ESTÁDIO RENÊ BAYMA LOTA EM DECISÃO DE CAMPEONATO MUNICIPAL

O lado do Renê Bayma que não está interditado pelo Corpo de Bombeiros ficou completamente lotado para ver o PARMA (de amarelo) que chegava em busca de seu primeiro título no Campeonato Codoense de Futebol e  o Cruzeiro (de azul) que vinha em busca do penta.

Logo aos 15 minutos, falta na grande área e Dêivisson teve a chance de fazer o primeiro gol do Parma, mas bateu mal e Dani, goleiro do Cruzeiro,  mostrou porque se tornaria o grande nome da partida.

Minutos depois o Cruzeiro respondeu, só que o experiente PALITO fez diferente – mandou um ‘chutaço’ no canto esquerdo de Chameguinha e abriu o placar – CRUZEIRO 1, PARMA zero.

No segundo tempo a dupla Adrian e Palito continuava buscando aumentar o marcador – aos 6 minutos a finalização de um dos  lances terminou  no travessão.

O PARMA não se entregava, mas só aos 45 minutos da etapa final, Dedé que tinha acabado de sair do banco de reservas, aproveitou o escanteio de Israel e de cabeça empatou – PARMA 1, CRUZEIRO também 1.

“Professor  (Arizinho) precisou de mim e eu tava ligado, tava na hora certa, no momento certo e fui abençoado pra fazer o gol, alegria total, alegria total”, festejou o jogador, apesar do resultado posterior.

Com este resultado, a partida terminou nos pênaltis. Neste momento a estrela que brilhou, de novo,  foi a do goleiro DANI, ele defendeu mais  dois pênaltis e deu ao Cruzeiro seu quinto título do Campeonato Codoense de Futebol.

“Só tem a agradecer a Deus, tive a oportunidade de defender um pênalti no jogo rolando  (…) e graças as Deus, Deus abençoou, consegui defender dois pênaltis, obtivemos o título né (…) só tem a agradecer a Deus aí, agora é comemorar”, disse Dani

Texto e vídeos: Acélio Trindade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *