NOTA: ASSESSORIA DE ENDEMIAS ESCLARECE SOBRE O USO DE INSETICIDA ATRAVÉS DE FUMACÊ EM CODÓ

sems-quer-reduzir-casos-de-dengue--82550

Imagem meramente ilustrativa

A Assessoria de Endemias do Município de Codó esclarece que o real motivo da desutilização do carro fumacê para eliminar pernilongos é que não existe possibilidade de se obter resultados positivos com esse tipo de tratamento. De acordo com o Ministério da Saúde, nesse tipo de controle utiliza-se diversas substâncias químicas, e que sua utilização não é a solução; é apenas um paliativo e que ocasiona diversos problemas como, por exemplo, complicações respiratórias, alérgicas e neurológicas, ou até mesmo processos cancerígenos. Estudos comprovam que diversas espécies de mosquito estão criando resistência ao veneno.
De acordo com o assessor de endemias em Codó, as pessoas precisam ser parceiras no combate ao mosquito. Apresentamos algumas dicas para evitar a proliferação dos mosquitos. É necessário que a população faça sua parte, como: tampar as lixeiras, evitar jogar lixo na rua, rio e códigos, tampar depósitos de água, verificar calhas, e todas as medidas preventivas.
É importante que a população saiba que a aplicação de inseticida através do Fumacê é restritaa endemias de Dengue ou Febre Amarela, como forma de complementar as ações de combate ao transmissor dessas doenças, o Aedes aegypt, pois o uso sem critério do Fumacê impacta o meio ambiente, causando morte de insetos polinizadores, tais como abelhas, vespas e borboletas, além de predadores naturais que exercem função de controladores das populações de vetores.
Ascom/Prefeitura Municipal de Codó

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *