MARANHÃO VAI RECEBER 312 MILHÕES PARA COMPLEMENTAR PISO DO PROFESSOR

Teacher giving a geography lesson in classroom at the elementary school

Imagem ilustrativa

O governo federal anunciou no último dia (27) que vai antecipar o repasse da complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb) para os nove estados e para os municípios que recebem ajuda da União para pagamento dos salários dos professores.

Os recursos antecipados se referem ao exercício de 2016, totalizando R$ 1,25 bilhão e devem estar nas contas até hoje (29).

O maior valor será depositado para o Maranhão, que deve receber R$ 312,2 milhões, segundo a Agência Brasil.

Curiosamente, o estado administrado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) não reajustou em 2016 o piso salarial da categoria e, por isso, deve ficar com folga de caixa após o depósito desse recurso extra.

A Lei do Piso (11738/2008) e a lei que regulamenta o Fundeb (11494/2007) estabelecem que a União deve complementar a integralização do pagamento do piso salarial do magistério, nos casos em que o estado não tenha disponibilidade orçamentária para cumprir o valor fixado. Os estados que recebem reforço da União para pagamento do piso, além do Maranhão, são: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Pará. Paraíba, Pernambuco e Piauí.

As medidas foram anunciadas no dia (27) pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, e estão publicadas no Diário Oficial da União. Segundo ele, o repasse dos recursos do ano vigente era feito regularmente, de forma acumulada, até o mês de abril do ano subsequente. “Pela primeira vez, desde 2011, estamos quitando dentro do exercício o total do compromisso do Fundeb para complementação do salário dos professores nos estados que recebem esta complementaçãol”, disse o ministro. Até quinta-feira também deve sair o pagamento do saldo restante de 2015.

Fonte: Gilberto Léda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *