EDUCAÇÃO

untitled8

Prof. Carlos Gomes

A Educação é um dos fatores de desenvolvimento que propicia a autodeterminação dos povos e promove o progresso das nações.

O país, cujo governante desconhece esta premissa, coloca este espaço físico em verdadeira estagnação e os seus habitantes à margem do processo civilizatório. Como se sabe, nenhum país atinge seu desenvolvimento pleno, ou a um estagio considerável sem priorizar a educação.

Alguns países após a segunda guerra mundial (1939-1945) saíram com suas economias arrasadas, mas a potencialidade da inteligência humana, reforçada por novas técnicas apoiadas no aprimoramento da educação, fez ressurgir das cinzas os setores desenvolvimentistas, que deram a essas nações caráter de primeiro mundo.

Todo esse progresso foi privilegiado pela ênfase que os governos deram á educação.

O governo brasileiro, nas últimas décadas, vem dando uma melhor atenção para os problemas da educação, através de investimentos nos seus diversos setores, inclusive pagando um pouco melhor aos professores e demais trabalhadores da educação. Toda essa atenção do governo resultará sem dúvida, na melhoria da qualidade do ensino brasileiro. E daí por diante, este país/continente, que há muito já acordou do seu berço esplêndido se agigantará, servindo de modelo para o resto do mundo.Acredito.

Espera-se com isso, que os agentes educativos (professores e alunos), a família, o povo em geral, saibam corresponder a este anseio nacional, pois assim, o Brasil participará do cenário das grandes nações.

Não se deve esquecer do que ensina o Mestre Paulo Freire: “Só a educação é capaz de formar um povo fácil de governar, difícil de dominar, impossível de escravizar”.

Codó-MA, 24 de julho de 2013.

Prof. Carlos Gomes

Sócio Fundador da Associação Cultural Codoense “Antonio Almeida Oliveira” e do Instituto Histórico e Geográfico de Codó.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *