A COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE CODÓ NÃO ESTÁ SE COMUNICANDO

Não sei,  e nem mesmo os secretários que compõem o governo José Francisco, em Codó, sabem quem cuida da “DESASTROSA” comunicação do governo “CIDADE DE TODOS”, bem na Terra dos Cocais banhada pelas águas dos afluentes Itapecuru e Codozinho. Quando dizemos não saber quem são os detentores desse setor, é porque nem mesmo uma nota de esclarecimento, um comunicado, um convite ou qualquer coisa que venha a ser de interesse para o conhecimento da sociedade é enviado para a imprensa de Codó. E olha que isso é algo primordial  em uma assessoria política, ainda mais de uma cidade grande como Codó.

DESASTRES E MAIS DESASTRES

Quando o prefeito precisa explicar pessoalmente algo à população de Codó, é convocada uma coletiva, mas apenas um profissional da comunicação recebe o aviso, nem mesmo os veículos que compõem a base aliada do governo ficam sabendo das ações que precisam ser divulgadas. Enquanto a população está a todo instante à procura de alguma informação sobre dados do Coronavírus em seus referidos municípios, em Codó nem mesmo um boletim atualizado é divulgado aos moradores pela assessoria de comunicação da prefeitura de Codó, que mais uma vez frisamos, ninguém sabe quem é.

A COMUNICAÇÃO NÃO SE COMUNICA

Alguém já ouviu dizer que comunicador é um profissional que se comunica? Pois é, enquanto a assessoria de comunicação do prefeito José Francisco não se comunica com a imprensa local, os jornalistas de Codó querem saber quem é o responsável por esta pasta, que não está repassando as ações do governo municipal a todos os veículos de Codó (cumprindo assim com o princípio da transparência e da utilidade pública). A assessoria do prefeito parece que ainda vive a culpar o ex-prefeito Francisco Nagib, por isso, ou por aquilo e esquecem que a mídia institucional do governo precisa chegar a todos os veículos da imprensa, para que assim possa ser amplamente divulgado à população que precisa de informações obrigatórias.

PODERÁ PERDER MUITO COM ISSO.

Caso o prefeito de Codó não meta a cara e resolva a situação de sua mídia institucional, cairá no descrédito sem muita demora como já vem caindo em muitos setores, o da saúde sendo o principal exemplo de desorganização. Nesse momento de pandemia, informar à população sobre os feitos do governo, seja na área da saúde ou em qualquer outra área, é essencial para a plena eficácia das ações. Uma coisa o prefeito de Codó, e parte de sua equipe, parece que ainda não entendeu: o povo de Codó o elegeu porque não queria mais o ex-prefeito Nagib, então esqueçam o Nagib, até parece que a mídia mal feita do prefeito divulga mais o ex-prefeito Nagib do que o próprio gestor atual. Já chegou a hora do atual gestor entender que nem todos que criticam seu governo querem fazer parte dele. SIMPLES ASSIM…

“UM MARANHÃO RICO”, SÓ MESMO NA PROPAGANDA DE FLÁVIO DINO…

Na propaganda do Governo do Flávio Dino, “o Maranhão é o estado de melhor desempenho no combate ao coronavírus”.

Aí vem o Jornal Nacional e mostra que aqui se registra o SEGUNDO pior desempenho nacional na vacina e o aumento diário dos casos vai até a 165% – o Maranhão está vermelhinho no mapa do JN há mais de duas semanas. Para virar bandeira do PCdoB falta só a foice e o martelo.

Em outra propaganda, diz que o Maranhão bateu todos os recordes de geração de emprego, o foi o que mais teve carteiras assinadas, etc e tal.

Vem o IBGE e mostra que aqui metade das pessoas não têm ocupação e que dentre os 28 estados mais DF, fomos o 5º pior, com 15,9% de desemprego, recorde histórico (era na casa de um dígito quando ele recebeu o governo da Roseana).

O Maranhão rico, mesmo, é só na propaganda. O gasto comunista anual beira os R$ 100 milhões, mais de um terço de tudo que gasta o governo federal.

Pior de tudo é que o gasto é com propaganda mentirosa, isso é crime de improbidade: dinheiro público na disseminação de inverdades.

Alô, MP!

Fonte: Gilberto Léda

JUSTIÇA DE SÃO BENTO MANDA PARA CADEIA ESTUPRADOR DE UMA MENINA DE 15 ANOS

Na tarde de ontem, dia 10/03/2021, a Delegacia de Polícia de São Bento, deu cumprimento a mandado de prisão temporária expedido em desfavor de R.A.V.S. pela prática do crime de ESTUPRO DE VULNERÁVEL contra a vítima D.M.S.  de 15 anos de idade, residente no Povoado BELAS ÁGUAS, São Bento/MA.

O autor estava cometendo os abusos sexuais há cerca de 3 (três) anos. Todas as relações sexuais foram mantidas mediante graves ameaças de morte.

Após as providências cabíveis, o preso será encaminhado à Unidade Prisional de Pinheiro, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Texto enviado ao BLOG DO DE SÁ

JUDICIÁRIO DE CAXIAS DESTINA 120 VEÍCULOS PARA DOAÇÃO E LEILÃO

O Poder Judiciário destinará, em caráter definitivo, exclusivamente para órgãos públicos e entidades beneficentes que prestam serviço de relevância social na comarca de Caxias, São João do Sóter e Aldeias Altas (termos judiciários), carros e motos que estavam sob a guarda das varas cíveis e criminais do fórum. Cerca de 120 veículos poderão ser doados ou vendidos em leilão.

Os veículos estão guardados no pátio do Fórum “Desembargador Arthur Almada Lima”, localizado na Avenida Norte-Sul, lote 02, Cidade Judiciária – Campo de Belém, em Caxias, e podem ser avaliados pelos interessados. A visita deverá ser agendada pelo telefone (99) 3422-6752, ou pelo e-mail: diretoria_cax@tjma.jus.br, até o dia 26/03/2021. Deverão ser observados, rigorosamente, os protocolos de segurança sanitária, tendo em vista a prevenção da contaminação pela Covid-19.

Os bens serão entregues aos interessados no estado em que se encontram, conforme decisão da diretoria do fórum, e seguindo critérios objetivos, como a necessidade e a adequação para o desempenho da atividade do órgão ou entidade e disponibilidade da marca e modelo pretendido, e assinatura do Termo de Cessão e Avaliação.

EDITAL

O juiz Edmilson da Costa Fortes Lima, diretor do Fórum de Caxias, publicou o Edital 3/2021, autorizando a destinação dos veículos e determinou o prazo de dez dias para as entidades sociais se manifestarem sobre o interesse em adquirir os veículos. Os que não forem doados deverão ser leiloados. Foram comunicados da destinação a Defensoria Pública estadual, as polícias civil e militar e os conselhos tutelares, dentre outras instituições.

A iniciativa de destinação dos bens foi tomada pela direção do fórum após a constatação da existência, há muitos anos, de veículos guardados nas dependências do Judiciário de Caxias, que foram objetos de apreensão, restituição e penhora. Dentre os veículos restituídos, muitos proprietários não retornaram para retirar os bens e eles ficaram depositados no pátio do fórum.

A relação dos veículos foi encaminhada à Corregedoria Geral da Justiça, com 88 motocicletas e 34 veículos, aproximadamente. A diretoria do fórum está centralizando todas as atividades. Estamos em contato com os juízes de todas as varas solicitando que informem se esses veículos têm algum impedimento para a alienação ou destinação”, informou o diretor do fórum.

PROMOTORIA ACIONA SECRETÁRIA DE SAÚDE DE BACABEIRA APÓS PASTOR FURAR FILA DE VACINA DA COVID

A 1ª Promotoria de Justiça de Rosário ajuizou, nesta terça-feira, 9, uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a secretária municipal de Saúde de Bacabeira, Tatiara Rodrigues Fontinele, e José de Ribamar Cardoso Araújo por não observância à ordem prioritária de vacinação contra Covid-19, segundo os Planos Estadual e Municipal de imunização. Bacabeira é termo judiciário da comarca de Rosário.

A atuação do Ministério Público foi provocada por denúncia anônima feita à Ouvidoria da instituição, acompanhada de fotografia, relatando que José Ribamar Cardoso Araújo, mais conhecido como Pastor Araújo, teria recebido indevidamente as doses iniciais da vacina contra Covid-19. A denúncia informava que ele não era servidor do município.

Titular da 1ª Promotoria de Justiça de Rosário, Maria Cristina Lobato Murillo pediu a condenação dos dois requeridos com a aplicação das sanções previstas no artigo 12 da Lei 8429/92, tais como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos

Após a denúncia, foi feita a requisição de informações sobre o caso à Secretaria de Saúde de Bacabeira, que confirmou o fato, justificando a necessidade de imunização prioritária de Pastor Araújo, por este ser diretor do hospital municipal e por trabalhar em situação de risco. No entanto, a Secretaria não encaminhou a portaria de nomeação.

A secretária Tatiara Rodrigues Fontinele enviou ao Ministério Público o Plano Municipal de Imunização como instrumento que respaldaria a vacinação do Pastor Araújo, frisando que, na primeira etapa da campanha, estão contemplados os profissionais da saúde, situação na qual ele se encaixaria.

Ao ser notificado para prestar depoimento perante a 1ª Promotoria de Rosário, José de Ribamar Cardoso Araújo, a princípio, negou ter recebido a vacina, mas após ser confrontado com a fotografia que registrou o ato da vacinação, na qual aparece supostamente acompanhado da secretária de Saúde, acabou admitindo o fato.

Araújo declarou ter sido vacinado em 19 de janeiro deste ano e justificou que, na época, já era diretor do hospital e ficava exposto a riscos, pois diariamente realizava atendimento ao público.

Questionado se já havia tomado a segunda dose da vacina, mais uma vez o requerido negou. Porém, o cartão de vacinação dele registrou a segunda imunização em data anterior ao termo de declaração.

O Ministério Público, ao analisar a portaria de nomeação apresentada pelo requerido, consta a data de 01/02/2021, ou seja, posterior à vacinação. Ele justificou dizendo que estava errada, pois sua nomeação teria ocorrido em 04/01/2021.

Posteriormente encaminhou por e-mail outra portaria, com data de 04/01/2021 e cartão de vacinação. Segundo a 1ª Promotoria de Rosário, em uma simples consulta ao Diário Oficial do Estado do Maranhão, não foram observados registros da nomeação do requerido nos meses de janeiro e fevereiro de 2021.

A promotora de justiça Maria Cristina Lobato Murillo informou, ainda, que não foi possível ainda consultar a folha de pagamento no Portal da Transparência para verificar desde quando o Pastor Araújo consta na folha de pagamento, “vez que o Município de Bacabeira não está observando a obrigatoriedade de dar ampla publicidade aos gastos, não alimentando informações no Portal da Transparência, tanto que este órgão ingressou com Ação de Obrigação de Fazer nesta data”.

A representante do Ministério Público questionou como o requerido foi escolhido merecedor da vacina em um Município que, com população de pouco mais de 17 mil habitantes, recebeu até o momento 642 doses, conforme portal da Secretaria de Estado da Saúde. Considerando a necessidade de duas doses, apenas 321 pessoas seriam beneficiadas.

Furar a fila, no momento atual de pandemia, dá a entender passar à frente dos demais de forma injusta e inesperada; colocar os próprios interesses em primeiro lugar em detrimento do outro; violar a ordem de prioridade; usurpar um bem ou serviço pelo qual outros esperavam desde antes. No atual contexto de doses escassas da vacina, o ato pode ser ilustrado pela ideia resumida no dito popular de ‘farinha pouca, meu pirão primeiro’”, observou, na ação, a promotora de justiça.

PREFEITURA DE CURURUPU PRETENDE INVESTIR MAIS DE UM MILHÃO DE REAIS SÓ EM PRESERVATIVOS

Aldo Lopes, prefeito

Por meio do blog do companheiro Jamys Gualhardo, o BLOG DO DE SÁ  teve acesso ao edital licitatório que mostra que a prefeitura municipal de Cururupu quer torrar a bagatela de R$ 1.382.760,00 com aquisição de preservativos.

O município de Cururupu , segundo o último senso do IBGE, tem uma população estimada em 32.652 mil habitantes, e segundo a licitação, a secretaria de saúde do município pretende adquirir 15 mil caixas do produto , ou seja , quase metade da população terá acesso à uma caixa por ano .

Mas o mais curioso , é que se o cidadão precisar do instrumento, basta ligar no número 136, que o governo federal distribui de forma gratuita, basta realizar o cadastro no ministério.

 

 

Fonte: Jamys Gualhardo

CINCO MESES APÓS TRAGÉDIA, GRUPO MATEUS NUNCA PAGOU INDENIZAÇÃO À FAMÍLIA DE VÍTIMA

Após 5 meses da tragédia em supermercado, o empresário e dono do grupo que leva o seu nome, Ilson Mateus, se recusa a pagar a indenização para a família da jovem Elane de Oliveira Rodrigues.

A reunião realizada para tratar sobre a reparação terminou sem qualquer tipo de acordo.

Por meio do blog do companheiro Neto Ferreira, ficamos sabendo  que foi feita uma proposta do valor da indenização, porém o dono do grupo Mateus não aceitou e, assim, segue adiando o pagamento da quantia.

Elane Rodrigues, que era colaboradora do grupo, foi vítima fatal do grave acidente ocorrido no dia 2 de outubro do ano passado no supermercado Mix Mateus, localizado no bairro do Vinhais, em São Luís.

O desabamento das prateleiras também deixou 8 pessoas feridas.

Ao iniciar as investigações, o Ministério Público apontou negligência na montagem e na segurança das gôndolas na unidade da Rede de supermercados e afirmou que o grupo estava dificultando o trabalho pericial do ocorrido.

Segundo a promotora do Consumidor, Lítia Cavalcante, que está a frente do caso, quem fez a montagem das prateleiras foi um montador de móveis, que chamava o vizinho para ajudá-lo no serviço.

Uma empresa única, de uma única pessoa e que quando se precisava, no próprio depoimento do montador, ele dizia ‘eu chamava meu vizinho, eu chamava uma outra pessoa’, para fazer uma estrutura daquela. O engenheiro Wesley afirmou que o CREA deixa muito claro que aquilo só deve ser montado por meio de um engenheiro civil ou se tiver solda, um mecânico, um engenheiro mecânico. Jamais, por um montador de móveis, de pequeno porte. Então a coisa começou errada nesse momento”, explicou a promotora.

Sem prazo de conclusão, o inquérito segue a passos lentos no MPMA, na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e no Ministério Público do Trabalho (MPT) que apura os danos aos funcionários e à família da funcionária.

O grupo Mateus, por enquanto, não foi penalizado pelas causas do acidente.

Fonte: Neto Ferreira

VEREADOR DELEGADO RÔMULO APRESENTA INDICAÇÕES PARA INCLUSÃO DE CODÓ EM PROGRAMAS DE SAÚDE BUCAL

O vereador Delegado Rômulo apresentou na última sessão da Câmara de Codó duas importantes Indicações para a melhoria dos serviços de saúde bucal para o município. Com a Indicação Nº 85/2021, o vereador solicitou ao governo para que o Secretário Municipal de Saúde faça um projeto junto ao Programa do Governo Federal Brasil Sorridente, para que seja incluído o Município de Codó no Programa Odontologia Hospitalar, de acordo com a Portaria Nº 1.023 do Ministério da Saúde.
Com a Indicação Nº 86/2021, o parlamentar solicitou ao governo para que o Secretário Municipal de Saúde também faça um projeto junto ao Programa do Governo Federal Brasil Sorridente, para que seja incluído o Município de Codó no Programa Unidade Odontológica Móvel (Odonto Móvel), de acordo com a Portaria Nº 3.627/2017 do Ministério da Saúde.