FAMÍLIA INFLUENTE EM PAULO RAMOS TENTA TIRAR DA CADEIA ASSASSINO DE POLICIAL

pm-atingido

Pm atingido

No dia 3 de novembro, uma abordagem policial de rotina terminou em tragédia. Tudo aconteceu quando a guarnição comandada pelo Sargento Francisco Oliveira Diogo abordou Alexsandro Freitas, que armado resistiu a prisão e foi alvejado com um tiro na perna.

Ao ser encaminhado para o Hospital Municipal da cidade, o tio de Alexsandro, Sivaldo Andrade Silva se aproximou e efetuou vários disparos de arma de fogo contra os policiais militares.

Pelo menos dois tiros atingiram o comandante do destacamento daquela cidade, Sargento Diogo, que sofreu lesão na região da medula óssea, próximo ao pescoço. Durante a troca de tiros entre os policiais militares e Sivaldo, seu sobrinho, tentou sacar a arma de um dos policias e acabou morto.

Devido a gravidade, após receber os primeiros atendimentos no Pronto Socorro de Bacabal, o sargento foi transferido para o Hospital Geral de Coroatá onde foi diagnosticado que o mesmo ficará paraplégico, deixando toda a família e a cidade de Paulo Ramos em estado de choque.

Sivaldo Andrade Silva foi preso quase um mês depois do fato, mas a família interpôs o Habeas Corpus (nº0605112013) que está sob a relatoria da desembargadora Nelma Sarney, que despachou pedindo informações da juíza de 1º grau para se manifestar sobre a liminar.

Mas o que a família de Sivaldo comenta na cidade de Paulo Ramos, é que será uma questão de tempo para que o mesmo seja solto, devido a influência e dinheiro da família Andrade.

Por outro lado, o que a família do PM que ficou paraplégico espera é que a justiça seja feita e o acusado permaneça preso.

Fonte Luis Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *