ELEIÇÕES 2018: ZITO E NAGIB A CAMINHO DO DESESPERO

É visível, até aos olhos do mais desavisados codoenses, o fracasso administrativo do atual prefeito. Sem nenhuma ou pouca habilidade política, Francisco Nagib vem acumulando os maiores índices de rejeição da história recente de Codó. Com isso leva ao descrédito o seu tutor político: Zito Rolim. O ex prefeito sonha em ser deputado estadual e desse sonho Nagib tenta tirar proveito: com Zito deputado, as possibilidades de ele apoiar Nagib nas próximas eleições municipais seriam mais viáveis e isso se o povo deixar. Para alguns, votar em Zito agora e no futuro seria dizer sim a Nagib, e muitos comentam que os Oliveiras continuariam a dar as cartas.
A trama parecia perfeita, mas faltou combinar com o povo, que não suporta a perversidade do prefeito que quer administrar a prefeitura como se fora suas empresas e o povo não estivesse acordado para tais manobras. As promessas de Zito pra eleger o sempre pesado Nagib foram descumpridas, o que ajudou e muito ao naufrágio dos planos construído, sem que o atual gestor modificasse seus métodos truculentos de trabalho.
Visto como inábil, incapaz e insensível, Nagib continua a atrapalhar os planos de Rolim, que de longe alcançara as metas eleitorais espalhadas pelos desabrigados de Nagib, sobretudo os que ganhavam sem trabalhar e participavam de licitações que poderão atrapalhar a vida do ex-prefeito pro resto da vida, e quem sabe torná-lo inelegível, a curto prazo.
Com a possibilidade de Zito não se eleger deputado, Nagib começa a vê-lo como um fantasma para seus planos de permanecer no Palácio Municipal, e Zito assustado com o medo de se tornar inelegível, dado a supostos desmandos no exercício do poder denunciados pelos órgãos de fiscalização, que pode ter consequências drásticas, segundo informações que corre a boca miúda em Codó e fora daqui.
O governo Flávio Dino vê Nagib como um fracassado político, sobretudo por ser jovem e vir do meio empresarial. Tinha-se a expectativa de fazer diferente. Isso tudo traduzido em uma frase: ele não tem voto. Sem saber fazer voto, capital dos políticos, se apoia na muleta Zito Rolim que dado aos erros e auditorias se tornou presa e marionete do papai FC.
Assim, leiam e mais tarde cobrem do blog: Zito não se elege deputado e os Oliveiras terão que entregar a prefeitura pra Zito, se antes disso a Polícia Federal e/ou Gaeco não chegarem.

Um comentário em: “ELEIÇÕES 2018: ZITO E NAGIB A CAMINHO DO DESESPERO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *