ALÔ MINISTÉRIO DO TRABALHO: FUNCIONÁRIOS DA FÁBRICA DE CIMENTO NASSAU DE CODÓ ESTÃO AO “DEUS DARÁ”

nassau-cimento-codo

Nassau de Codó

Parece que as coisas não melhoraram para os trabalhadores da fábrica de Cimento Nassau de Codó. O blog recebeu informações de empregados de lá esta semana, dizendo que a cada dia que passa a situação fica pior. De acordo com diversos trabalhadores da fábrica que entraram em contato com o titular do Blog, todos eles estão há quase três meses sem receber um centavo. Para não dizer que são todos que estão sem receber, apenas alguns que vão procurar a gerência são atendidos em suas reivindicações, o que deixa todos os demais revoltados com a atitude.

FALTA MATERIAL DE SEGURANÇA DE TRABALHO.

De acordo com os trabalhadores, outro problema grave na fábrica de Cimento Nassau de Codó é a falta de equipamentos de segurança para o serviço, como botas rasgadas, calças etc. Nós estamos usando uma máscara descartável durante uma semana. Isso é inadmissível. Além disso, tem nosso dinheiro, que já caminhamos para o terceiro mês sem receber, disse um empregado ao blog do de Sá.  Eles relatam ainda que a cada dia as cobranças só aumentam por parte do diretor geral da empresa, o que deixa os empregados ainda mais revoltados, pois não recebem seus vencimentos e são cobrados constantemente.

FALTA DE SEGURANÇA NO LOCAL DOS EXPLOSIVOS.

O mais grave de tudo isso é também a falta de segurança no local onde são guardados os explosivos. Desde quando o local foi roubado por bandidos há meses, a empresa nunca se preocupou em colocar uma maior segurança no local, ou seja, quem trabalha lá fazendo a vigilância dos explosivos corre um grande risco.

De acordo com uma fonte do blog, todos os explosivos estão expostos sem nenhuma segurança e qualquer momento os vigilantes temem a visita inesperada de bandidos novamente. O blog está à disposição dos diretores da fábrica de Cimento Nassau de Codó sobre está postagem.

4 comentários em: “ALÔ MINISTÉRIO DO TRABALHO: FUNCIONÁRIOS DA FÁBRICA DE CIMENTO NASSAU DE CODÓ ESTÃO AO “DEUS DARÁ”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *