DESRESPEITO: FLÁVIO DINO NÃO TÁ NEM AÍ PARA OS SERVIDORES DA AGED

indice

Flávio Dino

Enquanto os funcionários da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (AGED) padecem com a deterioração do órgão, péssimas qualidades de serviço e sobrecarga de trabalho, em virtude do quadro remido de funcionários, a pasta tem extrapolado com gastos irrelevantes; o que revolta, ainda mais, os funcionários, que estão em greve desde o dia 3 de outubro. Em Codó por exemplo, a situação é cada dia pior e os servidores não sabem mais o que fazer.

Dentre as muitas reivindicações da categoria, está a realização do concurso público anunciado pelo governador Flávio Dino, mas nunca efetivado. Os funcionários reforçam que a criação de 173 vagas foi autorizada e incluída no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016. No entanto, não passou do papel.

De acordo com o documento abaixo, a despesa do concurso foi estimada em R$ 6.738.748,00 (seis milhões, setecentos e trinta e oito mil, setecentos e quarenta e oito reais). O valor da despesa poderia ser desculpa para a não realização do certame, no entanto não é. Isso porque a AGED  assinalou um possível contrato com o Instituto de Agronegócios do Maranhão (INAGRO) pelo valor exorbitante de R$ 7.199.840,00 (sete milhões, cento e noventa e nove mil e oitocentos e quarenta mil reais). Detalhe, com dispensa de licitação.

Portanto, o valor do contrato com a INAGRO é superior aos gastos do certame. O disparate foi assinado pelo presidente da AGED, Sebastião Cardoso Anchieta Filho. O termo, que ratifica a dispensa de licitação, é datado de 6 de setembro deste ano. O documento foi publicado no dia 14 de setembro no Diário Oficial do Maranhão. O contrato terá vigência de 12 meses a contar da data da assinatura do mesmo.

Como se percebe, o Governo do Estado não está nem um pouco preocupado em aumentar o quadro de funcionários da AGED; o que vai comprometer, ainda mais, a prestação de serviço do órgão. “Esse é o governo da mudança de Flávio Dino”

aged-768x345

documento

1-14

documento

inagro

documento

Fonte: Neto Ferreira

3 comentários em: “DESRESPEITO: FLÁVIO DINO NÃO TÁ NEM AÍ PARA OS SERVIDORES DA AGED

  1. isso é um descaso do governo não só para com a AGED, mas sim com a sociedade e com a economia com um todo, pois somos sabedores que este órgão é o responsável direto pela inspeção animal como vegetal pela saúde de nossa sociedade, além de realizar um papel fundamental no combate das doenças zoossanitárias ou seja doenças que podem ser transmitida pela para o ser humano ex: raiva, brucelose, tuberculose, leptospirose e outras….o governo deve valorizar mas esses funcionários pois eles lutam diariamente para assegurar um produto de qualidade para a população além de esta contribuindo e muito com o meio ambiente e para economia do nosso estado e do nosso país

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *