A CÂMARA DE VEREADORES DE CODÓ ENVERGONHOU SEU POVO EM 2019

“A casa do povo”, ou melhor, a casa das confusões foi palco nesse ano de 2019 de embates que não foram em defesa do povo. Certamente o povo foi a figura mais esquecida nesses 12 meses de parlamento codoense e porque não dizer nesse pleito, composto por 17 parlamentares que se julgam defensores da sociedade naquela que não se pode mais chamar de um lugar pacato, pelo menos nos últimos 12 meses assim não devemos classificá-la.

O RECESSO NÃO DEIXARÁ SAUDADES

Na última terça (17), teve “mais uma sessão” e pelo visto o parlamento codoense ainda não entrou de recesso, alias, os vereadores ainda não deixaram de comparecer as segundas-feiras, de recesso mesmo eles sempre estiveram. Pelo comportamento dos nossos nobres representantes nos últimos tempos, o codoense não sentirá um pingo de saudade desse recesso que deveria ser eterno. Mas ano que vem os codoenses terão a oportunidade de lembrar quem de fato esteve ali representando o povo. Certamente, em Fevereiro todos retornarão aos “SEUS TRABALHOS” como costumam dizer, desta feita aproveitarão para pregar harmonia e tranquilidade, afinal em ano de eleição um político é capaz de qualquer coisa, ainda mais na casa legislativa codoense que é composta quase pela sua grande maioria por vereadores que nem profissão tem, ainda mais um outro trabalho qualquer que eles possam acordar cedo e cuidar de seus afazeres.

PARA ALGUNS, O RECESSO SERÁ ETERNO…

Para alguns parlamentares que ali estão, o recesso parlamentar será eterno a partir de 2021, simples explicar isso. Na casa legislativa codoense, o que mais se encontra é vereador “NÃO SEI” e desses “NÃO SEI” o parlamento já está cheio e o povo já sabe perfeitamente quem são essas figuras impolutas que de nada servem para continuarem na “CASA DO POVO” e ficar mais quatro anos dizendo apenas “NÃO SEI”.

CALADO, O CODOENSE VAI FALAR NAS URNAS

 O codoense está em silencio, mas como diz o ditado “vingança é um prato que se come frio” não dá mesmo para se manifestar, afinal, não existe manifesto maior do que o aquele que o eleitor responde quando está só ele e a urna. Enquanto isso, aguentar vereadores que apenas balançam a cabeça é a única alternativa. Que Deus abra e mente dessa gente, e salve os menos abastados que já não aguentam mais tanto “NÃO SEI” na casa legislativa codoense.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *