DEPUTADO DIZ QUE PERITO MORTO POR POLICIAIS RECEBEU 18 LIGAÇÕES DA SSP ANTES DE SER ASSASSINADO

São gravíssimas as revelações do deputado estadual Yglesio Moyses (PROS) feitas nesta quarta-feira (17) na Tribuna da Assembleia Legislativa acerca do assassinato do auxiliar da perícia médica da Polícia Civil, Salomão Matos dos Santos, assassinado por policiais militares que atuavam de forma velada na madrugada do dia 28 de janeiro.

De acordo com o parlamentar, antes de ser executado com vários tiros à queima roupa, a vítima recebeu várias ligações de uma pessoa ainda não identificada da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) para retornar com urgência a São Luís.

“Segundo a família, Salomão estava na cidade de Pinheiro e recebeu 18 ligações da Secretaria de Segurança para retornar a São Luís com urgência. Ao chegar, foi perseguido e assassinado com dois tiros. Policiais alegam legítima defesa, apresentando um colete à prova de balas com uma marca de tiro.” Lembrou o deputado cobrando conclusão na investigação da morte do perito.

O parlamentar lembrou que a arma de Salomão sumiu, o celular dele nunca foi periciado para saber se realmente houve 18 ligações como a família alega.

Yglesio cobrou do Delegado Geral da Polícia Civil uma investigação aprofundada. E já solicitou do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, explicações sobre os detalhes do crime.

Fonte: Domingos Costa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *