A SUBSERVIÊNCIA DO PROCON DE CODÓ EM RELAÇÃO AO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS É TÃO GRANDE QUE BEIRA A INCOMPETÊNCIA

Diante de tantas aberrações que acontecem em Codó, o PROCON do município parece que está CEGO, SURDO e MUDO. É exatamente assim que o codoense está vendo essa instituição que deveria receber uma credibilidade e tanto na cidade, porém não é isso que se tem visto. Ultimamente, o codoense tem se perguntado sobre o que o PROCON tem feito para penalizar os postos de combustíveis da cidade que praticam valores abusivos na cidade, enquanto em outros municípios os preços são justos.

COROATÁ

Em Coroatá, os preços do combustível em todos os postos está dentro do valor de mercado. Como nossos leitores podem observar na foto ao lado, existem postos que vendem gasolina até de R$ 4,47. A baixa do preço do combustível se dá por conta de um novo posto que chegou na cidade e o proprietário afirmou que vai continuar vendendo com esse preço, uma forma  de fazer com os outros empresários do ramo também cheguem num consenso.

ATÉ O POSTO FC EM COROATÁ

Estranhamente, até o Posto FC de Coroatá está vendendo combustível barato na cidade. Pasmem caros leitores, por lá, o litro da gasolina está sendo vendido a R$ 3,99 (três reais e noventa e nove centavos), isso mesmo, e em Codó o preço é R$ 4,79 (quatro reais e setenta e nove centavos). Porém, os consumidores de Codó estão a se perguntar: por que os postos FC também não vendem gasolina em conta em Codó?

SIM, CADÊ O PROCON?

Parecendo muito distante dos problemas que atingem a população, o PROCON de Codó demonstra sua subserviência. No passado, já teve até diretor da unidade que pediu afastamento por conta de ser proibido de fazer o trabalho como de fato deve ser feito. Atualmente, não se sabe o que se passa naquele órgão
que está se tornando apenas um balcão de emprego para políticos da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *