EM MIRADOR, PREFEITO DIMINUI SALÁRIOS DE SERVIDORES E GERA REVOLTA GENERALIZADA

O prefeito de Mirador José Ron-nilde de Sousa, do PC do B, em mais um desnorteio após ter perdido as eleições 2020, diminui o salário dos funcionários efetivos do município.
No dia 11 de dezembro, quando os funcionários recebiam os proventos referente ao mês de novembro, se depararam com esse corte. O assunto tomou de conta das redes sociais, tornando pública a fala de vários funcionários.

A reclamação na internet, nos grupos de Whatsapp é geral, gestores, professores, auxiliares de serviços gerais, dizem que diminuíram seus salários. Tiraram dia pedagógico, gratificações, e não pagaram as horas extras trabalhadas, alguns funcionários que iriam receber suas férias nesse mês também ficaram sem.
A administração entrou em contato com o presidente do Sindicato e informou que foi retiradas gratificações indevidas, para poder honrar o pagamento dos funcionários no final do mandato. Mas fica a pergunta, se as gratificações eram indevidas porque não foi retirada antes? Desde quando hora extra é gratificação indevida? E gratificação por função? E as férias dos funcionários que entraria esse mês?

São essas e outras perguntas que os funcionários tem se feito. Além do mais, o incentivo para os funcionários da saúde para o enfrentamento da COVID desde o mês passado não cai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *