MATANDO CACHORRO A GRITO: ASSIM ESTÃO OS TRABALHADORES DA REFORMA DO CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIO DE CODÓ

20150305_093523

Placa que está no local da obra com os devidos valores

A obra de reforma do Centro de Detenção provisória de Codó está mais lenta que passo de tartaruga. O serviço teve início no dia 01-07-2014 e o prazo para término, de acordo com o que mostra a placa, era para o dia 01-01-2015, mas até agora a obra está muito distante de ser concluída. O valor da obra como mostra a placa está avaliado em R$ 3.025.000,03, de acordo com as informações da placa que está bem visível no local da obra.
Mas quem de fato tem sofrido as consequências da demora são os trabalhadores desta obra. Os pedreiros estão há dois meses sem pegar em um centavo da empresa que ganhou a licitação da obra, a construtora “ GUIMARÃES” de São Luis-ma. São cerca de 20 homens que estão sem receber seus vencimentos, porque até agora a empresa não repassou o dinheiro aos trabalhadores.
A construtora foi contratada ainda no governo de Roseana Sarney, mas agora no comando do novo governador os trabalhadores não estão tendo a resposta da construtora sobre o pagamento. Os profissionais já até pararam de trabalhar por conta do não pagamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *