A CADA DIA, FLÁVIO DINO SE TORNA “UM POÇO DE CONTRADIÇÃO”

Que o governador do Maranhão, Flávio Dino, é um poço de contradição e sempre utiliza dois pesos e duas medidas, isso não é mais segredo para absolutamente ninguém, mas dia após dia, ele segue se superando.

Visivelmente incomodado com o desempenho da gestão de Eduardo Braide na capital maranhense, principalmente pelo protagonismo na vacinação, o comunista tem encaminhado alguns recados sugerindo uma aproximação e a realização de parcerias institucionais com a Prefeitura de São Luís.

Se fosse somente isso, a atitude seria até digna de aplausos, mas o problema é que quem está transmitindo os recados, tem deixado claro que se Braide quiser a tal aproximação, ele que tome a iniciativa de procurar o Governo Flávio Dino. Ou seja, Flávio Dino quer que Braide faça com ele o que ele jamais fez com Bolsonaro.

Sendo assim, para Dino o raciocínio é o seguinte: se for para fazer parceria com o Governo Federal, é Bolsonaro quem tem que procurar o comunista. Já se for para fazer parcerias com a Prefeitura de São Luís, é o comunista que precisa ser procurado pelo prefeito.

Vale lembrar que o governador, que jura ser democrático, jamais teve a dignidade de reconhecer e parabenizar a vitória de Eduardo Braide diante do seu consórcio de candidatos nas eleições da capital em 2020, algo que ele cobrou de Bolsonaro sobre as eleições dos EUA. Bolsonaro, posteriormente, parabenizou Joe Biden, já Dino se recusou a fazer o mesmo com Braide.

Pense no tamanho da empáfia do comunista.

Fonte: Jorge Aragão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *