PELA ESCOLHA DO VICE E OUTRAS RAZÕES, ZITO ROLIM PODERÁ ENFRENTAR A ELEIÇÃO MAIS DIFÍCIL DE SUA VIDA

Agora é aguardar a convenção do médico José Francisco amanhã quarta-feira (16). A política de Codó está quente, fervendo, e certamente essa será a eleição mais difícil da vida do ex-prefeito Zito Rolim.  A verdade é que durante muito tempo, o próprio prefeito de Codó, na maioria das vezes usando até em termo de deboche, desdenhou da oposição do município. Agora como nenhum deles, resolveu deixar a oposição e seguir seus ideais, o próprio prefeito ontem no discurso na convenção usou de um pouco de desdém para aqueles que ousam partir pra cima dele e do agora candidato Zito Rolim, mas existe aquele ditado popular “quem desdenha, quer comprar”, isso é fato.

QUEM O ESCOLHEU?

Pelo que fala a imprensa, mais precisamente aquela que é paga pelo governo atual, quem escolheu o vice de Zito Rolim foi o atual prefeito de Codó que teve que desistir por falta de aceitação, caso tenha sido ele, mais uma vez o prefeito de Codó poderá ter dado um tiro no pé e desta vez tão pior quanto muitas outras que já deu. Não podemos tirar a seriedade e a vida ilibada de Jadiel Reis, mas politicamente falando de nada somou na chapa com Zito Rolim, pois Jadiel não conseguiu nem mesmo se eleger para vereador nas últimas eleições, isso significa que não tem tanta aceitação assim. Além disso, Jadiel Reis já é do grupo, e se já é do grupo não faz tanta diferença.

VAMOS AGUARDAR E VER

Em política tudo é possível, por isso, vamos aguardar e ver como será o desenrolar disso. Diferente de Jadiel, Zito Rolim tem uma aceitação muito grande, mas vai brigar com toda oposição unida que pelo que se percebe, desta vez os líderes da oposição não estão de brincadeira e vão partir pra cima com força total. Além disso, Zito Rolim terá também a eleição mais cara de sua vida, afinal, o atual prefeito e seu pai, o empresário FC OLIVEIRA não terão interesse nenhum em gastar um centavo sequer com Zito Rolim.

PERITORÓ, GOV. ARCHER E MAIS 55 MUNICÍPIOS DEIXAM DE RECEBER RECURSOS POR CONTA DE CONVÊNIOS SUSPEITOS

A CGU (Controladoria-Geral da União) no Maranhão conseguiu evitar o repasse de cerca de R$ 17 milhões a 57 municípios no estado, que seriam feitos entre 2019 e este ano, por meio de convênios celebrados em 2018 com o Ministério do Meio Ambiente para elaboração de diagnósticos ambientais.

A descoberta foi feita por meio de auditoria do órgão, aberta após a constatação de indícios de irregularidades apontados em denúncia feita à Promotoria de Justiça de Açailândia.

O cancelamento do repasse se deu após recomendações da CGU-MA à Secretaria de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental – gestora do Programa Nacional de Recursos Hídricos –, atualmente vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional.

Na auditoria, a CGU-MA identificou direcionamento na celebração dos convênios com os 57 municípios, além de ineficácia dos repasses para a promoção da conservação, recuperação e uso racional dos recursos hídricos.

De acordo com as apurações, a escolha dos locais de intervenção da política pública se assentou em bases equivocadas, bem como o diagnóstico ambiental realizado a partir dos perímetros municipais revela-se sem utilidade alguma para as políticas públicas de desenvolvimento social e de meio ambiente, saneamento e recursos hídricos.

Chamou atenção ainda a pactuação uniforme do valor aproximado de R$ 300 mil, independente da extensão territorial e do volume de água a ser mapeado em cada município. Os auditores da CGU-MA detectaram também diversas irregularidades na contratação desses serviços pelos entes municipais como: termos de referência mal formulados, com padrão único para todos os municípios – apesar das peculiaridades de cada circunscrição municipal –, sendo 43 termos emitidos por apenas três profissionais diferentes, o que levantou suspeitas de direcionamento do processo desde a pactuação dos convênios de repasse.

Abaixo a relação completa dos municípios que tiveram o repasse suspenso devido à atuação da CGU-MA:

  1. Afonso Cunha;
    2. Altamira do Maranhão;
    3. Alto Alegre do Maranhão;
    4. Alto Alegre do Pindaré;
    5. Amarante do Maranhão;
    6. Bacurituba;
    7. Bela Vista do Maranhão;
    8. Belágua;
    9. Bequimão;
    10. Bernardo do Mearim;
    11. Boa Vista do Gurupi;
    12. Buritirana;
    13. Cajari;
    14. Campestre do Maranhão;
    15. Centro do Guilherme;
    16. Chapadinha;
    17. Cidelândia;
    18. Feira Nova do Maranhão;
    19. Governador Archer
    20. Governador Luiz Rocha;
    21. Governador Newton Bello;
    22. Igarapé do Meio;
    23. Itapecuru Mirim;
    24. João Lisboa;
    25. Joselândia;
    26. Lago do Junco;
    27. Lago Verde;
    28. Lagoa do Mato;
    29. Lajeado novo
    30. Maracaçumé;
    31. Maranhãozinho;
    32. Matinha;
    33. Montes Altos;
    34. Nina Rodrigues;
    35. Olinda Nova do Maranhão;
    36. Parnarama;
    37. Passagem Franca;
    38. Paulino Neves
    39. Pedro do Rosário;
    40. Penalva;
    41. Peri Mirim;
    42. Peritoró;
    43. Pirapemas;
    44. Presidente Juscelino;
    45. Ribamar Fiquene;
    46. Santa Filomena do Maranhão;
    47. Santo Amaro do Maranhão;
    48. São Pedro da Água Branca;
    49. São Raimundo das Mangabeiras;
    50. São Raimundo do Doca Bezerra;
    51. Satubinha;
    52. Sucupira do Norte;
    53. Trizidela do Vale;
    54. Turilândia;
    55. Urbano Santos;
    56. Viana;
    57. Vila Nova dos Martírios.

Foto: fozzie_slz

 

TCU ENTREGA AO TSE LISTA COM 658 GESTORES INELEGÍVEIS NO MARANHÃO

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Mucio Monteiro, entregou, nesta segunda-feira (14), ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, a relação com o nome de quase oito mil gestores públicos que tiveram suas contas julgadas irregulares pela Corte de Contas.

No Maranhão, são 658 gestores nessas condições. Em tese, nenhum deles pode ser candidato nas eleições deste ano, mas a declaração de inelegibilidade só poder ser confirmada pela Justiça Eleitoral.

A data da entrega da lista ao TSE, que originalmente acontece até o dia 15 de cada ano eleitoral, neste ano, em decorrência da pandemia de Covid-19, foi prorrogada para até o dia 26 de setembro, de acordo com a Resolução TSE 23.627/2020.

Na segunda-feira (14), a região Nordeste aparece com 2.924 nomes na lista, seguida pela região Sudeste, com 1.685 gestores. As regiões Norte e Centro-Oeste trazem, respectivamente, 1.317 e 826 nomes. Já no Sul aparecem 582 pessoas. Como a lista é dinâmica, esses números podem sofrer alterações diariamente. O TCU fará a atualização diária desses dados até o último dia do ano. Cabe à Justiça Eleitoral, dentro dos critérios legais, declarar ou não a inelegibilidade desses gestores.

A lista contempla todos os responsáveis que tiveram suas contas julgadas irregulares com trânsito em julgado a partir de 15/11/2012 (últimos 8 anos). Após sua disponibilização, a lista será atualizada diariamente.

Como acessar a lista

O Tribunal disponibiliza a lista de responsáveis com contas julgadas irregulares, em tempo integral, na página https://contasirregulares.tcu.gov.br/

Para acessar os dados segmentados por ano, estado, município, entre outros tipos de relatórios, acesse: https://contasirregulares.tcu.gov.br/ordsext/f?p=105:16

Veja também a cartilha que o TCU preparou sobre o tema.

Fonte: Gilberto Léda

QUAL SUA OPINIÃO, GOSTARAM DO VICE DE ZITO ROLIM?

Em convenção que ainda está senda realizada em Codó, o prefeito da Cidade, Francisco Nagib, acabou de anunciar o vice na chapa liderada por Zito Rolim. O ex-vereador Jadiel Reis  (PDT),  será o vice na chapa de Zito Rolim que vai mais uma vez concorrer ao cargo de prefeito de Codó. Uma coisa o codoense fica a se perguntar: Jadiel Reis, que faz parte do grupo há muito tempo, soma alguma coisa?

ELEIÇÕES 2020: VICE DE DR. JOSÉ FRANCISCO EM CODÓ PODERÁ SER CAMILO FIGUEIREDO

Ao começar está matéria quero me redimir aos meus milhares de leitores pelo Maranhão a fora, e especialmente com os meus leitores em Codó. Digo isso não por uma falha em quaisquer postagem que fizemos; não é nada disso. A credibilidade que nossos leitores amigavelmente nos atribui é algo incontestável, e agradecemos a todos por disso.  O fato é que eu desacreditei (como a maioria) na união do Grupão em Codó.  Fizemos diversas matérias nesse sentido. Agora não poderia deixar de parabenizar seus líderes pela aliança que hoje firmaram. Agora a oposição está unida, coisa que o codoense, inclusive eu, não acreditava.

 MAS VAMOS AO QUE INTERESSA.

Uma fonte ligada ao médico Dr. José Francisco e ao ex-deputado Camilo Figueiredo, relatou agora à tarde ao BLOG DO DE SÁ que Camilo poderá ser o vice na chapa comandada pelo médico codoense. Hoje mesmo, como nossos leitores podem ver acima, o próprio Dr. José Francisco já esteve reunido com o ex-deputado, e pelo que se percebe chegaram a um consenso no qual Camilo poderá ser o vice na chapa de Zé Francisco.

O GRUPÃO VESTIU CALÇA DE MACHO

O grupão “LIBERTA CODÓ”  começou a mostrar que vem com tudo para cima de Zito Rolim e Francisco Nagib. Somando todos os votos da oposição de Codó (que passam dos 30 mil votos) e são pessoas que não votam em Zito e Nagib de forma alguma, a oposição já sai na frente. Além disso, tem o desgaste do atual prefeito e do próprio Zito por estar atrelado a Nagib, e isso não é bom para o grupo da situação que pretende continuar no comando do município de Codó. O grupão mostrou ao codoense que desta vez a oposição vai marchar unida rumo à prefeitura de Codó.

E SE FOR CAMILO MESMO?

Se isso acontecer o médico codoense José Francisco vai ficar mais forte do que nunca. Vem ele com apoio de Biné, ex-prefeito e homem de quase 20 mil votos, Chiquinho do SAAE, Pedro Belo e somados tudo isso, esse mesmo povo conseguiu mais de 30 mil votos nas eleições passadas. É aguardar e esperar o desenrolar das negociações até quarta-feira (16).

MOTORISTA MORRE ESMAGADO APÓS CAMINHÃO TOMBAR EM AÇAILÂNDIA

Na BR 222, em Açailândia, um caminhão do tipo prancha, que transportava um veículo automotor amarelo da marca Hyundai, saiu pela tangente numa curva, na altura do Km 652, por volta das 10h20 do domingo (13).

A carga transportada se deslocou para a cabine do caminhão, deixando o condutor Wallace Nascimento Castro, de 34 anos, preso às ferragens, vindo a óbito no local.

Foi necessário a presença de uma guarnição do corpo de Bombeiros, que utilizou o desencarcerador para a retirada do corpo.

A PRF insvestiga o motivo que ocasionou a saida de pista do caminhão, não sendo descartada a possibilidade de velocidade incompatível para o local.

Fonte: Neto Ferreira