ARTIGO DE FLÁVIO DINO: HOSPITAIS DE VERDADE

Inauguração do Hospital de Caxias foto Gilson Teixeira (14)

Gov. Flávio Dino

Até agora, já abrimos as portas do Hospital Regional de Pinheiro, com 116 leitos de internação; do Hospital Regional de Caxias, que atende mais de 783 mil pessoas; do Hospital Regional de Imperatriz, que já é referência para atendimento em 43 cidades; e o Hospital Regional de Santa Inês, com 116 leitos.Um dos desafios que tenho enfrentado na gestão do Maranhão é a conclusão de obras inacabadas e a correção de coisas malfeitas. Tem dado muito trabalho, mas temos avançado bastante, como bem demonstra a inauguração de 100 obras, somente no mês de agosto.
Nos próximos dias, irei inaugurar mais um hospital regional, desta vez em Bacabal, que será o quinto concluído e entregue em nossa gestão. São hospitais que funcionam de verdade, com equipamentos, profissionais e especialidades. E somados às UPAs e ao trabalho da Força Estadual de Saúde formam o esforço do Governo de Todos Nós para garantir um atendimento digno a todos.

Hospital-Dr.-Jackson-Lago-em-Pinheiro-1

Hospital

O modelo de hospital regional foi lançado no Maranhão pelo governador Jackson Lago, que fez o primeiro, em Presidente Dutra, que agora estamos reformando. Depois de anos de uma política equivocada, que consumiu centenas de milhões de reais em negócios mal explicados, retomei o caminho correto e priorizei a conclusão e funcionamento dos hospitais regionais. Até agora, já abrimos as portas do Hospital Regional de Pinheiro, com 116 leitos de internação; do Hospital Regional de Caxias, que atende mais de 783 mil pessoas; do Hospital Regional de Imperatriz, que já é referência para atendimento em 43 cidades; e o Hospital Regional de Santa Inês, com 116 leitos. Nesse espírito de priorizar o que é certo, estamos agora com foco nas obras dos Hospitais Regionais de Chapadinha e de Balsas.
Além do Hospital Regional de Presidente Dutra, estamos reformando o Hospital Geral, que em breve passará a ser, de verdade, um hospital específico para tratamento do câncer. Para ampliar a capacidade da rede, nosso governo também está investindo em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Em parceria com as prefeituras, já inauguramos UPAs em Açailândia, Imperatriz e Caxias, além da reforma das UPAs da capital.
Para garantir os cuidados necessários para nossas crianças, construímos a nova Casa da Gestante em Imperatriz e ampliamos o Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, em São Luís, que agora conta com tomógrafo com capacidade de 400 atendimentos mensais, além de 22 leitos da UTI neonatal e oito da UTI pediátrica. Em parceria com a prefeitura, estamos construindo o novo Hospital da Criança em São Luís, uma unidade que vai servir a dezenas de cidades do nosso Estado.Graças a Deus, ainda teria muito do que falar: Centro NINAR para crianças com problemas de neurodesenvolvimento; obra do novo Hospital do Servidor; Maternidade Nossa Senhora da Penha; Centro de Imagens em Tuntum; Radioterapia em Imperatriz; Centro de Especialidades em Barra do Corda; além de dezenas de convênios com estabelecimentos particulares e municipais.
Friso que, para garantir a continuidade e ampliação de serviços de saúde, nosso governo tem lutado pelo aumento do repasse de recursos federais. Segundo estudo que realizamos, o estado deixou de receber R$ 8 bilhões desde que foi implementado o SUS (Sistema Único de Saúde), pelo subfinanciamento do repasse federal devido ao nosso estado.
Como todos podem ver, são dezenas de ações simultâneas. Esse é o caminho correto para mudar a realidade em um estado que foi condenado a tantos anos de atraso. Mas agora, com muito esforço coletivo, vamos construindo um Maranhão melhor para todos nós

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *