AGI Bank de Codó humilha e massacra trabalhador rural

Já conhecido por oferecer um atendimento ruim aos seus clientes, o Agi Bank de Codó está humilhando e massacrando um senhor de 60 anos de idade. Seu Raimundo Nonato Lima, lavrador, morador do povoado Lagoa, zona rural de Codó teve seu benefício concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social – INSS e seu benefício foi autorizado a ser recebido no Agi Bank.

Após ter sido concedido o benefício de aposentadoria, o trabalhador rural foi encaminhado ao Agi Bank pelo próprio INSS para receber seu benefício. Ao chegar lá na quinta-feira (28), ás 09 horas da manhã, já encontrou dificuldades até mesmo para o atendimento por parte dos servidores, segundo ele. O trabalhador ficou até as 18 horas e não conseguiu ser atendido. Para fazer o saque na referida agência é necessário que seja feito um cadastro com reconhecimento facial, foi aí onde iniciou o problema. O sistema do Agi Bank não conseguia realizar o reconhecimento facial do aposentado e os servidores alegam que isso pode ser por conta de que o idoso tem um problema em um de seus olhos. “eu tentei fazer demais esse negócio e não conseguiram, foi demais, e o pessoal só me dizendo que já foi prá cima, já foi pra cima”, disse ele referindo-se aos funcionário quando falava com ele que aguardava sair o resultado da tal biometria. O que mais impressiona é que o idoso tem sua biometria com reconhecimento facial no sistema GOV.BR, o sistema do Governo Nacional, e no sistema do Agi Bank não conseguiu.

VOLTOU NA SEXTA 29

Hoje (29), o aposentado voltou à agencia do Agi Bank de Codó para tentar sacar o seu dinheiro e mais uma vez a situação não foi resolvida. “Hoje quando fui de manhã me disseram que estava esperando uma ligação de São Paulo. Eu fiquei lá ontem, fiquei hoje até 14h e todo esse tempo sem comer nada. Lá em casa, tô sem nada, não tem nada pra comer, eu não sei o que fazer mais” finalizou ele.

RECLAMAÇÕES

O idoso disse ainda que sentiu-se constrangido quando tentaram por várias vezes fazer o reconhecimento facial dele. ” Eu já tava com vergonha porque tenho esse problema no meu olho e tava todo mundo me olhando” disse ele meio sem jeito em conversa com o blog. Já são várias as reclamações com a agência do Agi Bank de Codó. Outras pessoas já entraram em contato com o BLOG DO DE SÁ para fazer esse mesmo tipo de denúncia. O banco disse ao idoso que, o que tinha de fazer já foi feito e não deu prazo para solucionar o problema. O BLOG DO DE SÁ deixa o espaço aberto para quaisquer esclarecimento por parte do Agi Bank de Codó.

 

2 Responses

  1. Alguma coisa errada não está certa. Por que o servidor do INSS direcionou ao aposentado o banco ? Não seria uma escolha do aposentado o banco? Muito estranho isso. Merece investigação pra saber se alguém não está ganhando com isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *