ATENÇÃO GOVERNADOR FLÁVIO DINO: O 17° BATALHÃO DA POLÍCIA DE CODÓ ESTÁ PARA FECHAR AS PORTAS

índice

Imagem meramente ilustrativa

Não dá mais para estar tentando tapar o sol com a peneira, e muito menos estar colocando a culpa no governo passado, afinal quem é governador agora é Flávio Dino e não mais Roseana Sarney. Portanto, Flávio Dino que é o responsável pelo Estado, ele é quem tem que arregaçar as mangas e fazer valer o mandato que o povo lhe deu.

DIFICULDADES PARA TRABALHAR

O comando da Polícia Militar de Codó está sofrendo as consequências das mãos pesadas do governador Flávio Dino. O governo cortou a verba que era enviada todos os meses ao comando de Codó. Nos meses de novembro e dezembro o Governo do Maranhão não enviou um centavo para Codó, e sendo assim o comandante fica de mãos atadas sem poder fazer nada, nem mesmo o conserto de uma viatura, que por ventura venha a quebrar. O comandante não dispõe de recursos para serviços básicos do dia a dia do batalhão. Atualmente a cidade de Codó conta com 06 viaturas. Ou seja, uma cidade com 120 mil habitantes conta com essa quantidade de viaturas, sendo que nem todas estão funcionando. Outra grande dificuldade enfrentada pelo comando em Codó é com os policiais que são de outras cidades. Esses policiais estão tendo que tirar do próprio bolso para se alimentar, porque se depender do governo do estado todos eles terão que trabalhar sem comer. Não se faz segurança pública contendo gastos. Em outras áreas pode até ser, mas segurança pública jamais.

RECEBENDO AJUDA DE EMPRESÁRIOS.

Chega a ser vergonhoso para o Governo do Maranhão a situação em que se encontra a segurança publica atualmente. Recentemente estive em conversa com um empresário amigo e que se solidarizou com a situação caótica da polícia em Codó, e fez a doação de alguns pneus para que fossem colocados nas viaturas da Polícia Militar no município. Muito louvável a atitude do empresário, mas vergonhoso para um governo que vive dizendo que a segurança publica melhorou. Isso não existe, isso é pura balela,isso é brincar com os policiais militares e ainda mais com a população maranhense.

GREVE DOS MILITARES.

Hoje (09) vai acontecer agora pela manhã uma reunião no comando geral da PM em São Luís com todos os comandantes de unidades do interior. O assunto principal foi para saber como o governo vai se posicionar perante a uma nova greve que está prevista para acontecer no meio militar, mas isso é assunto para uma outra postagem, que já estamos levantando dados para fazer aqui no Blog do de Sá.

3 comentários em: “ATENÇÃO GOVERNADOR FLÁVIO DINO: O 17° BATALHÃO DA POLÍCIA DE CODÓ ESTÁ PARA FECHAR AS PORTAS

  1. Caro colega De Sá, é triste essa situação da segurança no Estado, principalmente em nossa região (cocais). Sua matéria retrata o verdadeiro estado de segurança hoje em nosso município. Ressalto ainda, Leandro, que o batalhão da PM em Codó, não faz só a segurança da cidade de Codó, mas dos distritos (como Cajazeiras a 80KM) que esta abandonado e das cidades vizinhas (como Timbiras).
    Portanto, retirar recursos da segurança publica é expor a população a criminalidade e a violência, é abandonar as famílias e deixá-las desprotegidas.

    Um recado ao Governador Flávio Dino! Caro Governador, não faz sentido V.Ex. falar que o democrático pedido de IMPITIMAM da presidente Dilma é um golpe, sé é um golpe, é um golpe nas pretensões OBSCURAS do PT para com o nosso país. Esse governo (do PT, DA DILMA, DO LULA E SUAS LAIS) quebraram financeiramente nossa nação, e as poucas empresas publicas que restaram (como até então lucrativa Petrobras) hoje falida.
    O atual governo, tem dificultado governabilidade dos estados dos município, principalmente o Estado do Maranhão um dos mais pobres da federação, que contam o constitucional repasse do governo federal para sanar suas despesas e fazer investimentos. Por tanto, nobre governador, não dá para engolir sua posição de defesa do que é indefensável, só por questões de politicagem. A política séria, pede a expulsão dessa quadrilha que esta instalada no Governo Federal, Senhor Governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *