IPHAN REALIZA REUNIÕES SOBRE O PATRIMÔNIO CULTURAL E IMATERIAL DA REGIÃO DE CAXIAS

images

Imagem meramente ilustrativa

A Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (Iphan/MA, em parceria com a Secretaria Municipal de Patrimônio, Cultura e Turismo de Caxias, realizará, no próximo dia 17 (sexta-feira), reuniões com representantes de grupos de Bumba-meu-boi e Tambor de Crioula da região de Caxias com o objetivo de fazer um diagnóstico desses bens culturais e traçar um plano de atuação voltado para a salvaguarda do Bumba-meu-boi e do Tambor de Crioula da região.

As reuniões acontecerão pela manhã, das 8 às 12 horas, com representantes do Bumba-meu-boi; e à tarde, das 14 às 18 horas, com representantes do Tambor de Crioula, com a participação dos responsáveis pelos grupos dos municípios de Caxias, Timon, São João do Sóter, Aldeias Altas, Codó e Matões.

A realização de reuniões com representantes dos bens culturais Bumba-meu-boi e Tambor de Crioula é uma ação do Iphan/MA iniciada em 2014 para levantar questões e demandas dessas expressões da cultura popular maranhense tendo em vista a elaboração do Plano de Salvaguarda do Bumba-meu-boi e a ampliação do Plano de Salvaguarda do Tambor de Crioula. No ano passado foram visitadas as regiões de Rosário, Baixada Ocidental Maranhense e Litoral Ocidental Maranhense, quando o Iphan, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, visitou os municípios de Bacabeira, Rosário, Axixá, Morros, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande, Icatu, Bequimão, Pinheiro, Santa Helena, Viana, Penalva, Matinha, Guimarães, Central do Maranhão, Cedral, Porto Rico do Maranhão, Mirinzal, Apicum Açu, Bacuri, Cururupu e Serrano do Maranhão.

Os encontros são precedidos de contatos presenciais com representantes de grupos de Bumba-meu-boi e Tambor de Crioula quando é feito o convite para participar das reuniões, contribuindo com a instituição na elaboração do planejamento voltado para esses bens culturais. Trata-se de uma oportunidade que os representantes dos grupos têm para propor ações ao governo, selando uma parceria de interesse de ambas as partes.

Nas reuniões regionais, o Iphan coleta subsídios para elaborar o planejamento das ações relativas ao Patrimônio Cultural Imaterial considerando o protagonismo dos atores sociais do Tambor de Crioula e do Bumba-meu-boi, reconhecidos como Patrimônio Cultural do Brasil em 2007 e 2011, respectivamente.

Desde 2014 o Iphan intensificou o trabalho de interiorização das ações do patrimônio imaterial, ampliando seu raio de atuação. Essa iniciativa se reveste de grane importância uma vez que leva aos detentores dos bens culturais de outras regiões do Estado a política do Governo Federal para o patrimônio cultural imaterial e possibilita ao Iphan realizar um levantamento e atualizar dados relativos ao Bumba-meu-boi e Tambor de Crioula nos municípios, além de identificar as demandas que serão incorporadas aos planos de salvaguarda dos respectivos bens culturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *