O “BALAIO DE GATO” QUE TORNOU-SE A DISPUTA PELA PREFEITURA DE PERITORÓ

daesf

Print

A disputa pela prefeitura de Peritoró possui três candidaturas deferidas pela Justiça Eleitoral: O Padre Jozias (PTN) que tenta a reeleição, o Dr. Júnior (PP) e o atual vice-prefeito Jorginho Murad que também concorre ao mais alto cargo da política peritoroense.

Joana da Amovelar (PDT) e Lorena Macedo (PCdoB) – a primeira esposa do ex-prefeito de Coroatá, Luís da Amovelar e a segunda esposa do deputado estadual Fábio Macedo (PDT) – que fariam palanque da oposição, sequer registraram candidatura.

De forma que o apoio do governador Flávio Dino caiu no colo do atual prefeito, inclusive, na manhã do último sábado (3) o chefe dos Leões esteve na cidade ao lado do secretário Márcio Jerry durante atividade de campanha em apoio ao Padre.

O médico Júnior apadrinhado pelo ex-secretário de Saúde do Estado Ricardo Murad e pelo deputado federal André Fufuca tornou-se o nome com reais possibilidades de impedir a reeleição do atual gestor. No último domingo (04), os políticos estiveram em Peritoró durante realização de um comício.

O terceiro nome na disputa pelo executivo municipal surgiu após o rompimento entre família. Atual vice-prefeito, Jorginho Murad, do PSD, não aceitou a imposição do tio, Ricardo Murad, em apoiar um nome diferente do seu, e bateu na mesa que seria candidato.

Esse é o cenário da política em Peritotó: Três candidatos e uma eleição acirrada…

Fonte: Domingos Costa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *