JUIZ DO MARANHÃO É INVESTIGADO POR JULGAR PROCESSOS MILIONÁRIOS COM DOCUMENTOS FALSOS

O juiz da Comarca de São José de Ribamar, região metropolitana de São Luís, Márcio José do Carmo Costa, está sendo investigado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão (CGJ) por julgar processos milionários com documentos falsos.

O caso veio à tona durante uma reportagem exclusiva veiculada no Fantástico, da TV Globo, na noite de domingo (10).

De acordo com as informações que foram ao ar, foi montado um esquema criminoso que usa a justiça para limpar contas bancárias.

O golpe cria herdeiros para pessoas que já morreram e assim entram com ações no Judiciário para obter as heranças milionárias.

O advogado maranhense que representa os falsos herdeiros é Gustavo Simião. Ele também é ex policial militar.

Segundo a reportagem, o advogado usou uma assinatura de uma pessoa morta para receber R$ 3 milhões de uma freira do Rio de Janeiro, que também já faleceu e deixou o valor para um Instituto de caridade. O processo que liberou a quantia foi julgado pelo juiz Márcio José, de São José de Ribamar.

O Fantástico levantou dados que comprovam a existência de outras ações no mesmo Fórum com suspeitas de fraude. Todos são assinados por Gustavo Simião e julgados pelo Márcio José.

Procurado, o juiz negou a participação no esquema e que foi absolvido pelo caso da freira do Rio de Janeiro.

Mas a Corregedoria do Tribunal de Justiça do Maranhão afirmou que o magistrado está sendo investigado. Sobre o advogado, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Maranhão, Thiago Diaz, garantiu que Gustavo Simião será investigado devido a gravidade dos fatos.

Diaz disse ainda que será realizada uma sessão para avaliar o possível afastamento cautelar do advogado de suas funções.

Veja a reportagem completa aqui

Fonte: Neto Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *