FLÁVIO DINO NOMEIA LUCIANO GENÉSIO PARA A SUPERINTENDÊNCIA DE ARTICULAÇÃO REGIONAL

luciano-e-flavio

Luciano e Flávio Dino

Foi publicada no Diário Oficial do Maranhão a nomeação do suplente de deputado estadual Luciano Genésio para a Superintendência de Articulação Regional de Pinheiro. Trata-se de um cargo de comissão dentro do Governo do Estado, ligado a Secretaria de Articulação Politica, que tem como titular o jornalista Marcio Jerry. O convite para assumir a função partiu do próprio governador Flávio Dino.
Além de cidade de Pinheiro, a Superintendência de Articulação Regional abrange os municípios de Palmeirândia, Bequimão, Peri-Mirim, Presidente Sarney, Pedro do Rosário, Santa Helena, Turilândia, Turiaçu, Central do Maranhão, Mirinzal, Cedral, Porto Rico, Guimarães, Cururupu, Serrano do Maranhão, Bacuri, e Porto Rico.

DO

Nomeação

A Superintendência têm por finalidade garantir e implementar a gestão e as políticas do sistema estadual de saúde, de infraestrutura e educação na região, assegurando a qualidade de vida da população.
Compete ainda à superintendência, à coordenação e avaliação das atividades e ações das demais politicas públicas do estado no âmbito regional promover articulações interinstitucionais, executar outras atividades e ações de competência estadual no âmbito regional, implantar, monitorar e avaliar as ações de mobilização social na região e exercer outras atividades correlacionadas ao cargo.
Em seu facebook, Luciano Genésio agradeceu o governador pela confiança. “Saberei corresponder a altura o enseio do povo de Pinheiro e da Baixada Maranhense.”, postou Luciano.

Fonte: Blog do Domingos Costa

Um comentário em: “FLÁVIO DINO NOMEIA LUCIANO GENÉSIO PARA A SUPERINTENDÊNCIA DE ARTICULAÇÃO REGIONAL

  1. Miqueias: Testemunha confirma participação de Waldir Maranhão

    Em reportagem do programa Conexão Repórter, do SBT, que foi ao ar na noite deste domingo (22), o jornalista Roberto Cabrini exibiu uma longa investigação sobre o esquema de propinas que envolve políticos dos mais variados escalões. Entre os denunciados, no bojo da Operação Miqueias, foi citado o deputado federal e vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA).

    O nome do deputado maranhense foi revelado como um dos participantes, em um suposto esquema de fraude em fundos de pensão municipais, pela modelo Luciane Hoepers, ex-namorada do doleiro Fayed Traboulsi e ‘aliciadora’ de prefeitos.

    De acordo com a Polícia Federal, o esquema consistia no aliciamento de prefeitos e gestores de regimes próprios de Previdência Social a fim de que eles aplicassem recursos das respectivas entidades previdenciárias em fundos de investimentos com papeis pouco atrativos, geridos pela própria quadrilha e com alta probabilidade de insucesso.

    Esses fundos eram formados por “papeis podres”, decorrentes da contabilização de provisões de perdas por problemas de liquidez e/ou pedidos de recuperação judicial dos emissores de títulos privados que compõem suas carteiras. Severos prejuízos foram verificados no patrimônio desses regimes próprios de Previdência Social.

    Os prefeitos e gestores dos regimes de previdência eram remunerados com um percentual sobre o valor aplicado. O esquema contava também com a intermediação de importantes lobistas que faziam o elo entre agentes políticos e a quadrilha.

    Entre as prefeituras maranhenses mostradas na reportagem do SBT deste domingo, a partir de anotações do doleiro Traboulsi em uma agenda de contabilidade, está a de Santa Luzia e Barreirinhas. A operação Miqueias foi deflagrada pela Polícia Federal no dia 19 de setembro de 2013.

    O deputado Waldir Maranhão foi procurado para se explicar sobre a acusação grave da testemunha que participou da organização criminosa. Ele não atendeu às ligações de Roberto Cabrini e nem retornou.

    O processo da Operação Miqueias foi remetido ao STF (Supremo Tribunal Federal) em função da presença dos deputados federais Waldir Maranhão (PP-MA) e Eduardo Gomes (PSDB-TO). Eles têm foro privilegiado e não podem ser investigados em outras instâncias do Judiciário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *