca de cinco metros da casa, sendo que o bolso da sua bermuda estava revirado.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal e após os procedimentos de rotina foi liberado para os familiares. 

As investigações continuam a fim de identificar a autoria do crime.

Fonte: Noca

APÓS MATÉRIA SOBRE GASTOS, PRESIDENTE DA CÂMARA DE PERITORÓ RESPONDE BLOG DO DE SÁ

O Presidente da Câmara Municipal de Peritoró, Jurenaldo Bezerra Lisboa, ficou surpreso com matéria publicada no Blog do De Sá, do conceituado jornalista Leandro de Sá, sobre o Portal da Transparência do Poder Legislativo Peritoroense. A matéria afirma que ao visitar o site da Câmara de Peritoró não foi encontrado nenhuma informação referente à transparência, inclusive sobre licitações, pagamentos, gastos e contratos. A publicação chega a insinuar que tudo se encontram as escondidas.

No entanto, importante deixar claro que não procede tais alegações. O Portal da Transparência encontra-se no site da Câmara, visível para o acesso de todo e qualquer cidadão. Lá estão detalhadas todas as informações que a Lei exige sobre receitas, despesas, licitações, contratos, pagamentos, funcionários e muitos outros. Tudo conforme as exigências legais estabelecidas pelo Tribunal de Contas do Estado.

Para comprovar bastar entrar no site da Câmara no endereço: www.cmperitoro.ma.gov.br e clicar no link transparência, que você é direcionado para todas as informações detalhadas, ou acesse o link www.cmperitoro.ma.gov.br/index.php/transparencia para ir diretamente á página.

Importante informar que no dia 08 de agosto de 2019, cinco dias antes da publicação da matéria, o Tribunal de Contas do Estado TCE-MA fez a 4ª avaliação do Portal da Câmara de Peritoró, e pela quarta vez atestou que a Câmara Municipal de PERITORÓ CUMPRE com as exigências de transparência previstas no art. 48, incisos II e III, c/c o art. 48-A da Lei Complementar nº 101/2000. (documento anexo).

Portanto, resta esclarecido que a Câmara Municipal de Peritoró encontra-se totalmente cumprindo o que a Lei determina quanto a Transparência de suas ações.

APÓS ARMADILHA EM ESTRADA, CASAL SOFRE ASSALTO E MULHER MORRE AO SER BALEADA

Uma mulher de 41 anos morreu após um assalto ocorrido no km 81 da BR-402, na região do povoado Moçambique, em Humberto de Campos, a cerca de 85 km de São Luís.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Vânia Pereira da Silva estava em um carro junto com o marido, quando foram surpreendidos por galhos e tocos de madeira colocados na rodovia. Ao parar o carro, dois homens saíram de dentro de uma área de mato e anunciaram o assalto.

O motorista e marido de Vânia, que é policial militar, reagiu ao assalto e efetuou disparos. Um dos assaltantes identificado como Josivan Lopes da Conceição, de 22 anos, também atirou e atingiu a cabeça de Vânia com um tiro de espingarda “bate bucha”.

Ela foi socorrida, levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. Josivan foi preso dirigindo uma moto roubada e depois foi levado para a Delegacia de Rosário.

Fonte: G1MA

FORAGIDO DA JUSTIÇA DE BARRA DO CORDA É PRESO EM ALTO ALEGRE

A Polícia Civil de Barra do Corda e Bacabal, em ação de cooperação, prendeu ontem, domingo, na cidade de Alto Alegre, homicida foragido da justiça de Barra do Corda.

A prisão se deu em desfavor de EDIMILSON MARTINS ALVES, vulgo “BIGODE” e ocorreu em decorrência de cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido contra EDIMILSON em razão do mesmo ter se fugido de Barra do Corda, não comparecendo ao chamamento da justiça para apresentar defesa no processo que é réu, por ter sido denunciado como autor do homicídio contra uma vítima conhecida por CÉLIO, fato este ocorrido em 15/10/2014, por volta das 19:30h, no Bairro Vila Sampaio, onde EDIMILSON teria matado CÉLIO com três facadas em decorrência de uma discussão durante um jogo de baralho.

De posse do mandado de prisão preventiva contra “BIGODE”, os investigadores de Barra do Corda diligenciaram e descobriram o endereço onde ele estava escondido na cidade de Alto Alegre/MA, sendo tal endereço repassado à Polícia Civil de Bacabal, a qual começou a fazer diligência na localidade, prisão está ocorrida neste domingo.

“Essa é mais uma ação da Polícia Civil local em repressão a crimes contra a vida. Em menos de uma semana 03 foragidos por crimes de homicídios que estavam residindo em outras cidades, inclusive em outros estados, foram encontrados por nossos investigadores e presos pelas polícias locais”, disse o delegado Renilto Ferreira.

Fonte: Minuto Barra

 

APÓS APLICAR GOLPES, FALSO ADVOGADO É PRESO EM ITAPECURU MIRIM

José de Ribamar de Araújo Mendes, de 67 anos, foi preso nesta quinta-feira (15) na cidade de Itapecuru-Mirim, a 108 quilômetros da capital maranhense. Ele estaria se passando por advogado na região.

A Polícia Civil investiga se o crime de extorsão foi cometido por José de Ribamar. Segundo o delegado regional Samuel Morita, ele ainda teria usado o nome da autoridade policial para cometer o crime.

O homem é suspeito do crime de estelionato, já que teria recebido a quantia de R$ 500 reais de um proprietário de bar da cidade para evitar uma suposta fiscalização no local.

O delegado também já recebeu outras pessoas que teriam sido enganadas pelo suspeito. Uma das vítimas conseguiu reaver dinheiro que havia entregue para o falso advogado.

MA10

PRF RECUPERA CAMINHONETE ROUBADA EM MINAS GERAIS

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu no final da manhã de quinta-feira (15), na BR-316, em Santa Inês/MA, uma caminhonete MMC/ L200 Triton, que trafegava com placa clonada.

A abordagem aconteceu por volta das 11h20, no km 260 da BR 316, quando os policiais realizavam fiscalização de rotina. Os agentes deram ordem de parada e solicitaram a documentação do veículo e a CNH do condutor.

Na sequência, foi realizada vistoria nos elementos de identificação veicular, onde foi verificado sinais de adulteração de alguns elementos. Foi constatado que a verdadeira caminhonete tratava-se de uma L200 com placas de Minas Gerais que apresentava ocorrência de roubo no município de Vespasiano/MG, ocorrência datada de 2015.

Diante dos fatos, o homem e a caminhonete foram encaminhados, sem lesões, para a Delegacia Regional de Polícia Civil, de Santa Inês/MA para as providências que o caso requer.

Fonte: PRF

PREFEITO DE CAROLINA É ACIONADO POR NEPOTISMO NA NOMEAÇÃO DE SECRETÁRIOS

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 6 de agosto, uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Carolina, Erivelton Teixeira Neves, devido nepotismo na nomeação de secretários municipais. O promotor de justiça Marco Túlio Rodrigues Lopes assinou a ACP.

Segundo a Promotoria de Justiça de Carolina, o secretário de Governo e cunhado do prefeito, Walber Rocha, e a secretária municipal de Desenvolvimento Social e prima da primeira-dama, Luciane Martins, ocupam cargos na gestão do município mesmo sem qualquer justificativa de natureza profissional, curricular, acadêmica, de experiência ou técnica para a nomeação.

“Tudo indica que a nomeação de ambos ocorreu exclusivamente por causa da relação de parentesco. Isso porque, não fossem parentes, jamais estariam ocupando os cargos em questão”, afirma o promotor Marco Túlio.

PEDIDOS

O MPMA requer à Justiça concessão de liminar determinando o imediato afastamento (ou ordem de exoneração) de Walber Rocha e Luciane Martins dos cargos de secretários municipais.

Todos os servidores, funcionários ou empregados ocupantes de cargos em comissão, que não se submeteram a concurso público e possuam vínculo de parentesco, até o terceiro grau, com gestores e diretores de empresas públicas vinculadas ao Município de Carolina, diante de suspeita de nepotismo para indicação ao cargo, também devem ser afastadas até o fim do processo ou eventual exoneração, sob pena de multa diária.

A condenação por ato de improbidade administrativa pode resultar na perda da função pública, ressarcimento integral do dano, se houver, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração recebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.