MARANHÃO AGORA CUMPRE COMPROMISSO COM SAÚDE,DIZ PREFEITO DE TERESINA

Foto 3 - Tratamento de Radioterapia em Imperatriz já ajuda a suprir demanda do Tocantins

Autoridades da saúde com o Governador Flávio Dino

“O Maranhão tem crescido na oferta de serviços em várias áreas, então aquela chegada de pacientes já não é tão grande como existia no passado”, declarou o prefeito de Teresina, Firmino Filho, sobre a diminuição no número de pacientes do Maranhão que buscam tratamento no principal pronto-socorro do Piauí. A declaração foi dada ao Portal O Dia, da capital piauiense.
Segundo Firmino, atualmente os pacientes do Maranhão representam apenas entre 3% e 5% do total de atendimentos no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Há cinco anos, esse número chegava a quase 20%.

A diminuição no número de pacientes maranhenses que precisam se deslocar para outros estados é um reflexo da nova proposta de organização da rede assistencial hospitalar no Maranhão, em assegurar atendimento de qualidade e eficiente nos hospitais macrorregionais do estado.
Em setembro, o Governo do Estado entregou o hospital macrorregional de Pinheiro e nos próximos seis meses serão inaugurados outros seis hospitais regionais, em municípios de Santa Inês, Bacabal, Caxias, Imperatriz, Chapadinha e Balsas, financiados com recursos do Governo Federal.

Atendimento interestadual

Durante o governo passado, o atendimento a pacientes maranhenses no estado vizinho chegou a ser restringido, já que o Governo do Maranhão deixava de repassar recursos da saúde para a Prefeitura de Teresina como compensação pelos gastos que tem com os pacientes maranhenses.

Hoje, o Governo do Maranhão cumpre com a pactuação entre os dois estados. “Diferente do que aconteceu em 2014, o Maranhão agora repassa recursos para garantir o atendimento aos maranhenses. Essa pactuação vem sendo cumprida”, disse o prefeito de Teresina ao afirmar que existe uma boa vontade do governador Flávio Dino, diferente do que acontecia anteriormente.

Em 2009, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) chegou a impedir pacientes do estado vizinho de realizar consultas e exames na capital piauiense. Na época, o gestor da FMS, o próprio Firmino Filho, justificou a decisão alegando que cidades maranhenses como Timon e o próprio Governo do Estado não quiseram assinar a pactuação.

2 comentários em: “MARANHÃO AGORA CUMPRE COMPROMISSO COM SAÚDE,DIZ PREFEITO DE TERESINA

  1. isso tudo eh uma grande mentira ,paciente precisa ser operado devido um AVC i não consegui vaga em São Luiz .fala que não tem UTI disponível, i em teresina não aceita paciente do maranhão. ai fica como ?.eh muito uma vergonha o paciente morrer ah espera de um leito. e desumano .governo do maranhão ta bom eh de melhora mais.trabalhar pra melhorar isso governo.

  2. Quem ler isto, jura que é verdade… Atualmente pacientes oncológicos tem que dormir na fila para conseguir atendimento no S. Marcos pq o senhor governador diminuiu os repasses pro Piauí. E antes que perguntem pq não ir fazer tratamento oncológico em São Luis, respondo logo… Além da capital ser distantes, a demorar para uma consulta, exame, tratamento demoram de mais. Esse governo tem deixado muito a desejar, infelizmente é a população mais pobre que sofre e muitas vezes morri por falta de uma politica descente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *