EM POÇÃO DE PEDRAS, VEREADORES COMPROVAM IRREGULARIDADES NO COMBATE A COVID-19, POR LÁ, FALTA TUDO

Após uma vistoria no Hospital do Municipal de Poção de Pedras, no sábado (16), os vereadores comprovaram diversas irregularidades no combate ao Coronavírus na cidade. O vereador Jhulio Sousa e Valney chefiaram a visita, e identificaram a falta de praticamente todos os itens de segurança, e também dos medicamentos necessários para socorrer à população no hospital. Os moradores reclamam que não existem medicamentos e nem mesmo testes para saber se a pessoa está com a doença ou não. “Quero que o médico e a Ranúbia digam na minha cara que não pediram pra eu ir comprar Ivermectina lá no Calisto, tenho aqui a conversa no WhatsApp”, disse uma moradora revoltada.

QUEM COBRA É AMEAÇADO

O BLOG DO DE SÁ teve acesso a um áudio que mostra uma discursão do prefeito Júnior Cascaria e um morador da cidade que foi fazer cobranças a ele sobre o assunto, esse fato aconteceu há uns 15 dias, porém, só agora o áudio foi jogado nas redes sociais.

Morador: Diga lá, valentão, o que você tá querendo?

Prefeito: Tu é muito homem, tu quer que eu vá aí agora?

Morador: Vem aqui, rapaz, eu tô em casa, pode vir, tu não é o deus de Poção?

Prefeito: Tu é vagabundo, rapaz.

Morador: Tu não é mais homem do que ninguém não, rapaz. Vagabundo é tu, rapaz, porque eu falo de ti a verdade. Tu quer falar de todo mundo tu e quer ser um deus?

Prefeito: Tu é vagabundo rapaz, tu não vale nada.

Morador: Eu não valho nada mais eu não tenho medo de você não.

VÍDEOS EM FESTAS

Enquanto vereadores trabalham e a população está angustiada com o combate ao Coronavírus, o prefeito de Poção de Pedras está em São Luís, na Capital do estado, se divertindo na piscina do ex-deputado Camilo Figueiredo, fazendo bons churrascos e o povo de Poção preocupado em morrer com o Coronavírus, o município já registra 08 casos da doença e a cada dia só tem aumentado. Assista abaixo aos vídeos do prefeito no churrasco na casa do ex-deputado, e filmagem da visita dos vereadores.

 Veja abaixo os vídeos da visita dos vereadores:

EM CODÓ, POLICIAIS MILITARES APREENDEM 300 PAPELOTES DE MACONHA

Policiais Militares lotados no 17º BPM em Codó realizavam patrulhamento no Bairro Nova Jerusalém, quando se depararam com uma dupla em atitude suspeita que empreendeu fuga quando perceberam a aproximação do Esquadrão Águia.

Ao perceberem a movimentação dos suspeitos, os abnegados policiais do Esquadrão Águia foram sagazes na ação e conseguiram localizar os dois acusados de tráfico de drogas, que durante a fuga abandonaram as sacolas que estavam em poder de cada um. A dupla já vinha sendo monitorada pelo Serviço de Inteligência da PMMA.

Na delegacia após exaustiva conferencia, os policiais contabilizaram 324 papelotes de maconha que estavam em poder dos suspeitos. Imediatamente os dois foram devidamente identificados e levados para a 4ª Delegacia Regional de Codó, onde ficarão à disposição da Autoridade Policial e da Justiça.

ASSCOM 17º BPM

CURVA DE MORTES PODE ESTAR EM QUEDA NO MARANHÃO, APONTA FLÁVIO DINO

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), apresentou em sua conta no Twitter um gráfico que aponta que a curva de óbitos já pode estar caindo no estado.

Segundo ele, o estudo foi desenvolvido pelo professor Allan Kardec Barros Filho, da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) e do PCdoB.

No gráfico, ele aponta uma nova previsão para a curva de mortes, em virtude da curva real, pós-lockdown.

O próprio Dino, contudo, reconhece que “ainda é cedo para afirmar tendências sólidas”.

Fonte: Gilberto Léda

EM PERITORÓ, PREFEITO NÃO ESTÁ NEM AÍ PARA COMBATE AO CORONAVÍRUS

O município  de Peritoró-MA, tem um orçamento de nove milhões e meio de reais para fazer investimentos na saúde, ainda conta com mais 94 mil reais de auxílio para combater o coronavírus. No entanto, pouco tem sido investido, Peritoró, vive um momento em que o covid-19, está em crescimento, de acordo com o último boletim da secretaria de saúde, o município já registra mais  20 casos confirmados, o mais preocupante é que a curva é de crescimentos.

Apesar dos recursos financeiros já recebidos, as medicações : Azitromicina, Hidroxicloroquina, medicamentos necessários para o tratamento do coronavírus, estão em falta. A azitromicina só foi encontrada três cartelas em um posto de Livramento, bairro de Peritoró-MA.

Segundo o vídeo feito por vereadores da cidade: além da medicação, falta também os testes rápido para diagnosticar o covid-19.

Tamanha crise viral que vive a cidade, com tantos recursos recebidos, faltar medicamento base para tratar possíveis pacientes com covid-19, é um ato irresponsável por parte da gestão pública.

                                            Veja o vídeo abaixo produzindo por vereadores da cidade. 

Fonte: Maciel Silva

LASCOU DE VEZ: OS PRÓPRIOS FUNCIONÁRIOS DENUNCIARAM E PREFEITURA DE CAPINZAL DO NORTE DIZ QUE “TUDO É MENTIRA”

O texto abaixo foi escrito pelo advogado da prefeitura de Capinzal do Norte, Jefferson França, e aqui será publicado por completo. Ontem sexta-feira (15), publicamos uma matéria após receber uma denúncia dos próprios profissionais da saúde que revelaram ao blog que estavam sem equipamentos de proteção e o município não estava aplicando corretamente os valores recebidos. Abaixo, o próprio advogado que fez o direito de resposta afirma que a prefeitura estará sim com esses recursos, veja abaixo:

Prezado de Sá

De ordem do Prefeito André Portela e na qualidade de assessor jurídico do Município de Capinzal do Norte-MA, tendo como referência à reportagem de 15/05/2020, publicada em seu blog com o título “Após receber quase um milhão para combater a covil-19, em Capinzal do Norte falta tudo, até mesmo os EPIs”, gostaria de solicitar DIREITO DE RESPOSTA, com o seguinte teor:

“É FALSA a informação que Capinzal do Norte teria recebido quase 1 milhão de reais para combater o covid-19. A verdade é que o Senado aprovou o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavirus, onde Estados e Municípios de todo o Brasil serão atendidos. Somente APÓS aprovação pelo Presidente da República é que Capinzal do Norte deverá receber R$ 922.132,07 reais, dividido em pelo menos 04 (quatro) PARCELAS.

É FALSA também a informação que faltam EPIs no hospital. Todos os servidores do Hospital dispõe de máscaras, faceshield, macacão impermeável, luvas, inclusive máscaras de alto padrão. A rede de saúde do Município está protegida contra o coronavirus.

Por fim, é FALSO que os profissionais de saúde que atuam na barreira sanitárias da entrada da cidade estejam sem EPI. Esses profissionais dispõe de equipamentos compatíveis com o tipo de atividade desenvolvida, consoante determinação da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária e decreto municipal.”

Informo ainda que poderão ser ajuizadas ações cíveis e criminais, caso a presente solicitação não seja atendida.

Colocamo-nos a sua disposição para eventuais esclarecimentos”.

Atenciosamente,

Jefferson França
Advogado
OAB/MA 6677

VEJA BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO DE TODOS OS MUNICÍPIOS DE NOSSA REGIÃO

O BLOG DO DE SÁ mostra para os seus leitores as últimas atualizações nos números da Covid-19 em municípios de nossa região.

                                                                  TIMBIRAS 51 CASOS CONFIRMADOS

                                                                  COROATÁ 178 CASOS CONFIRMADOS 

 CAXIAS 56 CASOS CONFIRMADOS

PEDREIRAS 231 CASOS CONFIRMADOS

TRIZIDELA DO VALE 109 CASOS CONFIRMADOS

                                                          BACABAL 130 CASOS CONFIRMADOS

 SANTO ANTONIO DOS LOPES 91 CASOS CONFIRMADOS

LIMA CAMPOS 67 CASOS CONFIRMADOS

IGARAPÉ GRANDE 31 CASOS CONFIRMADOS 

  ESPERANTINÓPOLIS 23 CASOS CONFIRMADOS

 JOSELÂNDIA 4 CASOS CONFIRMADOS 

PRESIDENTE DUTRA 118 CASOS CONFIRMADOS

BARRA DO CORDA 142 CASOS CONFIRMADOS

 

MARANHÃO RECEBERÁ R$ 44, 3 MILHÕES DO FUNDO DA LAVA JATO PARA O COMBATE A COVID-19

O governo do Maranhão receberá R$ 44,3 milhões do fundo da Lava Jato para investir do combate ao novo coronavírus (Covid-19). A decisão foi do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

O montante seria destinado ao combate de queimadas, mas foi realocado para o enfrentamento da pandemia em quatro Estados, sendo um deles o Maranhão. Os outros são o Tocantins, Mato Grosso e o Acre.

A homologação foi assinada nesta quarta-feira (13/4) e prevê que o dinheiro ajudará a custear ações de enfrentamento à epidemia do coronavírus (Covid-19). No início de abril, o ministro já havia autorizado a destinação de R$ 32,7 milhões para o Acre, e agora destinou R$ 44,3 milhões ao Maranhão, R$ 29,6 milhões ao Tocantins e R$ 79,4 milhões ao Mato Grosso.

“A emergência causada pela pandemia do Covid-19 exige das autoridades brasileiras, em todos os níveis de governo, a efetivação concreta da proteção à saúde pública, com a adoção de todas as medidas possíveis para o apoio e manutenção das atividades do Sistema Único de Saúde”, afirma o ministro.

De acordo com o processo, o Maranhão informou que os valores repassados “ainda não tiveram sua execução iniciada, ‘por diversas dificuldades administrativas, em especial o desenvolvimento de processos de formulação e de estruturação das ações a serem realizadas de acordo com a destinação específica atribuída a esses recursos’”.

Moraes acolheu os pedidos e determinou ainda que os Estados comprovem o uso efetivo do montante autorizado.

Origem do dinheiro

O dinheiro provém de de acordo firmado para destinar R$ 1 bilhão para os incêndios florestais da Amazônia e R$ 1,6 bilhão para a educação, cuja homologação aconteceu em setembro.

Originalmente, o acordo foi assinado entre a Petrobras e os procuradores da “lava jato” e previa a criação de um fundo a ser administrado pelo Ministério Público Federal para investir genericamente em “projetos de combate à corrupção”. O acordo gerou o montante de R$ 2,6 bilhões, que seria depositado na conta da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Depois de demonstradas diversas irregularidades, o fundo bilionário foi suspenso pelo ministro Alexandre de Moraes.