FILHO DE TEORI HAVIA DITO: ” SE ALGO ACONTECER, JÁ SABEM ONDE PROCURAR”

Screenshot-2017-01-19-at-18.40.57

print

O filho do ministro Teori Zavascki, Francisco Zavascki, fez algumas afirmações na página dele o Facebook em maio do ano passado sobre as articulações de políticos para frear as investigações na Operação Lava Jato, a qual o pai era o relator no Supremo Tribunal Federal.

Na ocasião, Francisco já alertava que se algo acontecesse com familiares dele já se saberia a autoria, uma vez que o processo envolve uma rede de criminosos investigados pelo Ministério Público Federal.

Desde março de 2015, Teori Zavascki havia autorizado a abertura de inquérito para investigar 47 políticos suspeitos de participação no esquema de corrupção da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato. Muito ‘peixe’ grande está diretamente envolvido.

Coincidência ou não, o momento era de grande apreensão no mundo político por conta da homologação da delação premiada de 77 executivos da Odebrecht.

Vamos aguardar o desenrolar dos fatos e as investigações a cerca do ‘acidente’.

Sobre o prosseguimento da Operação

Com a morte de Teori, os processos relacionados à Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal podem ficar sob relatoria de um novo ministro indicado pelo presidente Michel Temer ou podem ser redistribuídos pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para algum outro magistrado que já ocupe uma cadeira na Corte.

Teori era o relator dos processos da Lava Jato no Supremo e era responsável pela análise de denúncias, recursos e delações premiadas no âmbito da operação.

De acordo com o artigo 38, inciso IV do regimento interno do STF, em caso de aposentadoria, renúncia ou morte, o relator de um processo é substituído pelo ministro nomeado para a vaga dele.

Fonte: Blog do Minard

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *