IDOSA CAI NO CONTO DO VIGÁRIO NO MERCADO CENTRAL DE PEDREIRAS

Os vigaristas fizeram mais uma vítima na cidade de Pedreiras. Ontem (28), uma idosa identificada como Raimunda Rodrigues de Nascimento, moradora do Povoado Cantinho, zona rural de Bernardo do Mearim, foi vítima de uma saidinha de banco praticada por um casal. O crime ocorreu por volta das 11h.

Dona Raimunda, de 55 anos, teria vindo à Pedreiras junto com o esposo para sacar um benefício no banco. Depois disso, os dois foram para o Mercado Central, onde o marido da idosa teria se distanciado para fazer compras na feira, mas afirmou que voltava em breve.

Desacompanhada, Dona Raimunda viu um casal passar em sua frente, e enquanto andavam, deixaram o cartão cair “sem querer” do bolso. A senhora pegou o cartão e chamou o casal para devolver o objeto.

Demonstrando gratidão, os dois disseram que a idosa merecia um brinde, e entregaram um pacote que supostamente continha uma grande quantidade de dinheiro. Eles ainda disseram que Raimunda iria ganhar uma sandália de presente, e para isso pediram a idosa que entregasse a bolsa “por uns instantes” enquanto ela podia entrar num estabelecimento e escolher as sandálias. Dentro da bolsa da idosa havia a importância de R$ 998 reais.

Dona Raimunda voltou com as sandálias, mas o casal não estava mais lá. Além de sumirem com sua bolsa, ela descobriu que a “recompensa” em dinheiro era falsa, dentro do saco havia apenas UMA nota de R$ 100 reais e o resto era papel. Os casal de vigaristas chegou até a fazer um recibo falsificado.

Crimes do tipo vêm se repetindo com uma certa frequência na cidade. Os relatos contam que o padrão é sempre o mesmo; um casal que passa na frente de um idoso, deixa o cartão cair, entrega uma recompensa e rouba seus pertences. A suspeita é de que o casal seja oriundo de outra região, mas vem à Pedreiras regularmente para praticar as saidinhas de banco.

Para a sorte de dona Raimunda, sua bolsa foi encontrada escondida num matagal nas proximidades da “Santinha”, em Pedreiras, por pessoas que faziam caminhada na localidade. Seus pertences já foram encaminhados para a Delegacia Regional de Pedreiras e ela já pode comparecer para a devolução a qualquer momento.

O casal que praticou o crime ainda não foi capturado.

Fonte: Carlinhos Filho, com informações de Ribinha da FM (Tribuna 101

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *