CASAMENTO COMUNITÁRIO É REALIZADO EM PORÇÃO DE PEDRAS

casamento-comunitario

Foto do evento

A Comarca de Poção de Pedras realizou o primeiro casamento comunitário desde a sua emancipação política, há 51 anos. E quem coordenou o histórico ato cívico foi a juíza titular Tereza Cristina Franco Palhares.O evento em Poção de Pedras encerrou uma série de casamentos realizados na região do Médio Mearim. Os outros foram em Esperantinópolis, São Roberto e São Raimundo do Doca Bezerra.

Participaram 183 casais, numa grande festa realizada na quadra de esportes do município,a solenidade contou com a presença do corregedor-geral da Justiça, desembargador Cleones Cunha. Em sua fala, ele destacou que “embora a maioria dos casais estivesse oficializando a sua união apenas naquela oportunidade, já conheciam a rotina de um casamento, sendo certo que é necessário respeito entre o marido e a mulher para que haja harmonia no lar”.

O casamento comunitário em Poção de Pedras contou com a colaboração de cinco juízes de outras comarcas: Rômulo Lago e Cruz (Esperantinópolis); Marco Adriano Ramos Fonseca (1ª Vara de Pedreiras); Cristóvão Sousa Barros (3ª Varas da Comarca de Pedreiras), Paulo Roberto Brasil Teles de Menezes (Maracaçumé); e Raquel Araújo Castro Teles de Menezes (Governador Nunes Freire).

Além dos magistrados, participaram da solenidade a promotora de Justiça titular de Poção de Pedras, Elisete Pereira dos Santos, e o promotor de Justiça da Comarca de Esperantinópolis, Paulo Roberto da Costa Castilho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *