DEPUTADO ZITO ROLIM ENTREGA NOVA AMBULÂNCIA AOS DISTRITO KM 17, EM CODÓ

O deputado estadual Zito Rolim entregou na manhã desta quarta-feira, 1º de abril, uma ambulância que servirá à população do Distrito Km 17 e povoados vizinhos. O novo veículo, que irá reforçar o transporte de urgência e emergência da rede de saúde do município, é fruto de parceria do Governo do Estado e Assembleia Legislativa do Maranhão, por meio de emenda parlamentar do Deputado Estadual Zito Rolim.

A cerimônia de entrega, que aconteceu próximo a UBS Ana Luiza dos Reis, foi rápida e seguiu todos os protocolos de segurança estabelecidos, devido à pandemia de Coronavírus em todo Brasil. Na ocasião, o deputado entregou a nova ambulância para o prefeito de Codó, Francisco Nagib, que logo anunciou o programa Saúde Na Hora no Distrito, com atendimentos das 8:00 da manhã as 20:00 horas.

Estamos muito felizes em entregar aos moradores do Km 17 esta moderna ambulância adquirida através da parceria com a Assembleia Legislativa e Governo do Maranhão. Foi um compromisso nosso com a comunidade, anunciado em dezembro do ano passado e hoje estamos tendo o privilégio de entregar. Parabéns a comunidade do Km 17 e ao povo de Codó”, declarou o deputado.

Ascom

PREFEITO DE PEDREIRAS É PROIBIDO DE USAR DINHEIRO PÚBLICO PARA ANIVERSÁRIO DA CIDADE

Antonio França, prefeito

O juiz Marco Adriano Ramos Fonsêca, da 1ª Vara de Pedreiras, aceitou – parcialmente – pedido da Defensoria Pública e proibiu o Município de Pedreiras de realizar despesas com o aniversário da cidade (27 de abril), destinando os R$ 788.000,00 previstos na Lei Orçamentária Anual para a festa como reserva de contingência durante o estado de calamidade pública diante da pandemia de coronavírus e enchente do Rio Mearim.

Com a decisão, o juiz atendeu, parcialmente, ao pedido de tutela de urgência feito pela DPE para que determinasse aos municípios de Pedreiras e Trizidela do Vale a adoção de medidas emergenciais para que todas as famílias desabrigadas em razão das cheias do Rio Mearim fossem imediatamente removidas das escolas e prédios públicos onde se encontram e fosse feito o pagamento mensal, para cada família, de R$ 500,00, a título de benefício assistencial de “aluguel social”, até o fim da enchente e da pandemia do COVID-19.

De outro lado, o juiz negou pedido de concessão de aluguel social para 150 famílias desabrigadas pela enchente, que já atingiu um total 2.270 famílias nos municípios de Pedreiras e Trizidela do Vale, envolvendo 7878 moradores, e o pedido de remoção de pessoas dos abrigos mantidos pelos dois municípios requeridos na ação.

DETERMINAÇÕES 

Conforme a decisão, o Município de Pedreiras fica proibido de usar recursos do erário municipal ou oriundos de transferências voluntárias para aplicação na programação cultural prevista para as comemorações alusivas ao aniversário da cidade, estimados em R$ 788.000,00, na LDO. Deve ainda informar, no prazo de cinco dias, a origem de tais recursos, e caso já tenham sido aportados ao erário, no mesmo prazo, deverão ser depositados em conta bancária destinada exclusivamente à Reserva de Contingência.

Fica determinada, ainda, a suspensão da realização de eventos patrocinados com recursos do erário municipal alusivos ao aniversário da cidade de Pedreiras enquanto vigorar o estado de calamidade estadual e/ou municipal, decorrentes das enchentes do Rio Mearim ou da Pandemia do COVID-19, proibindo-se a realização de eventos culturais com aglomeração ou concentração de pessoas em equipamentos públicos ou de uso coletivo.

Na análise dos requisitos legais para a concessão da tutela de urgência, o juiz admitiu que os documentos acostados aos autos demonstram a verdade nas alegações da DPE, quanto à existência de expressivo número de pessoas desabrigadas alojadas em prédios públicos e particulares e da situação de calamidade pública em razão da pandemia causada pelo coronavírus.

Mas considerou que as providências para o enfrentamento da situação já estão sendo adotadas pelas autoridades públicas estaduais e municipais, por meio do Decreto Estadual n. 35.672/2020 que trata da situação de calamidade no Maranhão, em decorrência da pandemia da COVID-19, e dos decretos municipais de Pedreras e Trizidela do Vale que estabelecem medidas de restrição por decorrência das enchentes, para resguardar a saúde da coletividade.

O juiz entendeu que neste momento, a intervenção judicial para a destinação de recursos, em caráter liminar, a título de aluguel social, não é adequada, tendo em vista que os esforços dos municípios estão sendo direcionados para o cumprimento das orientações das autoridades sanitárias nacionais e estaduais e que o estabelecimento de específica destinação pode comprometer o cumprimento do mínimo já programado para as próprias ações preventivas.

ENQUANTO A PM FECHA UMAS, OUTRAS NÃO RESPEITAM AS LEIS EM CODÓ, VEJA O EXEMPLO DESTA EMPRESA

Várias denúncias já foram enviadas ao BLOG DO DE SÁ, desde segunda-feira (30), sobre o funcionamento de uma agência de empréstimos de valores na rua Tiradentes, bairro São Pedro, na cidade de Codó. Diante das determinações das autoridades estaduais e municipais, a referida empresa que, diga-se passagem, não é empresa de serviço essencial, está aberta desde quando foi determinado pelo governo do Maranhão o fechamento do comércio em todo o estado. Ainda segundo os denunciantes, como mostra a fotografia enviada ao BLOG, os veículos estacionados na porta são de todos os funcionários que continuam a trabalhar diariamente, enquanto as demais empresas são obrigadas a fechar as portas.

A POLÍCIA PRECISA VALER PARA TODOS

Muitos comerciantes da cidade que tentaram abrir suas portas foram impedidos pela PM de continuar funcionando, lógico que a PM está cumprindo ordens, mas não é o que tem acontecido com esta referida empresa de empréstimos na cidade de Codó. Os demais comerciantes, desse e de outros ramos, também estão indagando o porquê da PM ainda não ter ido ao referido local e fazer valer a determinação do governo do estado. Abaixo nossos leitores podem acompanhar o decreto do governo estadual que determina as medidas de segurança durante a quarentena do coronavírus.  O BLOG DO DE SÁ também está à disposição da referida empresa citada aqui, e também da Polícia Militar por continuar permitindo que  empresa continue infringindo a quarentena.

 

PREFEITURA DE CODÓ, FC OLIVEIRA E ALLIANCE QUÍMICA FARÃO PARCERIA PARA DESINFECTAÇÃO DE ESPAÇOS PÚBLICOS

Com o objetivo de conter a disseminação do Coronavírus na cidade, a Prefeitura de Codó, em parceria com as empresas FC Oliveira e Alliance Química Maranhão, e com o Corpo de Bombeiros, irá realizar o trabalho de limpeza e desinfectação de logradouros públicos de Codó e áreas de grande circulação de pessoas, como praças e mercados.

De acordo com o prefeito Francisco Nagib, a partir desta quarta-feira, dia 1 de abril, o Corpo de Bombeiros iniciará o trabalho de limpeza e desinfectação das ruas e espaços públicos com Hipoclorito de Sódio, fornecido gratuitamente pelas empresas FC Oliveira e Alliance Química. “O uso do produto em praças, mercados, calçadas, ruas, pátios de postos de combustíveis, supermercados e locais com grandes aglomerações, entre outros locais de grande circulação de pessoas, será de grande utilidade na prevenção e no combate ao Coronavírus em Codó”, explicou o prefeito.

Nota: Ascom – PMC

 

EM 15 MESES, PREFEITO DE CAPINZAL DO NORTE JÁ GASTOU MAIS DE R$ 8 MILHÕES NA COMPRA DE MEDICAMENTO, PORÉM VIVE RECLAMANDO DE DIFICULDADE

Em meio as dificuldades enfrentadas pelos municípios Brasileiros, em Capinzal do Norte, pelo comportamento do prefeito não existe crise e muito menos falta de dinheiro. Porém, é desta forma que ele tem se comportado quando o assunto é fazer licitações. O BLOG DO DE SÁ teve acesso a alguns extratos que a prefeitura da cidade tem feito para compra de medicamentos desde o ano passado. De acordo com os documentos abaixo, desde Janeiro de 2019, até agora Marco de 2020, ou seja, em 15 meses, o prefeito de Capinzal do Norte já licitou exatos: R$ 8.441, 953,15 (OITO MILHÕES, QUATROCENTOS E QUARENTA E UM MIL, NOVECENTOS E CINQUENTA E TRÊS REAIS E QUINZE CENTAVOS) somente para compra de medicamentos para o município de Capinzal do Norte como mostram todos os prints abaixo.

MORADORES RECLAMAM DA FALTA DE MEDICAMENTOS NA CIDADE

Apesar do prefeito André Portela ter feito essas licitações milionárias para compra de medicamentos para o município, quem mora na cidade e tem procurado o hospital e as unidades básicas de saúde não tem encontrado medicamentos. É prática  feita na contramão do que prega o governo capinzalense, por um lado o prefeito prega pobreza, momentos difíceis, falta de dinheiro para comprar isso, comprar aquilo e por outro lado pratica atos duvidosos fazendo licitações milionárias, e na hora que o povo procura por medicamento, não encontra nos postos.

 

MARANHÃO REGISTRA 52 CASOS CONFIRMADOS DO CORONAVÍRUS

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que subiu para 52 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Maranhão. De acordo com a SES, a contagem dos casos confirmados leva em consideração a primeira morte pela Covid-19 no estado, segundo a metodologia do Ministério da Saúde.

Nesta terça-feira (31) foram registrados 21 novos casos confirmados de Covid-19 e todos os pacientes estão em São Luís. Dos novos casos, um paciente está em internado em estado grave em um hospital da rede privada da capital maranhense. Os outros casos estão em isolamento domiciliar.

Segundo a SES, 31 pacientes com Covid-19 continuam sendo monitorados por equipes do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). Dos casos, três estão internados em um hospital particular da capital e dois em um da rede estadual de saúde.

A secretaria informou que seis casos confirmados receberam alta da quarentena, de acordo com orientações do Ministério da Saúde, após terem passado 14 dias em isolamento domiciliar, contando a partir da data de início dos sintomas e seguem assintomáticos.

Fonte: Neto Ferreira

LÍDER INDÍGENA É ASSASSINADO A TIROS EM ARAME

Por volta das 12h desta terça-feira (31), o líder indígena Zezico Rodrigues Guajajaras foi encontrado morto a tiros na Estrada da Matinha, que dá acesso à Aldeia Zutiua, na cidade de Arame. A vítima era líder da Aldeia Zutiua, que fica na terra indígena Araribóia, além de diretor e professor do Centro de Educação Escolar Indígena Azuru.

Segundo informações do secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, ainda não se pode apontar nenhuma hipótese para o crime, para não atrapalhar as investigações. Mas, vale ressaltar que a região onde Zezico Guajajaras atuava é marcada por muitos conflitos com madeireiros e também entre os próprios indígenas.

O secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, declarou que Zezico Rodrigues era uma grande liderança na região, atuando fortemente na área da educação. O secretário afirmou, ainda, que a morte do líder indígena será investigada criteriosamente, para se identificar o autor e mandante do crime o mais rápido possível.

Do Imirante.com

PRESOS NO PARÁ E GOIÁS, ACUSADOS DE ASSALTAR AGÊNCIA BANCÁRIA DE SANTA LUZIA

A Polícia Civil do Estado do Maranhão, em continuidade as investigações relacionadas aos crimes contra instituições financeiras, deu cumprimento a dois mandados de prisões preventivas expedidos pela 1º Vara Criminal de São Luís, em desfavor de suspeitos envolvidos no roubo a agência do Banco do Brasil da cidade de Santa Luzia/MA, ocorrido no dia 3 de dezembro de 2019.

Os referidos mandados foram cumpridos com apoio operacional da polícia civil e militar do Estados do Pará e Goiás, respectivamente. Destaque-se que os suspeitos são contumazes nesta modalidade criminosa e possuem uma extensa ficha criminal nos Estados do MA, GO, PA e TO.

Após o cumprimento destes mandados já totalizam 05 (cinco) pessoas presas, 01 indivíduo morto em confronto com a polícia, além dos materiais apreendidos: 01 fuzil calibre .766, vasta munição do mesmo calibre, 01 pistola CALIBRE .40, além de vários apetrechos utilizados na ação criminosa.

Fonte: Neto Ferreira