A HISTÓRIA CODOENSE E AS INSTITUIÇÕES CULTURAIS

Dr.-Mendes-300x266

Francisco Mendes

Quando retornei para a cidade de Codó, em uma tarde de um dia do mês de abril do ano de 2001, e após ter vivido por mais de dez anos na Cidade de São Luis-MA, trazia nos meus sonhos de juventude a ideia de criar junto com amigos, uma instituição que reunisse pessoas com o intuito de preservar os valores da cultura, das artes e do saber. Enfim, tinha a vontade de criar em minha terra, uma entidade para guardar a nossa história e os valores culturais do nosso povo.
No mês de agosto do ano de 2002, juntamente com os Escritores João Batista Machado, Ivonete Mendes de Sousa, Rosalva Komora, Dilma Holanda de Melo e outros amigos e após várias reuniões realizadas na Biblioteca Municipal “ Professor Fernando de Carvalho” e na União Artística Operária Codoense, fundamos a Associação Cultural “ Antônio de Almeida Oliveira ”( nome dado em homenagem a um grande intelectual e escritor codoense).
A Associação Cultural “Antônio de Almeida Oliveira”, após a sua fundação no de 2002, e já nos idos dos anos de 2003 a 2006, desempenhou um papel de grande importância na difusão dos valores culturais codoenses. Nesse período foram realizadas diversas atividades com o apoio da Entidade, tais como: Exposição e lançamento de livros, recital de poesias, exposição de trabalhos de artistas plásticos, apresentação de músicos e corais codoenses e outras atividades culturais. A Associação Cultural “Antonio de Almeida Oliveira” seria, portanto, a semente para a criação mais tarde de duas outras grandes Instituições Culturais de Codó: O Instituto Histórico e Geográfico de Codó-IHGC, no ano de 2006 e mais tarde no ano de 2015, a Academia Codoense de Letras, Artes e Ciências –ACLAC.
Como Cidadão codoense, participei ativamente das reuniões de organização e criação das três Instituições acima citadas e sempre que me vem a mente a ideia inicial, quando aqui cheguei no ano de 2001, fico emocionado e ao mesmo tempo feliz e realizado, pois que sei que tenho contribuído para o crescimento da minha cidade e para a preservação da história e da memória do Povo Codoense.
Na tarde de 30.01.2015, na solenidade de criação da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciências–ACLAC, realizada no Salão nobre da Prefeitura Municipal de Codó, quando fui empossado na Cadeira nº 04, a qual tem como Patrono o Codoense “Antônio de Almeida Oliveira”, senti-me na responsabilidade ainda maior de contribuir com todas as minhas vontades para que a Academia tenha por finalidade maior divulgar, difundir, irradiar e fazer com que o Povo codoense conheça ainda mais a sua história e seus valores culturais.
Portanto, todos nós codoenses temos que comemorar. Viva a nossa Associação Cultural “Antônio de Almeida Oliveira, viva o nosso Instituto Histórico e Geográfico de Codó, viva a nossa Academia Codoense de Letras, Artes e Ciências e viva a história e a cultura do Povo Codoense.
Codó-MA, 10 de Fevereiro de 2015
*Francisco Mendes de Sousa – É Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Maranhão e Advogado. É Sócio Fundador da Associação Cultural “Antonio de Almeida Oliveira, e da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciências –ACLAC.

Por. Francisco Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *