EM NOTA,PREFEITO QUE FOI PRESO PELA PRF DIZ QUE FOI AGREDIDO

12087386_935237329889770_1598740586_n

Teria sido agredido

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Prefeito do Município de Pedro do Rosário, Irlan Serra, vem a público esclarecer que no dia 09 de outubro do corrente ano, por volta de 0h30min o veículo em que se encontrava juntamente com sua esposa e outras quatro pessoas foi abortado por policiais rodoviários federias que integravam a chamada Operação Brasil Integrado junto à saída do ferry boat (Ponta da espera) em São Luís.
Ocorre que um dos passageiros do veículos portava uma arma de fogo sem prévio conhecimento dos demais. Ao localizar a arma os policiais passaram a agir com truculência imprimindo força desproporcional, causando, inclusive, lesões corporais no Prefeito Municipal. A total ausência de envolvimento do Prefeito com eventual crime porte ilegal de arma foi imediatamente reconhecida pelo delegado responsável pelo caso, que realizou a imediata liberação do mesmo sem que houvesse autuação.
Em respeito ao devido processo legal , o proprietário da arma foi regulamente autuado e responderá pelo correspondente crime em liberdade, mediante o pagamento de fiança . Importante frisar, nesse pormenor, que o Sr Irlan Serra , a despeito da noticia amplamente divulgada na mídia local, não foi preso, tampouco foi declarado incurso no crime de porte ilegal de arma de fogo. Foi, tão somente conduzido para prestar esclarecimentos, considerando que a referida arma foi localizada no veículo em que se encontrava. Reitera ainda seu compromisso com a legalidade e transparência, que sempre pautaram sua trajetória, seja no âmbito familiar e social, seja no âmbito da gestão pública.
Por fim, serão adotadas todas as medidas administrativas disciplinares e judiciais tendentes à averiguação do ocorrido e eventual punição dos envolvidos.José Irlan Sousa Serra, Prefeito Municipal de Pedro do Rosário Maranhão.

Fonte: Domingos Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *