AUDIÊNCIA SOBRE SEGURANÇA: VEREADOR PASTOR MAX TONY LAMENTA AUSÊNCIA E APRESENTA SUAS PREPOSIÇÕES

audi1

Ver.Max,

Na oportunidade da Audiência sobre Segurança Pública, ocorrida no último dia 7 na Câmara Municipal de Codó, O vereador Pastor Max (PT do B) discutiu sobre a situação com as autoridades presentes e colocou alguns pontos importantes que podem ajudar no combate a violência. “O estado de medo em que vivemos é uma questão social, sim é verdade, é um problema de saúde pública, e muitas vezes familiar, e até mesmo espiritual. Pois quantas vidas não têm sido resgatadas através da Igreja do Senhor Jesus? Mas é preciso esclarecer que também que é uma questão estrutural e isso é inquestionável”, pontuou o edil.

Condições de trabalho para as forças de segurança

O Vereador preconizou sobre a urgência em novos investimentos para as forças de segurança do Estado, o que irá refletir diretamente na melhora da segurança nos municípios maranhenses. “É nítido que falta condições de trabalho para que nossos bravos policiais, tanto militares quanto civis, exerçam seu papel institucional com sucesso e dando uma resposta satisfatória para nossa sociedade. A atual situação não é culpa do atual governo, mas sim é a soma da falta de investimentos em segurança ao longo de muitos anos”.

Ausência do Secretário de Segurança Pública

O parlamentar lamentou a ausência do Secretário de Segurança Pública do Estado na audiência. “O pior é que nós vamos reivindicar para quem não tem o poder de resolução. Daí me entristece a ausência do Secretário de Segurança, mesmo que ecoando nos seus ouvidos lá em São Luís, no seu gabinete com ar condicionado, mas não é a mesma coisa se ele estivesse aqui para sentir na pele o que o povo de Codó está sentido”.

Veja algumas demandas e propostas apresentadas pelo vereador Pastor Max

– Mais dois distritos policiais na sede do município, principalmente em bairros populosos e grande vulnerabilidade social como Codó-Novo e Trizidela.
– Mais investigadores
– Subdelegacias nos Distritos de Cajazeiras e Km 17
– IML com peritos que atendam a demanda e dê uma resposta rápida para nossa sociedade.
Alerta Social
– Na Escola Renato Archer os vândalos tomaram de conta da quadra da escola. Lá eles são quem dizem se os alunos vão usar ou não aquela quadra.
– Na Escola Priscila Reis eles acabaram com a quadra da escola (derrubaram muros, quebraram lâmpadas, usam drogas dentro da escola e os professores não podem dizer nada que são ameaçados. Para nosso espanto senhores, já foi visto até relação sexual durante o dia na frente das turmas de crianças. É um absurdo.
– Na quadra do São Vicente Pallotti eles também tomaram de conta de uma quadra nova que já está totalmente depredada e não deixam os alunos usarem.
– Precisamos de um Centro de Ressocialização que realmente cumpra com seu papel institucional e social e não apenas sirva como depósito de gente.
Eu me pergunto, será que isso resolverá o problema do homem corrompido pelo pecado? Talvez não, mas dará uma resposta satisfatória para nosso povo e garantirá o direito estabelecido em nosso constituição de oferecer segurança para todos.
Ascom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *