BOMBA EM ESPERANTINÓPOLIS: SERVIÇOS MÉDICOS VÃO CUSTAR QUASE R$ R$ 4 MILHÕES, MAS A EMPRESA NÃO TEM ESSA ATIVIDADE

A Prefeitura de Esperantinopólis contratou o Instituto Viver, conhecido como Iviver, para garantir serviços médicos no município.

O valor do contrato é de nada menos do que R$ 3,9 milhões.

Segundo informações, o Instituto, que fica localizado no Edifício Carrara, em São Luís, prestará serviços por 12 meses.

O acordo contratual foi teve o aval da secretária de Saúde, Rosângela Félix Soares.

Blog do companheiro Neto Ferreira apurou que o Iviver também foi contratada pela Prefeitura de São João Batista no ano passado. Mas o objeto contratual era totalmente diferente do firmado em Esperantinopólis.

Em São João Batista, o Instituto, dos sócios Sheyla Yonara Dantas de Farias e Fabrício Rezende Mota, executou serviços de locação de mão-de-obra terceirizada. As informações estão disponibilizadas no site do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A reportagem também verificou que entre as atividades cadastradas junto a Receita Federal pela empresa ludovicense não há serviços médicos.

Fonte: Neto Ferreira

Um comentário em: “BOMBA EM ESPERANTINÓPOLIS: SERVIÇOS MÉDICOS VÃO CUSTAR QUASE R$ R$ 4 MILHÕES, MAS A EMPRESA NÃO TEM ESSA ATIVIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *