NA ÚLTIMA SESSÃO DO ANO, CÉSAR PIRES CRITICA “PEGADINHA” DO GOVERNO FLÁVIO DINO

O deputado estadual César Pires criticou, nesta terça-feira (17), a “pegadinha” do Governo Flávio Dino durante a última sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Maranhão, neste ano de 2019.

No bojo do projeto do Governo Dino, aparentemente benéfico para a população, que previa uma redução do imposto que incide no gás de cozinha, fazendo o produto baixar, estava uma “pegadinha”, pois o comunista decidiu taxar em 3% a tonelada da soja, do milho, do milheto e do sogo “produzidos e transportados no Estado do Maranhão”.

O deputado César Pires criticou duramente a “pegadinha” do governador Flávio Dino. Para o parlamentar, mais uma vez o Executivo está penalizando os produtores maranhenses para compensar a crise financeira estadual decorrente da má gestão.

Com sucessivos aumentos de impostos, o governo Flávio Dino vem penalizando o setor produtivo e os trabalhadores do Maranhão para compensar os prejuízos causados ao estado por sua incompetência administrativa. Desta vez, está punindo exatamente aqueles que foram os únicos responsáveis pelo aumento do PIB maranhense”, ressaltou César Pires.

A taxação de 3% sobre a produção de soja e milho foi embutida no projeto de lei do Executivo, aprovada este mês pela Assembleia Legislativa, em que o governo reduziu o imposto que incide no gás de cozinha dos maranhenses, e isentou mototaxistas e taxistas da cobrança de IPVA.

Há sempre uma medida prejudicial aos maranhenses em todas as iniciativas do governo Flávio Dino. E assim, mais uma vez, a população do Maranhão vai pagar o preço para compensar a incompetência dos gestores estaduais”, finalizou César Pires.

Fonte: Jorge Aragão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *