ELEIÇÕES 2018: A CONFUSÃO POLÍTICA DE PAULO MARINHO JR..

Apesar de agora oficialmente filiado ao PP, o vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho Júnior, não se sentiu impedido de levantar o braço do candidato ao governo Roberto Rocha, do PSDB, na última sexta-feira (6) durante ato de ingresso o deputado estadual Alexandre Almeida no ninho tucano, em Timon.
O PP, presidido no Maranhão pelo deputado federal André Fufuca, é parte integrante da base do governador Flávio Dino, inclusive, no comando da secretaria de Estado de Esporte e Lazer.
A impressão é que Paulo Marinho Júnior optou pelo PP apenas de forma estratégica para tentar se eleger deputado federal em outubro, como se estivesse alugando um espaço por determinado espaço de tempo.
Ainda não ficou explicado o motivo que fez o jovem ter desistido de se filiar no PSDB. A filiação dele estava quase certa até o começo da semana passada quando o caxiense surpreendeu a todos dizendo que não ficaria com os tucanos e posteriormente assinou ficha de filiação no Partido Progressista.
Há quem diga que Paulo Marinho Jr considerou os pré-candidatos a deputado federal do PSDB com pouco potencial eleitoral. O PP tem melhores nomes e pode fazer uma composição que traga esperanças de vitória para o caxiense.
O problema é que Paulo Marinho Jr e seu pai são aliados históricos da família Sarney. Tanto que agora “progressista” teria informado que não existe candidato que faça ele e sua família deixarem de votar em Roseana Sarney.

Fonte: Domingos Costa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *