PREFEITA DE ANAPURUS USOU DINHEIRO DOS PRECATÓRIOS DO FUNDEF EM SERVIÇOS FANTASMAS

A Prefeitura de Anapurus, município localizado no Leste Maranhense, utilizou recursos dos precatórios do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) para realizar pagamentos por serviços fantasmas. A conclusão consta em uma auditoria do TCE (Tribunal de Contas do Estado) do Maranhão, realizada em outubro do ano passado.

Conforme o relatório,  a irregularidade ocorreu na gestão da prefeita Vanderly de Sousa do Nascimento Monteles, que é professora.

Sucedido pelo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica), o Fundef teve dívidas do poder público reconhecidas em decisão judicial favorável no STF (Supremo Tribunal Federal), que determinou que os recursos de complementação da União devem ser destinados, exclusivamente, à educação básica.

No caso de Anapurus, aponta a auditoria, dos mais de R$ 15 milhões recebidos dos precatórios do Fundef, a gestão Vanderly Monteles repassou ao menos R$ 351.940,05 para a empresa GPA Construções e Serviços Ltda – ME, que fica em Raposa, na Região Metropolitana de São Luís, sem a devida contraprestação dos serviços de reformas em escolas do município.

De acordo com o documento, a GPA recebeu exatos R$ 561.086,42 para realizar em diversas escolas da Zona Rural de Anapurus os serviços de pintura; cobertura e proteções; instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias; e de revestimentos e esquadrias.

Contudo, concluem os auditores do TCE-MA com base em verificação in loco aos locais e análise das planilhas de medição, apesar dos processos de pagamentos apresentados pela prefeitura garantirem que os serviços foram 100% concluídos, em pelo menos quatro unidades, apenas a pintura foi executada.

As escolas que deveriam ter sido reformadas, mas foram apenas pintadas, são: Pedro Francisco de Abreu, localizada no povoado Guadalupe; Domingos Garreto, no povoado São Cosme; José Ferreira do Nascimento, no povoado Lagoa dos Cigano; e Deputado João Castelo, que fica no povoado Água Rica.

O site ATUAL7 entrou em contato com a Prefeitura de Anapurus, por meio de formulário de contato disponível no site do Poder Executivo e de mensagem na página oficial da prefeitura no Facebook, únicos canais de comunicação disponibilizados ao público pela gestão Vanderly Monteles, mas não houve retorno até a publicação desta matéria.

Fonte: Atual7

8 comentários em: “PREFEITA DE ANAPURUS USOU DINHEIRO DOS PRECATÓRIOS DO FUNDEF EM SERVIÇOS FANTASMAS

  1. É de se encabular uma professora, roubar da própria classe!
    Senhora prefeita, de assim posso chamá-la, já fez história no seu município e com seus colegas de trabalho!
    Nossa justiça é muito falha deixar uma prefeitinha desclassificada, fazer isso com uma classe tal sofrida!
    Finalizo, dizendo poucas palavras a essa cidadã: “irás voltar ainda para uma sala, aonde não deveria ter saído e arrependeras da trairagem que fizeste”.

  2. Não por que eu seja professor municipal de uma cidade do estado, mas esses valores deveriam ser: 60% dos profissionais da educação e 40%, a gestão pra reforma escoalar, ou seja, gasto na educação, mas com muito investigação, pois ha sempre deavio por parte , de algumas gestões. Volto a dizer é por isso que educação, saúde e segurança no Brasil é precária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *