ENTENDA: VAI O PT MAIS NÃO VAI O POVO

imagesCAVEAAVU1211

Imagem ilustrativa

A frase acima é baseada no momento em que estamos  vivendo a política maranhense. Todos têm conhecimento de que o PT maranhense se decidiu e vai apoiar Edinho Lobão como candidato ao governo do maranhão nas eleições deste ano. Não seria novidade esperar isso do PT maranhense. Alias, do PT maranhense não, de meia dúzia que faz parte do diretório estadual e outros poucos ligados ao partido no interior do estado. O anúncio foi dado oficialmente essa semana durante um encontro com o Ministro de turismo, Gastão Vieira, em São Luis. José Antonio Hiluy, ex-secretário de Economia Solidária de Roseana poderá ser o candidato a vice com Edinho Lobão. As lideranças do PT no estado garantem que essas alianças servirão para fortalecer a reeleição da presidente Dilma.

EXPLICO MELHOR.

Que história é essa de  “Vai o PT, mas não vai o povo?”. É exatamente isso mesmo. É do conhecimento de muita gente que muitos membros do partido não querem aceitar a aliança do PMBD com o PT. Muitos não querem aderir a campanha de Edinho Lobão, até mesmo membros do partido que fazem parte da diretória, o exemplo está em Codó. Aqui, muitos filiados do partido não vão acompanhar o pré-candidato Edinho Lobão. Mas o que dar para se perceber mesmo é que o povo maranhense vive cansado de tantas promessas mirabolantes. Os lideres do PT não representam a maioria do estado do maranhão, por isso o povo não quer acompanhar aquilo que esta sendo imposto por questões pessoais, e sim aquilo que vem sendo construído no estado há muito tempo. Não adianta impor um candidato ao povo do maranhão. Vamos analisar com sabedoria aquilo que estão querendo colocar em nossas cabeças. O povo não é marionete para ser conduzido de um lado para outro sem ter a oportunidade de escolher e muitos menos expor aquilo que pensa.

 

Um comentário em: “ENTENDA: VAI O PT MAIS NÃO VAI O POVO

  1. Caro blogueiro,
    O PT ainda não se deu conta de que perdeu o bonde da história. A renovação da aliança malograda com o PMDB do “Califa das Arábias do MA” tipifica o desmoronamento de um projeto diferente, contudo, sua inelutável capacidade alternativa perdeu sua potencialidade e tornou-se mermente um apendice a serviço da elite conservadora maranhense. Uma traição!

Deixe uma resposta para Jacinto Pereira Sousa Júnior Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *