NO MARANHÃO, CORONAVÍRUS CANCELA EVENTOS, SUSPENDE AULAS E ALTERA SERVIÇOS

Em razão da ameaça do novo coronavírus no Maranhão, órgãos públicos, empresas privadas, serviços de saúde e eventos esportivos anunciaram medidas de prevenção contra a doença. Até o momento, o estado possui 17 casos suspeitos do Covid-19 e nenhum caso confirmado.

Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) suspendeu por 60 dias, as férias de todos os servidores do sistema estadual de saúde.

Na segunda-feira (16) foi aberto o Centro de Testagem na Policlínica Diamante, em São Luís, que está realizando exames laboratoriais de pessoas que apresentem sintomas com ou sem febre, mas que tenham viajado para áreas de risco ou mantido contato com pessoas que possuem o coronavírus.

Educação

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) suspendeu as aulas por 30 dias em todos os nove campus da instituição no estado. Além disso, também serão alterados os horários de funcionamento das unidades.

As aulas também foram suspensas por 15 dias na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul), no Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) e em escolas da rede estadual de ensino e privadas.

De acordo com o governo do estado, após o fim do prazo, vai ser realizada uma nova avaliação para determinar se as aulas serão retomadas ou se o prazo será estendido.

Em São Luís, as aulas das escolas municipais também foram mantidas.

Transporte público

A Prefeitura de São Luís informou que não há nenhuma alteração no sistema e segue com todas as equipes orientadas com base nos protocolos definidos pelo Ministério da Saúde. Esta semana, será apresentado um plano de contingência municipal para a prevenção ao coronavírus (Covid-19).

Eventos

O governo do Maranhão determinou a suspensão de eventos com grande aglomeração de pessoas no Maranhão e que precisem de alvará expedido pelo Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA) e da Delegacia de Costumes. A restrição vale também para eventos realizados por órgãos governamentais, exceto para casos urgentes ou inadiáveis.

Teatro

O Teatro Arthur Azevedo (TAA), situado em São Luís, suspendeu temporariamente os espetáculos e shows que estavam previstos para acontecerem nos próximos dias no espaço. A decisão respeita o Decreto Estadual Nº 35.660 de 16 de Março de 2020, que dispõe sobre os procedimentos e regras para fins de prevenção da transmissão do Coronavírus.

Bares e restaurantes

O decreto do governo estadual determinou que restaurantes e estabelecimentos comerciais devem garantir a distância de no mínimo, duas mesas. Os proprietários e gerentes devem assegurar que os locais estejam o mais arejado possível para atender aos clientes. As fiscalizações serão realizadas pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Estado do Maranhão (Procon).

Esporte

A diretoria da Liga de Basquete Feminino (LBF) decidiu suspender todos os jogos da temporada por tempo indeterminado. A medida foi divulgada por meio de nota oficial, na última sexta-feira, para jogos desde 14 de março e foi tomada como forma de prevenção ao novo coronavírus (COVID-19).

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) decidiu suspender o Campeonato Maranhense por tempo indeterminado, em razão da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). A decisão foi tomada em reunião realizada no início da noite desta segunda-feira, entre a entidade e representantes dos clubes.

Órgãos públicos

O Tribunal Regional do Trabalho (16ª Região) informou que as audiências e sessões de julgamento ficarão mantidas, mas o acesso às salas de audiência e ao plenário será restrita para às partes, procuradores, testemunhas e auxiliares da justiça. O órgão também determinou o regime de trabalho à distância por gestantes, pessoas maiores de 60 anos e portadoras de doenças crônicas comprovadas por laudo ou relatório médico.

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) determinou que magistrados e servidores informem ao Setor Médico da Corte se viajaram para países ou cidades de risco de contágio do coronavírus. Caso sejam confirmado casos de servidores, eles deverão ser afastados por 14 dias e os que chegaram de viagem serão colocados em quarentena, pelo período de 15 dias.

Fonte: Luís Pablo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *