LATROCIDA É ARRANCADO DE VIATURA E PISOTEADO ATÉ A MORTE NA PORTA DE HOSPITAL, EM APICUM-AÇU

14800722_1196298517116982_2016302960_n

Latrocida que foi pisoteado

O fim da tarde de ontem segunda-feira (24),foi assustador em Apicum Açu, cidade localizada no Litoral Ocidental maranhense a 526 km de São Luís.

Duas pessoas foram assassinadas de forma brutal, a primeira vítima de latrocínio, a segunda – o autor do primeiro homicídio – foi linchada por populares.

Pouco antes das 17h dois homens um de nome Vesgo e o outro ainda não identificado, pediram frete a um mototaxista conhecido por ‘Rominho’ no centro da cidade. Após acertar valor o trio seguiu rumo a zona rural do município.

Segundo a polícia militar, ao chegar na localidade Itererezinho, a dupla que vinha na garupa pediu ao condutor para parar a moto, e então, anunciaram o assalto.

Ao esboçar reação o mototaxista recebeu pelo menos 14 golpes de faca e morreu ainda no local (veja na imagem ao lado).

14813400_1196301667116667_351770717_o

mototaxista que foi executado

Em seguida, ao encontrar o corpo da vítima já sem vida, populares que testemunharam os assaltantes na garupa da motocicleta minutos antes, alardearam o crime e saíram a procura dos malfeitores.

Vesgo, o primeiro suspeito, foi encontrado minutos depois e espancado até a chegada da polícia militar, por diversos moradores enfurecidos. O seu comparsa fugiu ao adentar em um matagal tomando rumo ignorado.

Gravemente ferido, Vesgo foi levado por uma viatura da Polícia Militar com apenas dois PM’s para o hospital municipal Sebastiana Fonseca Costa, no centro de Apicum-Açu.

Ao chegar na porta da unidade de Saúde dezenas de populares indignados esperavam pelo suspeito, assim que o veículo da PM parou Vesgo foi arrancado de dentro da viatura e pisoteado até a morte (confira na foto acima).

Em número insignificante para conter a fúria de tanta gente, os PM’s nada puderam fazer para conter dezenas de pessoas fizeram justiça com as próprias mãos.

Veja o vídeo abaixo da chegada da viatura.

Fonte: Domingos Costa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *