ESPERANTINÓPOLIS: QUANDO A UNIÃO É APENAS POR INTERESSES PESSOAIS E O POVO FICA EM SEGUNDO PLANO

A União de duas lideranças políticas na região do Médio Mearim, mais precisamente na cidade de Esperantinópolis está dando o que falar. De um lado, um ex-prefeito que pouco pode falar sobre moralidade ao seu povo, do outro, um prefeito que está envolvido em investigações por compra misteriosa de ambulância.

A UNIÃO QUE NÃO AGREGOU

A União do ex-prefeito Raimundo Jovita de Arruda Bonfim, mais conhecido por  Dr. Raimundinho, com o atual prefeito Aluizinho não caiu bem para ambos; que outrora diziam não querer aproximação um com o outro. Alguns aliados que até então diziam que o ex-prefeito não somava caso fosse ao grupo da situação, hoje já mudaram de discurso repentinamente e passaram a desdizer tudo que diziam.

QUEM É O EX-PREFEITO RAIMUNDINHO?

Raimundo Jovita Arruda Bonfim, é ex-prefeito da cidade e tem no currículo a certidão de que já foi até preso, acusado de desvio de verbas. A prisão de Raimundinho aconteceu no dia 29 de maio deste ano quando o (GAECO) Grupo de Atuação Especial de Combate de Organizações  e o Ministério Público realizaram a operação “Cidade Limpa”. Na ocasião os mandados de prisão foram expedidos pela justiça da cidade de Esperantinópolis.

O QUE ELE FEZ PARA SER PRESO?

De acordo com a investigação, o ex-prefeito Raimundinho é acusado de desviar recursos públicos após ter feito uma licitação, no modelo pregão presencial para prestação de serviço de limpeza urbana, que resultou na contratação da empresa A.R Locadora de Máquinas e Veículos. O MP e o GAECO descobriram indícios de fraude na realização do certame e que a empresa que ganhou a licitação não tinha funcionários em seus quadros, com evidências de ser uma empresa de fachada, entre outros crimes encontrados.

DESISTIU SE SER CANDIDATO?

A história de que o ex-prefeito Raimundinho desistiu de ser candidato nas eleições do ano que vem é pura balela. Na verdade, ele tem problemas judiciais e inclusive pode ser preso novamente a qualquer  momento, e por conta disso ele alega que desistiu da candidatura. Portanto, pelo andar da carruagem muita coisa ainda pode acontecer na terra da esperança e a oposição pelo visto ficou mais fortalecida com essa atitude do ex-prefeito.

Um comentário em: “ESPERANTINÓPOLIS: QUANDO A UNIÃO É APENAS POR INTERESSES PESSOAIS E O POVO FICA EM SEGUNDO PLANO

  1. Matéria totalmente parcial, opositora. Pena que eu tambem nao poderia fazer uma materia desse tipo porque sou inclinado a apoiar essa união, tendo em vista que o dois candidatos são os que mais fezeram por esperantinopolis, tendo um deles trabalhado para quitar as dívidas das gestões anteriores a 2012, enquanto a outra deu continuidade aos trabalhos realizados nos anos de 2013 a 2016. Vejo a união com bons olhos, porque essa aliança poderá trazer benefícios à saúde e à educação, ao invés de so obra estrutural.

    Sobre a matéria, a minha crítica é somente sobre a forma de expor o conteúdo, que é totalmente ofensiva, disfarçada de informação.

    Não é à toa que o blog sequer tem outros comentários.

    Nada contra o titular ou quem exerce a direção do mesmo ou ainda contra quem redigiu o texto, mas a parcialidade é clara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *