LEITOR FAZ ANÁLISE DAS RAMPAS CONSTRUÍDAS POR ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DE CODÓ

foto-01

Demonstrativo

Durante uma visita ao centro comercial da cidade de Codó-Ma, observei que todo o perímetro da Rua Afonso Pena é delimitado com sinalização vertical com indicação de locais para estacionamento de veiculo automotor conforme determina o Código de Transito Brasileiro. O problema detectado no local são as rampas de acessibilidade a cadeirantes, onde os lojistas estão construindo as mesmas sem consultar a “NBR 9050 – Acessibilidade a edificações,mobiliário,espaços e equipamentos urbanos” e os órgãos competentes Municipais responsáveis, ou por falta de conhecimento ou por simplesmente achar que os veículos atrapalham o acesso a suas lojas. As rampas construídas de forma irregular invadem a área de circulação das ruas, diminuído a área para estacionamento de veículos e deixando obstáculos que em vez de acesso pode causar acidentes, acidentes que podem ter potencial de gravidade alto, gerando lesão leve, moderada ou até mesmo grave (ex. torções, fraturas e etc.),

foto-02

Demonstrativo

O que fazer?
Antes de construir as edificações, as rampas de acessibilidade, os comerciantes devem consultar os órgãos públicos aqui do Município que são eles:
– Secretaria Municipal de Obras, CREA e DMTRANS.
Consultar as Normas Técnicas Brasileiras principalmente as que tratam de acessibilidade como a ABNT NBR 9050 – Acessibilidade a edificações, mobiliário,
espaços e equipamentos urbanos, conforme recomenda o Item 6.10.11. Rebaixamento de Calçadas para Travessia de Pedestres, que ilustra como devem ser construídos os acessos aos estabelecimentos como os exemplos abaixo:

Texto Escrito por Mário Márcio

 

2 comentários em: “LEITOR FAZ ANÁLISE DAS RAMPAS CONSTRUÍDAS POR ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DE CODÓ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.