ALÔ PREFEITURA: CEMITÉRIO CENTRAL DE TIMBIRAS VIROU CRIADOURO DE MOSQUITO DA DENGUE

Na manhã deste sábado, 13, a reportagem do site oitimba recebeu uma denúncia a respeito do Cemitério Central de Timbiras, próximo ao estádio Alvinzão. De acordo com o denunciante, vários vasos e recipientes estariam acumulando água, o que pode potencializar a proliferação de dengue no bairro Olaria e parte do centro da cidade, com risco de o mosquito transmissor da moléstia se proliferar por outras regiões da área urbana.

A reportagem esteve no cemitério e comprovou a existência de vários locais que podem se tornar criadouros do mosquito da dengue, assim como de outras doenças que possam ser transmitidas por ele como a zika e a febre Chikungunya.
Logo na chegada, constatamos a gravidade do problema, são vários os potenciais criadouros do mosquito espalhados por todo o cemitério, a maioria deles deixados por familiares dos mortos no último dia 02 de novembro quando prestaram suas homenagens aos falecidos por ocasião do dia de finados, colocando junto aos túmulos recipientes que acumulam água, como vasos, floreiras e pratos. Mas, como sabemos, a administração municipal é a grande responsável pelo estado de abandono do local já que não disponibiliza nenhum servidor público para fiscalizar e acompanhar de perto as normas que devem ser seguidas por todos.

O cemitério de Timbiras há muito tempo está dominado por usuários de drogas que assumiram o comando e transitam livremente com o aval das autoridades constituídas, é comum a reclamação de moradores que se sentem incomodados com tais presenças. A situação fica pior ainda quando a vegetação cresce, apresentando muitos perigos, como por exemplo, o risco de mordidas de cobra em pessoas que visitam o local.
Uma idosa, que relata visitar frequentemente o local fúnebre, diz ajudar como pode. “Quando vejo algum pote acumulando águas, eu vou e derramo, mesmo não sendo de ninguém da minha família” frisou a aposentada.
O risco é grande e providências imediatas terão que ser tomadas pelas autoridades sanitárias do município. Que seja logo, antes que seja tarde.

ASSISTA MATÉRIA COMPLETA NO VÍDEO ABAIXO:

Fonte: Oi Timba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *